Inovações

Cientistas descobre a ‘luz proibida’, que pode revolucionar a física quântica

Um tipo de luz "que não deveria existir" pode abrir as portas para um mundo ainda desconhecido. Cientistas da Universidade Estadual de Iowa, nos Estados Unidos, afirmam ter descoberto uma forma de acessar propriedades únicas da física quântica ao usar ondas de luz em altas frequências para acelerar supercondutores (materiais que podem conduzir corrente elétrica sem resistência ou perda de energia). Os pesquisadores do Laboratório Ames do Departamento de Energia dos Estados Unidos, que é associado à universidade, dizem que fizeram os primeiros experimentos para usar pulsos de luz em frequências de terahertz (trilhões de pulsos por segundo) para acelerar elétrons conhecidos como pares de Cooper. De acordo com um estudo publicado na revista Physical Review Letters, após rastrear a luz emitida pelos pares de elétrons acelerados, eles encontraram "emissões de luz do segundo harmônico" ou luz com o dobro da frequência de entrada usada para acelerar os elétrons. "Essas emissões do segundo harmônico deveriam ser proibidas (pelas leis da física tradicional)...
Leia mais

Estudo sugere existência de universo paralelo

Um estudo realizado por pesquisadores financiados pela Nasa levantou o debate sobre teorias que sugerem a existência de universos paralelos, tema debatido há décadas na comunidade científica, mas distante de comprovações. Peter Gorham, líder do projeto Antena Impulsiva Transiente da Antártica (Anita), que realiza experimentos no Polo Sul, afirmou em entrevista à revista New Scientist, em abril, que o comportamento curioso de partículas observadas na Antártica contrariou as leis da física e poderia ter origem em um "universo paralelo", ainda desconhecido pelos cientistas.  Anteriormente, ao jornal da Universidade do Havaí, ele classificou a descoberta como "uma nova classe de partículas subatômicas que mostra um novo padrão da física". Procurado pela CNN nesta quarta (20), porém, ele negou que seus estudos tenham relação com teorias de universo paralelo. A Nasa esclareceu que financia a Anita, mas não corrobora necessariamente com as conclusões dos estudos. O projeto Anita consiste em uma investigação de balão liderada por Peter Gorham na Universidade do Havaí em Manoa. O trabalho científico...
Leia mais

Homens têm nível mais alto de enzima essencial para infecção por coronavírus

O sangue dos homens tem níveis mais altos de uma enzima essencial usada pelo novo coronavírus para infectar as células do que o sangue das mulheres, mostraram os resultados de um grande estudo europeu nesta segunda-feira — uma descoberta que pode ajudar a explicar por que os homens são mais vulneráveis a infecções pela Covid-19. A enzima conversora de angiotensina (ACE2) é encontrada no coração, nos rins e em outros órgãos. Na Covid-19, a doença respiratória causada pelo novo coronavírus, acredita-se que ela desempenha um papel na forma como a infecção avança para os pulmões. O estudo, publicado no periódico científico European Heart Journal, também revelou que os remédios amplamente receitados conhecidos como inibidores de ACE, ou bloqueadores de receptores de angiotensina (BRAs), não provocaram concentrações mais altas de ACE2 e portanto não devem aumentar o risco de Covid-19 para as pessoas que os tomam. Os inibidores de ACE e BRAs são muito receitados para pacientes com insuficiência cardíaca, diabetes ou...
Leia mais

Israel anuncia descoberta de anticorpo para o coronavírus

O Instituto de Israel para a Investigação Biotecnológica, do Ministério da Defesa, anunciou que desenvolveu um anticorpo para o coronavírus e que prepara a patente para depois entrar em contato com empresas farmacêuticas, com o objetivo de produzir em escala comercial.  Em comunicado, o instituto assegura que o anticorpo desenvolvido ataca e neutraliza o vírus nas pessoas doentes.  "De acordo com os pesquisadores, liderados pelo professor Shmuel Shapiro, a fase de desenvolvimento do anticorpo foi concluída", acrescenta a nota. O ministro da Defesa de Israel, Naftali Benet, visitou o laboratório do instituto em Nezz Ziona, ao sul de Tel Aviv, onde tomou conhecimento da pesquisa. Ele afirmou que o "anticorpo ataca o vírus de forma monoclonal" qualificando o trabalho desenvolvido como "grande conquista". "Estou orgulhoso do pessoal do Instituto de Biotecnologia por esse avanço. A criatividade e o pensamento judaico atingiram grande resultado", disse o ministro na nota. O texto não especifica se foram realizados testes em seres humanos. Altos cargos do setor da defesa e...
Leia mais

Vespas asiáticas ‘assassinas’ são vistas pela 1ª vez nos EUA

Quando você pensava que 2020 não poderia mais piorar... agora temos vespas gigantes com olhos estranhos e picadas venenosas para acrescentar à lista de preocupações deste ano. Pela primeira vez, vespas gigantes asiáticas (apelidadas de "vespas assassinas") foram vistas nos Estados Unidos, especificamente no estado de Washington, afirmam cientistas. Os apicultores da região relataram dezenas de abelhas mortas com a cabeça arrancada, uma imagem alarmante em um país com uma população de abelhas em rápido declínio. Com mais de 5 centímetros de comprimento, as maiores vespas do mundo podem matar seres humanos com seu veneno se picar uma pessoa repetidas vezes. A conclusão é de segundo especialistas da Universidade Estadual de Washington, que apelidaram os insetos de "vespas assassinas". "Elas são como um desenho monstruoso com um enorme rosto amarelo-alaranjado", disse Susan Cobey, criadora de abelhas no departamento de entomologia da Universidade Estadual de Washington. . Como elas chegaram aos Estados Unidos? Cientistas ainda não sabem precisar como vespas gigantes asiáticas nativas acabaram no...
Leia mais

