Mundo

Pós-Brexit: Johnson anuncia revisão das políticas externa e de defesa

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou uma grande revisão da política externa e da defesa do país, após a saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit). A intenção é determinar uma estratégia de segurança nacional para a Grã-Bretanha nos próximos cinco anos. Esta revisão vai ocorrer ao longo de seis meses e será mais um passo na afirmação do controle de Boris Johnson, após a polêmica reforma do gabinete. As questões-chave serão redefinir as relações do Reino Unido com aliados e desenvolver recursos cibernéticos. Vai assumir a liderança Alex Ellis, um funcionário público, com a ajuda de Dominic Cummings, um político britânico que tem sido um crítico dos gastos excessivos do Ministério da Defesa e dos métodos da BAE Systems. Embora Ellis vá trabalhar diretamente com Mark Sedwill, o secretário do gabinete e o funcionário público mais poderoso da Grã-Bretanha, os termos da revisão deixaram claro que também iriam envolver “uma pequena equipe em Downing Street composta por especialistas de...
Leia mais

Países precisam estar preparados para chegada do coronavírus, diz OMS

O coronavírus pode aparecer em qualquer lugar amanhã e todos os países devem inevitavelmente se preparar para ele, disse nesta terça-feira o chefe de uma missão científica enviada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) à China, Bruce Aylward. O cientista liderou uma equipe conjunta de médicos e especialistas internacionais e chineses que investigaram durante duas semanas em três províncias diferentes - incluindo Wuhan, o epicentro da epidemia - todos os aspectos da nova doença. Aylward reconheceu que a eficácia do equipamento que a China colocou em funcionamento para controlar o coronavírus o impressionou, apesar dos 30 anos em que trabalhou em contextos epidêmicos. Além disso, o pesquisador destacou que a resposta eficiente impediu o resto do mundo de viver uma situação muito pior. "A China mudou o curso desta epidemia, que está recuando mais rápido do que se poderia esperar", disse ele, acrescentando que a resposta agressiva contra o vírus misterioso tem evitado centenas de milhares de casos. O cientista afirmou que,...
Leia mais

Bolsas e petróleo recuam com aumento de temores sobre coronavírus

O tom negativo prevalecia nos mercados acionários no exterior nessa terça-feira (25), com os rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos tocando mínima em meio a preocupações sobre o efeito na economia global da alastramento do novo coronavírus.Bolsa de Nova York, Nova York, EUA, 25/02/2020. As perdas se ampliaram após o Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) alertaram que os norte-americanos devem começar se preparar para a disseminação do vírus. Os preços do petróleo continuaram a cair, enquanto o iene se fortaleceu contra o dólar, em sinais de que agentes financeiros estavam em busca de ativos relativamente mais seguros. O novo coronavírus já infectou mais de 80 mil pessoas, dez vezes mais do que a SARS. A Organização Mundial da Saúde (OMS), contudo, disse que a epidemia na China, onde começou em dezembro, atingiu o pico entre 23 de janeiro e 2 de fevereiro e começou a declinar desde então. Em Wall Street, os principais...
Leia mais

China: mortes por coronavírus passam de 2.660

Autoridades de saúde da China informaram que outras 71 pessoas morreram na segunda-feira em decorrência de infecção causada pelo coronavírus, elevando o número total de mortes na China continental para 2.663. Ainda segundo as autoridades, 508 novos casos foram reportados, elevando o número total de pessoas infectadas para 77.658. O número de novas infecções fora da província de Hubei, onde o surto teve início, foi de apenas nove casos. Nenhuma nova infecção foi confirmada em 23 das 31 províncias, cidades e outras unidades administrativas em toda a China. A província de Guangdong rebaixou em um nível o seu alerta de saúde pública. Diversas empresas japonesas possuem fábricas na província, localizada na região sudeste. A Organização Mundial da Saúde pede para a China manter o seu esforço monumental de conter o vírus, mesmo com a recente queda no número de casos novos. Em uma coletiva de imprensa realizada na segunda-feira em Pequim, Bruce Aylward, representante da Organização Mundial de Saúde, disse que as medidas...
Leia mais

Itália cancela futebol e Carnaval e isola cidades após 3 mortes de Coronavírus

A fim de tentar conter o avanço do surto do novo coronavírus do país, autoridades italianas decidiram encerrar dois dias mais cedo o carnaval de Veneza e adiar jogos de futebol da divisão principal na região de Milão. A Itália é o lugar com mais casos da doença na Europa: 152 pessoas doentes e 3 mortas. Nos últimos dias, autoridades têm adotado diversas medidas, como quarentenas, em duas zonas "quentes" próximas a Milão e Veneza. Cerca de 50 mil pessoas não podem entrar ou sair de diversas cidades nas regiões de Veneto e Lombardia nas próximas duas semanas, salvo com autorizações especiais. O temor em torno da doença afetou até mesmo cidades que estão fora dessa zona, com comércio fechado e aulas suspensas. Na fronteira com a Áustria, um trem oriundo de Veneza foi parado depois que dois passageiros apresentaram febre, um dos principais sintomas do novo coronavírus (rebatizado de Covid-19), junto a tosse e falta de ar. "As autoridades agiram rapidamente e...
Leia mais

