Meio Ambiente

Desmatamento ameaça áreas protegidas da Bacia do Rio Xingu

De janeiro a setembro deste ano, uma área superior a 100 mil campos de futebol, cerca de 100 mil hectares de floresta foram destruídos na Bacia do Rio Xingu, segundo o Sistema de Indicação por Radar de Desmatamento (Sirad X), monitoramento mensal feito pelo Instituto Socioambiental (ISA) com base nas informações do satélite Sentinel-1. Apenas em setembro, 4.410 hectares de floresta foram derrubados. Uma das áreas de maior biodiversidade do mundo, a Bacia do Rio Xingu engloba 21 Terras Indígenas e dez Unidades de Conservação (UCs) entre os estados do Pará e Mato Grosso e abrange 21 municípios. Nas áreas protegidas, mais de 32 mil hectares foram desmatados de janeiro a setembro. Na Terra do Meio, foram desmatados 25 mil hectares no período, dentro dos 8,5 milhões de hectares de extensão. O Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), aponta 6.947 quilômetros quadrados de corte raso de agosto de...
Leia mais

Mudança climática pode representar ameaça para fertilidade de insetos

A mudança climática pode representar uma ameaça para a fertilidade de insetos, indicou um estudo publicado pela revista "Nature". Segundo a pesquisa da Universidade de East Anglia, da Inglaterra, as ondas de calor afetam o esperma dos machos de algumas espécies. Esse fator poderia explicar por que a mudança climática está tendo impacto sobre a população de diversos insetos. Para realizar o estudo, os pesquisadores, liderados pelo professor Matt Gage, observaram a reação de escaravelhos vermelhos a ondas de calor simulados dentro de um ambiente controlado. Por meio de uma série de experimentos, a equipe analisou o prejuízo causado à capacidade reprodutiva do inseto e também características de seus descendentes. Os pesquisadores descobriram que uma primeira onda de calor reduzia pela metade o número de filhotes que os escaravelhos eram capazes de ter. Já a segunda tornava os machos praticamente estéreis. A produção de esperma caia em três quartos após a exposição. Os testes também mostraram que esses espermatozoides tinham mais dificuldade...
Leia mais

Processo criminal sobre tragédia de Mariana ainda ouve testemunhas

Passados três anos da tragédia de Mariana, a Justiça Federal ainda ouve testemunhas no processo criminal envolvendo o episódio. Entre os réus estão o então presidente da mineradora Samarco, Ricardo Vescovi, e o então diretor-geral de Operações da empresa, Kleber Terra. Também respondem pelo crime 11 integrantes do conselho de administração da empresa, que são representantes da Vale e da BHP Billiton. As duas mineradoras são acionistas da Samarco. Ao todo, 21 réus são julgados pelos crimes de inundação, desabamento, lesão corporal e homicídio com dolo eventual, que ocorre quando se assume o risco de matar sem se importar com o resultado da conduta. Um 22º réu responde por emissão de laudo enganoso. Trata-se do engenheiro da empresa VogBr, Samuel Loures, que assinou documento garantindo a estabilidade da barragem que se rompeu. A Samarco, a Vale, a BHP Billinton e a VogBR também são julgadas no processo. Na última decisão tomada no âmbito do processo, ocorrida em 15 de outubro,...
Leia mais

População de animais das Américas Central e do Sul caiu 89%

O declínio no tamanho das populações de animais vertebrados chegou a 60% em 40 anos. Nos trópicos, principalmente nas Américas Central e do Sul, a redução chega a 89% desde 1970. É o que aponta o Relatório Planeta Vivo 2018, que será lançado nesta terça-feira (30) pela organização não governamental WWF - Fundo Mundial para a Natureza. Segundo o coordenador do programa Cerrado e Pantanal da WWF, Júlio César Sampaio, a região tropical, próximo à Linha do Equador, concentra a maior quantidade de vida do planeta, em função da dinâmica de temperatura e das florestas, além de ter as maiores áreas de uso do solo e dos recursos naturais. “É onde estão localizadas as maiores áreas cultivadas para produção de alimentos. Essa produção, regada a uma forma intensa do uso da terra, tem afetado drasticamente esses ambientes e consequentemente provocado o declínio dessas populações que, nessa faixa que abrange a parte central e América do Sul, o relatório mostra que...
Leia mais

Força Nacional recebe sinal verde para apoiar Instituto Chico Mendes

Portaria do Ministério da Segurança Pública publicada nesta quinta-feira (25) no Diário Oficial da União autoriza o emprego da Força Nacional em apoio ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). De acordo com a publicação, a solicitação de envio da tropa foi feita à pasta pelo ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte. O texto autoriza o emprego da Força Nacional, em caráter episódico, por um período de 180 dias a contar da data de publicação da portaria, em apoio ao ICMBio em ações de fiscalização de unidades de conservação federais, com ênfase no combate ao desmatamento na região amazônica. “O prazo do apoio prestado pela Força Nacional poderá ser prorrogado, se necessário”, diz a portaria. Ataques Ataques recentes a agentes de fiscalização ambiental que atuam em áreas de desmatamento na Amazônia motivaram o envio da Força Nacional para apoiar o trabalho de equipes do ICMBio – principalmente no estado do Pará. Esta é a primeira vez que o efetivo vai reforçar...
Leia mais

