Saúde

Casos de caxumba crescem 130% no Rio, nos primeiros oito meses do ano

O número de casos de caxumba cresceu 130% no acumulado janeiro a agosto deste ano, no estado do Rio de Janeiro, em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 948 casos. Nos primeiros oito meses de 2019, foram feitos 2.185 registros de caxumba, superando os registros de todo o ano de 2018 (1.973) e de 2017 (1.376). Não houve mortes provocadas pela doença de 2017 até agosto deste ano, revelou a Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro. O médico Alexandre Chieppe, porta-voz da Secretaria, explicou que, “possivelmente, os fatores que estão por trás desse aumento de casos são os mesmos relacionados ao reaparecimento do sarampo”. Segundo Chieppe, parte importante da população fluminense não tem o esquema vacinal completo contra sarampo, “até por conta da improdução da segunda dose da vacina tríplice, que aconteceu só em 2002”. Para Chieppe, essa suscetibilidade de parte da população explica o aumento do número de casos de...
Leia mais

Brasil tem 16 estados com surto ativo de sarampo

O Brasil registrou 3.339 casos confirmados de sarampo em 16 estados, nos últimos 90 dias, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde. Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul passaram a fazer parte da lista de estados com surto ativo. O último boletim aponta que são 24.011 casos suspeitos no país, sendo que 17.713 (73,8%) estão em investigação e 2.957 (12,3%) foram descartados. Neste ano, foram confirmados quatro mortes por Sarampo. Três em crianças com menos de 1 ano de idade e um homem de 42 anos. Nenhum dos quatro haviam sido vacinados. São Paulo segue como o estado com a maior parte dos casos confirmados, 97, 5% (3.254), seguido do Rio de Janeiro (18), Pernambuco (13), Minas Gerais (13), Santa Catarina (12), Paraná (7), Rio Grande do Sul (7), Maranhão (3), Goiás (3), Distrito Federal (3), Mato Grosso do Sul (1), Espírito Santo (1), Piauí (1), Rio Grande do Norte (1), Bahia (1) e...
Leia mais

Casos de sarampo aumentam 20% em uma semana em São Paulo

O número de casos de sarampo no estado de São Paulo cresceu 20% em uma semana, somando 3.519 notificações entre janeiro e setembro deste ano. No balanço anterior, divulgado no dia 2 de setembro, o estado tinha registrado 2.982 casos. O novo balanço foi divulgado nesta quarta-feira (11) pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. A capital paulista concentra 60% do tota de casos, com 2.179 registros. Dos 645 municípios do estado, 134 já registraram casos de sarampo. No mês passado, o estado registrou três mortes em decorrência da doença. As vítimas foram um homem de 42 anos, da capital e sem histórico de imunização contra a doença; e dois bebês – uma menina de 4 meses, de Osasco, e um garoto de 9 meses, também da cidade de São Paulo. Segundo a secretaria, o estado continua vacinando bebês com idade entre 6 meses e menores de 1 ano contra o sarampo. Essa faixa etária é considerada mais vulnerável a casos graves...
Leia mais

Dengue: em um ano, incidência no país aumenta 600%

O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (11) que, de 30 de dezembro a 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país. A média é 6.074 casos por dia e representa um aumento de 599,5%, na comparação com 2018. No ano passado, o período somou 205.791 notificações. Minas Gerais é, até o momento, o estado com o maior número de ocorrências, com um total de 471.165. Um ano antes, os municípios mineiros registravam 23.290 casos. São Paulo (437.047) aparece em segundo lugar, sendo, ainda, a unidade federativa em que a incidência da doença mais cresceu (3.712%), no intervalo de análise. Em 2018, foram reportados 11.465 casos. Também são destaque negativo no balanço Goiás (108.079 casos), Espírito Santo (59.318) e Bahia (58.956). Quando o critério é a variação por região do país, o quadro mais crítico se encontra no Sul (3.224,9%), que contrasta com o do Centro-Oeste (131,8%). Além disso, nota-se que apenas dois estados apresentaram queda...
Leia mais

Mais de 860 ambulâncias novas vão reforçar Samu

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu 192) recebeu do Ministério da Saúde 866 novas unidades para o atendimento à população em todo o país. Os veículos vão para 672 municípios em 24 estados. Até o final do ano, está prevista a liberação de mais 199 unidades. O investimento total será de R$ 199,7 milhões. De acordo com o ministério, com as aquisições deste ano, a frota do Samu 192 será renovada 100% em até cinco anos. O Samu 192 está presente, atualmente, em 3.618 municípios, com 3.274 ambulâncias, sendo 252 motolâncias, 12 embarcações (ambulancha), 14 aeromédicos e 191 centrais de regulação. Ao todo, 174 milhões de pessoas (83,69% da população) dos 210 milhões de brasileiros contam com a cobertura do serviço. O serviço é prestado 24 horas por dia para socorrer rapidamente pacientes com necessidade de ser levados a unidades que prestam serviços de urgência ou emergência, como hospitais e unidades de pronto atendimento (UPAs), para atendimentos...
Leia mais