Mortes por novo coronavírus passam de 2 mil na China

Autoridades sanitárias chinesas informam que mais 136 pessoas infectadas pelo novo coronavírus morreram nessa terça-feira (18), principalmente na província de Hubei, elevando o número total de mortes no país para 2.004. Mais 1.749 infecções foram confirmadas. O número total de casos na China continental, confirmados por testes em laboratórios ou diagnóstico clínico, é superior a 74 mil. Um jornal ligado ao Partido Comunista Chinês criticou a resposta inicial das autoridades locais ao surto. Pesquisa O Global Times divulgou ontem os resultados de pesquisa feita por uma equipe do Centro Chinês de Prevenção e Controle de Doenças. A equipe afirma ter descoberto que mais de 5 mil pessoas começaram a apresentar sintomas do novo coronavírus durante o período de 10 dias até 20 de janeiro. Entretanto, autoridades da província de Hubei iniciaram uma resposta em grande escala apenas após o presidente Xi Jinping apresentar instruções sobre o surto em 20 de janeiro. *Emissora pública de televisão do Japão ...
Leia mais

Travessia de migrantes do México aos EUA cai 74,5%

O secretário das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, disse nessa quarta-feira (12) que houve uma redução de 74,5% no número de pessoas que atravessaram a fronteira rumo aos Estados Unidos, fato que atribuiu ao sucesso da política migratória. Em participação na conferência matinal do presidente Andrés Manuel Lopez Obrador, o secretário destacou as conquistas mais importantes do México nesta área, visíveis porque "o fluxo de pessoas de forma irregular está sendo reduzido". Ebrard disse que, em janeiro, a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, na sigla em inglês) deteve 36.637 pessoas, uma redução considerável em relação às 144.116 de maio de 2019. Foi no final de maio de 2019 que os Estados Unidos ameaçaram impor tarifas a todos os produtos mexicanos, o que levou o país latino-americano a reforçar a segurança na fronteira e aumentar as detenções. Dos detidos em janeiro, 60% eram mexicanos, um total de 21.982 pessoas. Em 2019, 179.971 migrantes foram apresentados ao Instituto Nacional de...
Leia mais

Argentina pede apoio do Brasil para renegociar dívida com FMI

A Argentina quer o apoio do Brasil para renegociar sua dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI), disse nesta quarta-feira (12) o ministro de Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto da Argentina, Felipe Solá, durante encontro com o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, no Palácio do Itamaraty. Na oportunidade, o ministro argentino classificou a viagem ao Brasil como um “marco de aproximação e amizade”, apesar de ter sido adiada “por outros fatores”. “A missão que lidero tem como objetivo discutir o Mercosul e a agenda bilateral e outros temas, em uma conversa franca. Tem também a responsabilidade e o propósito de esclarecer o estado das coisas do atual governo argentino”, acrescentou Solá. Segundo Solá, a Argentina vive uma “situação difícil”, com graves problemas de demanda interna e externa, queda no superavit e uma “dívida externa absurda” que teria por base um “sistema cambial irresponsável”. Além disso, acrescentou, o país vizinho vive “uma inflação altíssima, com cifras astronômicas, se comparadas às do Brasil”. Para...
Leia mais

Guaidó anuncia volta à Venezuela e pede mobilização contra o regime

O líder da oposição e presidente do Parlamento da Venezuela, Juan Guaidó, anunciou nesta terça-feira (11) que voltará em breve ao país e pediu aos venezuelanos que retomem as mobilizações para derrotar o governo do presidente Nicolás Maduro. "Temos o apoio e o respeito do mundo. Agora toca-nos a tarefa mais poderosa e fundamental, a que nos trouxe aqui, a de nos unirmos para que, de uma vez por todas, possamos dizer, com força, que a virtude, a honra e a liberdade cobrem a Venezuela" disse. O anúncio foi feito em um vídeo divulgado em Caracas. Guaidó estará encerrando viagem iniciada em 19 de janeiro e que incluiu a Colômbia, Inglaterra, Suíça, Espanha, o Canadá, a França e os Estados Unidos, onde se reuniu com governantes, inclusive com o presidente norte-americano, Donald Trump. "Regresso à minha pátria com afeto, com o compromisso dos nossos aliados, com ações e medidas que vão ser executadas e com o apelo ao nosso povo para...
Leia mais

China confirma 908 mortes e 40.171 infectados pelo coronavírus

A Comissão Nacional de Saúde da China aumentou para 908 o número de mortes causadas pelo novo coronavírus, inicialmente detectado na cidade de Wuhan, e elevou para 40.171 a quantidade de casos diagnosticados no território chinês. De acordo com a comissão, até a meia-noite local (13h de domingo em Brasília), 6.484 casos graves tinham sido relatados, enquanto 3.281 pessoas receberam alta após se recuperarem da doença. Até agora, a comissão afirmou já ter monitorado 399.487 pacientes em contato próximo com os infectados, dos quais 187.518 permanecem sob observação. Desses últimos, 23.589 são suspeitos de ter contraído o vírus. Os novos dados representam um aumento de 97 mortes em relação ao relatório do dia anterior, além de acrescentar mais 3.062 pessoas infectadas à lista. Também foram somados 632 nomes à lista de pacientes que receberam alta. Das 97 mortes, 91 foram registradas na província de Hubei - da qual Wuhan, epicentro da epidemia, é a capital -, que está em quarentena desde 23...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e