Inovações

Descoberta nova variante do coronavírus com grande número de mutações

Os cientistas alertam que a variante B.1.1.529, descoberta pela primeira vez em Botsuana e com seis casos de infecção confirmados na África do Sul, tem um "número extremamente alto" de mutações, o que pode levar a novas ondas de covid-19. Foram confirmados dez casos em três países (Botsuana, África do Sul e Hong Kong) por sequenciamento genético, mas a nova variante causou grandes preocupações aos pesquisadores porque algumas das mutações podem ajudar o vírus a escapar à imunidade. Os primeiros casos da variante foram descobertos no Botsuana, em 11 de novembro, e os primeiros na África do Sul três dias depois. O caso encontrado em Hong Kong foi de um homem de 36 anos que teve um teste PCR negativo antes de voar de Hong Kong para a África do Sul, onde permaneceu de 22 de outubro a 11 de novembro. O teste foi negativo no regresso a Hong Kong, mas deu positivo em 13 de novembro quando estava em quarentena. A variante B.1.1.529 tem 32 mutações...
Leia mais

Reino Unido: homem vai receber primeira prótese ocular impressa em 3D

Um paciente do hospital de oftalmologia Moorfields Eye, em Londres, vai ser o primeiro homem do mundo a receber um olho criado em uma impressora 3D. Os médicos acreditam que a prótese terá um aspecto mais realista do que o tradicional olho de acrílico. “Preciso de uma prótese ocular desde que tenho 20 anos e sempre me senti inseguro em relação a isso”, disse à BBC Steve Varze, agora com 40 anos. Esta inovação não só permitirá próteses mais realistas como deverá reduzir pela metade o tempo de adaptação dos pacientes às próteses, passando de seis a três semanas. “Quando saio de casa costumo olhar no espelho e nunca gosto do que vejo”, lamentou Varze. “Estes novos olhos têm uma aparência fantástica e, sendo criados com tecnologia de impressão 3D, ficarão cada vez melhores”. A técnica tradicional para fazer próteses oculares implica que o paciente seja submetido a uma sessão de duas horas durante a qual é realizado um molde da cavidade...
Leia mais

Pentágono criará grupo focado em agilizar a identificação de OVNIs

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou, na terça-feira (23), planos para agilizar a acolhida de relatos de OVNIs e analisar com mais rapidez os eventos. A principal ação será a criação de um grupo focado no assunto. O novo grupo unificado, que será chamado Grupo de Identificação e Sincronização para Gerenciamento de Objetos Aerotransportados (AOIMSG, na sigla em inglês), padronizará o processo para relatar incidentes. De acordo com a secretária adjunta de Defesa, Kathleen Hicks, a proposta é “identificar e reduzir as lacunas relacionadas à capacidade operacional” das autoridades americanas na hora de detectar e entender esses fenômenos, que são chamados oficialmente pelos militares americanos e agências do governo como Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPs, na sigla em inglês) O anúncio foi feito após o reconhecimento do governo no início deste ano de que vale a pena estudar esses documentos para identificar eventuais problemas à segurança do país. Mais do que propriamente descobrir vida extraterrestre tentando se comunicar com a Terra, os americanos estão...
Leia mais

Nasa lança missão com objetivo de colidir com asteroide

A Nasa lançou na madrugada desta quarta-feira (24) uma espaçonave com o objetivo de colidir com um asteroide. A missão DART, ou Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo, decolaou a bordo de um foguete SpaceX Falcon 9 da Base da Força Espacial de Vandenberg na Califórnia, nos EUA, às 03h21 de quarta-feira (24), no horário de Brasília. Mas o verdadeiro teste para esta tecnologia de deflexão de asteroide virá em setembro de 2022, quando a espaçonave chegar ao seu destino, para ver como ela impacta o movimento de um asteroide próximo à Terra no espaço. O alvo da missão é Dimorphos, uma pequena lua orbitando o asteroide Didymos, próximo à Terra. Esta será a primeira demonstração em grande escala desse tipo de tecnologia pela agência em nome da defesa planetária. Também será a primeira vez que os humanos alteram a dinâmica de um corpo do sistema solar de forma mensurável, de acordo com a Agência Espacial Europeia. Os objetos próximos à Terra são asteroides e...
Leia mais

‘Matéria escura’ da alimentação, pode ajudar na prevenção do câncer

"Alho faz bem para a saúde". Uma frase dita há milhares de anos pela humanidade e que você certamente já ouviu. É muito mais recente, no entanto, o entendimento pela ciência de como o alho faz bem à saúde. Para isso, foi necessário decifrar sua composição química. O composto alicina, por exemplo, inibe a proliferação de células que espalham o câncer de cólon — e de quebra é o responsável pelo aroma do alho quando ele é ralado fresco. Já a luteolina oferece propriedades que ajudam a evitar câncer e doenças cardíacas, apontam alguns estudos. Em todos os alimentos ingeridos por nós todos os dias há outras dezenas de milhares de estruturas bioquímicas que precisam ter suas características e seus potenciais explorados. Estamos habituados a ouvir sobre proteínas, açúcar, gordura, calorias, vitaminas, mas cerca de 99% do que compõe a nossa comida é praticamente desconhecido. A vastidão a ser explorada no conjunto de fatores nutricionais foi comparada à "matéria escura" do...
Leia mais