Governo dos EUA tira sigilo de vídeos que mostram OVNIs

O governo dos Estados Unidos divulgou, nessa segunda-feira (27), três vídeos curtos que mostram “fenômenos aéreos não identificados” no país. As imagens já haviam sido divulgados, anteriormente, mas por uma empresa privada. As sequências mostram objetos voadores não identificados (OVNIs) se movendo rapidamente enquanto eram gravados por câmeras com sistema infravermelho (térmicas). Em dois dos vídeos, é possível ouvir a reação dos responsáveis pela gravação, que parecem assustados com a velocidade de movimento dos objetos. Uma deles questiona se aquilo poderia ser um drone. A Marinha dos EUA reconheceu a veracidade das imagens em setembro de 2019. Elas foram divulgadas, agora, “para esclarecer qualquer equívoco por parte da população sobre se as imagens que circulavam eram reais, ou se há ou não mais vídeos”, segundo a porta-voz do Pentágono, Sue Gough. “Após uma revisão minuciosa, o departamento determinou que a divulgação autorizada desses vídeos secretos não revela quaisquer recursos ou sistemas delicados”, disse Gough em nota, acrescentando que “não infringe qualquer...
Leia mais

Planeta potencialmente habitável similar à Terra é descoberto pelo cientistas

Astrônomos descobriram um exoplaneta potencialmente habitável, do tamanho da Terra, a 300 anos-luz de distância de nós. Dos 2.681 planetas fora do Sistema Solar já encontrados pelo telescópio espacial Kepler, da Nasa, entre 2009 e 2018, este é o mais parecido em tamanho e possivelmente em temperatura com o nosso planeta, de acordo com um novo estudo publicado na quarta-feira (15) na revista científica “Astrophysical Journal Letters”. O Kepler foi “aposentado” em 2018, mas os dados coletados por ele podem levar a mais descobertas nos próximos anos. Foi justamente vasculhando este arquivo que os pesquisadores encontraram o novo planeta. Intitulado Kepler-1649c, ele é 1,06 vez maior que a Terra e recebe cerca de 75% do total de luz que nosso planeta recebe do Sol. Isso sugere que a temperatura em sua superfície pode ser similar à da Terra. O planeta também está localizado na zona habitável de sua estrela, distante o suficiente para que a água se mantenha líquida –o que também...
Leia mais

Pesquisa identifica medicamentos que podem combater o coronavírus

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) está testando medicamentos que podem auxiliar no combate ao coronavírus. A organização vinculada ao ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) está procurando substâncias que possam ser usadas contra o vírus SARS-Cov-2. A pesquisa acontece em substâncias já regulamentadas para uso no Brasil. Segundo a pesquisadora Daniela Trivella, entre os 2 mil medicamentos analisados na primeira etapa de testes, dois mostraram resultados promissores. O CNPEM não divulga quais são para evitar automedicação. Porém, de acordo com Daniela, ambas as substâncias têm várias características que podem permitir o uso contra a doença. “São economicamente acessíveis, bem tolerados em geral, comumente utilizados por pessoas dos mais diversos perfis e, um deles, inclusive, está disponível em formulação pediátrica”, enumerou. Estão sendo avaliados medicamentos dos mais diversos tipos: analgésicos, anti-hipertensivos, antibióticos, diuréticos entre outros. A pesquisadora explica que os experimentos feitos em laboratório buscam identificar substâncias que inibam a replicação do vírus dentro...
Leia mais

Hospitais italianos tratam coronavírus com sangue de pacientes curados

O Hospital Policlínico de Pavia, na Lombardia, no norte da Itália, iniciou um tratamento experimental de terapia com plasma, um procedimento que usa o sangue de pacientes curados pela Covid-19 para tratar aqueles que estão em estado grave. O centro hospitalar pediu doações de sangue daqueles que se recuperaram do novo coronavírus e os primeiros a chegar foram de um casal de médicos, os primeiros aspectos positivos para o vírus na província, de acordo com relatos da mídia italiana. "É uma terapia que já foi usada com sucesso contra SARS e Ebola e que permite que outras terapias sejam realizadas ao mesmo tempo", explicou Cesare Perotti, chefe de Imuno-hematologia da Policlínica de Pavia, ao meio de comunicação local "Il Ticino". O procedimento consiste em uma transfusão de sangue de um paciente já curado, que possui um "plasma hiperimune" com anticorpos contra a Covid-19 e é utilizado para casos graves. A terapia com plasma já havia sido aprovada pela delegação de médicos chineses...
Leia mais

Vacina elaborada em universidade dos EUA tem bons resultados em ratos

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, testaram com êxito com ratos uma vacina que neutraliza o novo coronavírus, que provoca a Covid-19, doença que se tornou pandêmica, segundo artigo publicado nesta quinta-feira na revista "EBioMedicine". Os cientistas envolvidos no estudo, no entanto, apontaram que a avaliação da eficácia com humanos infectados pelo patógeno pode demorar meses. Segundo o artigo, a vacina é administrada em ratos através de microagulhas e produz anticorpos específicos contra o SARS-CoV-2, em quantidades consideradas para neutralizá-lo. "Tivemos experiências prévias com o SARS-CoV, em 2003, e com o MERS-CoV, em 2014", explica Andrea Gambotto, professor de cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh, se referindo a dois vírus relacionados com o que causa a Covid-19. De acordo com o especialista, as pesquisas anteriores ensinaram aos cientistas que uma proteína em particular, conhecida como "spike" (uma espécie de chave, que se insere em um receptor das células humanas, para penetrá-las), é importante...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e