Ibama autoriza funcionamento de Eixo da Transposição do São Francisco

O Ibama anunciou ter concedido a Licença de Operação que autoriza o funcionamento do Eixo Leste do Projeto de Transposição do Rio São Francisco. Com 217 km de extensão, o segmento é composto por estações de captação e bombeamento de água, canais de concreto armado em leito natural, aquedutos, túneis, reservatórios intermediários e linhas de transmissão. A captação de água para o Eixo Leste está localizada no município de Petrolândia (PE), no reservatório da Usina Hidrelétrica de Luiz Gonzaga. Os canais se estendem até o município de Monteiro, na Paraíba. Além do Eixo Leste, que se estende de Petrolândia (PE) a Monteiro (PB) e está concluído, o Projeto de Transposição do São Francisco também abrange o Eixo Norte, em fase de construção, totalizando 477 km de extensão. Segundo o Ministério da Integração Nacional, responsável pela obra, o empreendimento vai garantir a segurança hídrica para 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte...
Leia mais

Ibama destrói armadilhas que caçariam 64 mil aves na Paraíba

Operação de combate à caça e ao tráfico de arribaçãs (Zenaida auriculata) iniciada pelo Ibama no fim de setembro impediu a captura diária de pelo menos 64 mil aves em rota migratória no sertão da Paraíba. Agentes ambientais apreenderam e incineraram 16.130 armadilhas, cada uma com capacidade para aprisionar 4 pássaros por dia. As multas aplicadas durante a Operação Migratorius II totalizam R$ 96,5 mil. Trinta e duas aves silvestres recolhidas com vida pela equipe de fiscalização foram devolvidas à natureza. As operações de fiscalização na região foram intensificadas para evitar a matança de espécies e assegurar o ciclo reprodutivo. A arribaçã é uma ave migratória de dorso pardo, com duas faixas negras nas laterais da cabeça e manchas nas asas. Nesta época do ano, a espécie faz ninhos diretamente no solo da caatinga, em áreas chamadas de pombais, que chegam a ter 12 km² de extensão, com 3 a 4 ninhos por km². Este hábito torna a arribaçã uma presa fácil para...
Leia mais

WWF Brasil denuncia mineração em áreas indígenas e protegidas

Levantamento inédito da organização WWF Brasil (organização não-governamental brasileira dedicada à conservação da natureza) aponta que existem 5.675 processos ativos de exploração mineral sobrepostos, total ou parcialmente, em terras indígenas e unidades de Conservação de Proteção Integral da Amazônia Legal. O estudo divulgado nesta terça-feira (9) identifica que os processos minerários da Agência Nacional de Mineração (ANM), responsável por autorizar a atividade mineral no país, se referem a requerimentos para pesquisa até autorização de lavra de minérios. A Amazônia Legal abrange oito estados da Região Norte e parte do Maranhão e tem 45% de sua área protegida. Para que os recursos minerais das unidades de conservação de proteção integral possam ser explorados, é necessário o cumprimento dos critérios do plano de manejo de cada unidade. No caso das terras indígenas, a exploração mineral só pode ocorrer legalmente sob consulta da comunidade atingida e autorização do Congresso Nacional. “A sobreposição de um volume grande de processos minerários em áreas protegidas dá a...
Leia mais

Incêndios causados por El Niño na Amazônia degradaram mais que o previsto

Um estudo em uma universidade da Inglaterra mostrou que os incêndios na Amazônia provocados pelo fenômeno climático El Niño em 2015 e 2016 emitiram quatro vezes mais dióxido de carbono (CO2) do que o previsto. De acordo com a agência de notícias EFE, o estudo publicado na revista científica Philosophical Transactions of the Royal Sciety B demonstrou que El Niño provocou efeitos devastadores através do mundo nesses dois anos. "Os incêndios descontrolados nas florestas tropicais úmidas durante secas extremas são uma fonte importante e não quantificada de emissão de CO2", afirma o principal autor do estudo, Kieran Whitey. Foto: divulgação Ibama  ...
Leia mais

PF combate garimpo ilegal no Amapá

A Polícia Federal (PF) desmontou nesta segunda-feira (1º) uma organização criminosa que atuava na extração ilegal de recursos minerais no município de Tartarugalzinho, no Amapá. A Operação Falsino foi deflagrada a partir de denúncia de atividade irregular no garimpo Falsino. Segundo a PF, foi apurado que o garimpo extraia o minério tantalita fora da área autorizada pelos órgãos competentes. A tantalita tem em sua composição nióbio e tântalo, muito usados na indústria eletrônica por causa de sua resistência ao calor. Os policiais verificaram em uma área de desmatamento ilegal, trabalhadores em condição análoga a de escravo e extração ilegal de ouro. “Com base em laudo pericial, foi sequestrado em desfavor de empresa que agia como receptora do minério ilegal extraído, um montante de mais de R$ 3 milhões para recuperação da área degradada”, diz  nota da Polícia Federal. Mais de 20 policiais federais participaram da operação. Eles cumpriram três mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão em Macapá e...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e