CBF e clubes aprovam retorno de público na Série A

A reunião que confirmou a volta dos torcedores aos jogos contou com a presença de 19 clubes da primeira divisão – a exceção ficou pelo Flamengo

O Conselho Técnico de clubes da Série A definiu, em conjunto com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta terça-feira (28), que o retorno do público nos jogos da primeira divisão do Campeonato Brasileiro vai ocorrer já na 23° rodada da competição nacional, entre este sábado (2) e domingo (3).

A reunião que confirmou a volta dos torcedores aos jogos contou com a presença de 19 clubes da primeira divisão – a exceção ficou pelo Flamengo, que não manifestou interesse em participar.

A ausência dos dirigentes rubro-negros, em reuniões da CBF, ocorre desde o desgaste sobre o retorno do público aos estádios, quando o clube carioca afirmou que a decisão ‘não cabia aos clubes coletivamente ou à entidade”.

Apesar da liberação por parte da CBF, o governo estadual de São Paulo e da Bahia ainda não autorizaram o retorno imediato dos torcedores às arenas.

Ficou decidido, portanto, que as partidas das equipes localizadas em ambos os estados seriam adiadas ou aconteceriam sem a participação de público, ficando a cargo das próprias equipes decidirem.

Os clubes da capital paulista decidiram não remanejar os jogos para outras datas, portanto, as partidas serão sem a presença de torcedores. Dessa forma, os confrontos entre Palmeiras e Juventude, e Bragantino contra Corinthians, ocorrem sem público.

A comissão técnica das equipes acredita que um adiamento pode ser mais prejudicial do que a falta de público, já que o intervalo entre as partidas será menor nas próximas semanas.

Por sua vez, a equipe do Santos pediu o adiamento de seu jogo contra o Fluminense, que estava marcado para este domingo (3).

No Nordeste, o Bahia também decidiu adiar o confronto deste sábado contra o Ceará, no estádio da Fonte Nova.

Como ficou a 23° rodada do Campeonato Brasileiro:

Cuiabá x América-MG

Fortaleza x Atlético-GO

Bahia x Ceará – adiado

Bragantino x Corinthians – sem público

Atlético-MG x Internacional

Flamengo x Athletico PR

Chapecoense x São Paulo

Palmeiras x Juventude – sem público

Santos x Fluminense – adiado

Grêmio x Sport

O presidente da Comissão Nacional de Médicos (CNMF) e responsável pelo grupo de trabalho na CBF, Jorge Pagura explicou sobre o percentual de liberação de cada estádio.

De acordo com ele, ficou definido durante a reunião que a abertura poderá ser de 10%, 20%, 25%, 50% da capacidade total. O médico disse ainda que o percentual liberado vai depender de cada autoridade local.

E por último, Pagura enfatiza que os jogos seguirão com medidas de proteção contra a Covid-19.

“Pelo nossa Matriz de Normalidade, índice que engloba vários itens, todas as cidades teriam condições de ter público nos estádios, embora a decisão seja sempre das autoridades locais. Existe apenas a pendência da Bahia que foi muito bem equacionada na reunião. O importante foi a decisão do retorno seguindo os protocolos de segurança preconizados”, explicou.

CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e