Pesquisadores dos EUA começam a testar vacina contra Alzheimer

Na edição dessa sexta-feira (19) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou como deve funcionar uma vacina nasal contra o Alzheimer. Pesquisadores nos Estados Unidos estão desenvolvendo um imunizante contra a doença que será inalável pelo nariz. O projeto ainda está em fase inicial e os primeiros testes clínicos serão feitos nas próximas semanas. Os cientistas vão testar a eficácia e a segurança do imunizante depois de 20 anos de estudos pré-clínicos. Segundo os pesquisadores que coordenam o projeto, a vacina pode ajudar a prevenir o Alzheimer e até mesmo ser uma forma de tratamento da doença. Fernando Gomes lembrou que, como vimos durante a pandemia de coronavírus, estudos para o desenvolvimento de vacinas normalmente são compostos por quatro fases. “Na primeira fase, o objetivo principal é testar a segurança e tolerabilidade da vacina, ou seja, checar se faz mal, se tem efeito colateral ou algum impedimento para progredir”, disse o médico. “A pesquisa [da vacina contra Alzheimer] envolve 16...
Leia mais

Telescópio mais potente da história pode mudar forma como enxergamos o universo

Este é um momento há muito aguardado. O lançamento do telescópio espacial James Webb, o principal observatório da Nasa da próxima década, está marcado para o dia 18 de dezembro, na Guiana Francesa. O telescópio sofreu um atraso de anos, além de uma série de fatores provocados pela pandemia e por desafios técnicos. Mas agora o observatório espacial mais potente do mundo irá responder a perguntas sobre nosso sistema solar, estudar exoplanetas de novas maneiras, e olhar para nosso universo de uma forma profunda que não conseguíamos fazer antes. O James Webb irá observar as atmosferas de exoplanetas, alguns dos quais são potencialmente habitáveis, e pode descobrir pistas sobre a busca contínua por vida fora da Terra. O telescópio é equipado com um espelho que pode chegar a 6,5 metros, um comprimento que permitirá ao equipamento captar mais luz dos objetos observados quando estiver no espaço. Quanto mais luz o espelho captar, mais detalhes o telescópio poderá observar. O espelho possui 18 segmentos...
Leia mais

Cientistas aproveitam o pequi como anti-inflamatório e protetor solar

Muitos cosméticos são produzidos a partir de matérias-primas naturais, que estão disponíveis a baixo custo e sem agredir o meio ambiente. E ainda ajudam a movimentar a economia e ajudar pequenos produtores. É o caso do pequi, muito utilizado na culinária no cerrado brasileiro, principalmente pela população de Goiás. Além da alimentação, o óleo de pequi, extraído da polpa e da amêndoa do fruto, já é utilizado na indústria farmacêutica e de cosméticos. Mas, o que sobra do pequi após esse processo, equivalente a 90% do fruto, geralmente é descartado, gerando um desperdício de centenas de toneladas por ano. Isso, no entanto, pode mudar. Pesquisadores da unidade de Assis da Universidade Estadual Paulista (Unesp), encontraram uma forma criativa, sustentável e barata de aproveitar essa matéria-prima natural. Em estudos que começaram em 2016, os cientistas desenvolveram dois novos produtos a partir dos resíduos da fruta: um creme anti-inflamatório e um protetor solar com propriedades antioxidantes, capazes de retardar o envelhecimento da pele. A...
Leia mais

Superfície da Lua tem oxigênio para sustentar a humanidade por 100 mil anos

Os primeiros dez metros de profundidade da superfície lunar poderiam fornecer oxigênio suficiente para sustentar todas as 8 bilhões de pessoas na Terra por um período de 100 mil anos. É o que avalia o pesquisador e professor em Ciência do Solo da Universidade de Nova Gales do Sul, Austrália, John Grant, ao analisar as informações de estudos realizados ao longo de anos sobre a composição da superfície da Lua. Segundo Grant, a Lua tem uma atmosfera fina, composta principalmente de hidrogênio, néon e argônio, o que não ajudaria os humanos. Porém, dentro dessa superfície composta por rocha e poeira, conhecida como regolito, há uma porção imensa de oxigênio para ser extraída. Todo o regolito da Lua é composto de aproximadamente 45% de oxigênio, mas toda essa quantidade de substância que pode ser respirada por pulmões humanos está fortemente ligada a minerais como sílica, alumínio e óxidos de ferro e magnésio. Para soltar todo esse oxigênio seria necessário empregar bastante força. Grant, diz que a...
Leia mais

Robô da Nasa investiga rochas em Marte e realiza descoberta inédita

O robô Perseverance fez uma pausa bem merecida em outubro durante a conjunção solar, mas está de volta à investigação de rochas intrigantes na cratera de Jezero em Marte. A conjunção solar – um período em que o sol está entre a Terra e Marte – começou em 2 de outubro, o que interrompeu as comunicações da NASA com o rover. Esse apagão terminou em 19 de outubro, e o Perseverance voltou imediatamente à busca por sinais de vida ancestral no planeta vermelho. Um dos principais objetivos do robô é coletar amostras de rochas e sujeira em Marte que serão devolvidas à Terra em missões futuras. Duas amostras já foram coletadas, com a ajuda do helicóptero Ingenuity, que auxilia no encontro de alvos dignos de investigação. Desde 25 de outubro, o Perseverance tem investigado rochas da região sul do planeta, que são de interesse para a equipe de cientistas na Terra. O rover tem uma ferramenta abrasiva em seu braço robótico que pode raspar camadas...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e