Socorro especializado pode ser decisivo para evitar suicídio

O atendimento de equipes especializadas e multidisciplinares pode ser determinante para evitar o suicídio. A opinião é do psiquiatra Leonardo Luz, do Conselho Federal de Medicina. “O Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – 192] deve ser acionado porque é uma emergência médica”, afirma. Representante do Piauí, o médico reconhece, no entanto, que não há em todas as localidades do país serviço de urgência para casos de suicídio. “Há relatos Brasil afora onde o Samu não têm equipe para o atendimento, os bombeiros e a polícia é que acabam cuidando. Eles podem até ser rápidos, mas não têm recursos para fazer esse atendimento”. No Distrito Federal, a Central de Informações Toxicológicas e Atendimento Psicossocial (Ceitap), da Secretaria de Saúde, mantém um carro do Samu disponível para equipe especializada, formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e condutor socorrista. Segundo a gerente da Ceitap, a enfermeira Carla Pelloso, a equipe “consegue intervir no momento em que a pessoa está em situação...
Leia mais

Dez operadoras estão com seus planos de saúde suspenso

A partir desta sexta-feira (6), 51 planos de saúde de dez operadoras estão com sua comercialização suspensa por determinação da Agência Nacional de Saúde (ANS), em função de reclamações feitas pelos clientes, durante o segundo trimestre. De acordo com a ANS, a medida é resultado do Programa de Monitoramento de Garantia de Atendimento, que monitora a qualidade do serviço prestado pelo setor e atua na proteção dos beneficiários. Somados, os 51 planos atendem a 278,6 mil beneficiários, que terão mantida a garantia à assistência regular. Segundo a Agência, o programa avalia as operadoras tomando por base as queixas feitas pelos beneficiários nos canais de atendimento da ANS. “O objetivo do programa é estimular as empresas a garantir o acesso do beneficiário aos serviços e procedimentos definidos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde de acordo com o que foi contratado”. O diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Rogério Scarabel, disse que a suspensão evita que esses planos...
Leia mais

China registra em um mês 21 mil novos casos de hepatite C

A China enfrenta nova epidemia de hepatite C. Só em junho, foram identificados 21.419 novos casos. Apesar de existir cura para 90% dos casos, os infectados não têm acesso aos medicamentos. Segundo o Centro de Controle e Prevenção da Doença da China, no ano passado o país registou 219.375 novos casos de hepatite C, mais 43% do que em 2010. A China é o país que enfrenta enfrentar a maior crise da doença atualmente. A doença infeciosa, que pode provocar cirrose, câncer de  fígado ou morte prematura, tem atingido particularmente as zonas rurais - cerca de 8,9 milhões de pessoas no total, ou seja, 0,6% da população. Apesar de existir cura para 90% dos casos, os medicamentos não são cobertos pelo seguro médico básico da China, o que impossibilita o acesso pela maioria da população. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a China é o país responsável por mais de metade das mortes anuais por câncer de fígado (causado...
Leia mais

BCG é única vacina a atingir meta de imunização desde 2017

Dados apresentados nessa quinta-feira (5) pelo Ministério da Saúde mostram que a BCG foi a única vacina a alcançar a cobertura vacinal pretendida nos anos de 2017 e 2018. O levantamento foi feito com informações acessadas na base do DataSus em 15 de julho deste ano e foi apresentado na Jornada Nacional de Imunizações, em Fortaleza. Foram consideradas as metas de 16 vacinas do esquema básico e de reforço indicadas para crianças de até um ano, de um ano e gestantes. Para as imunizações BCG e Rotavírus, a meta era vacinar mais de 90% do público alvo, e, para as demais, superar os 95%. A BCG, que previne a tuberculose, teve cobertura de 96,41% em 2017 e de 96,09% em 2018. Já a hepatite B, que também deve ser tomada ao nascer, atingiu 84,7% em 2017 e 85,7% em 2018. Meningococo C, pentavalente e pneumocócica foram outras que ficaram perto dos 85% em 2018. Um dos casos que mais chama...
Leia mais

Zika traz prejuízos motores e de memória a adultos

Um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) descobriu que o vírus Zika, além de se replicar no cérebro de pessoas adultas, também causa prejuízos de memória e problemas motores. O estudo foi publicado nesta quinta-feira (5), em Londres, no Nature Communications. O estudo foi iniciado na época do surto de Zika no país, nos anos de 2015 e 2016. “[Na época] aumentou o número de casos e, junto com a microcefalia, que foi o que chamou mais a atenção, começaram a aparecer complicações em pacientes adultos”, disse uma das coordenadoras da pesquisa, a neurocientista Claudia Figueiredo. Apesar de a doença ser autolimitada, com sintomas leves, muitos pacientes apresentavam quadro mais grave: alguns entravam em coma ou tinham internações por períodos mais longos. “Então, surgiu a nossa pergunta: os pesquisadores têm mostrado que o vírus se replica em células progenitoras, que são aquelas do feto, do nervo central. Será que esse vírus não infecta também...
Leia mais