Estado

Paciente internada em hospital municipal do Rio está com malária

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira (22) que a paciente que estava isolada no Hospital Municipal Rocha Faria foi diagnosticada com malária. A paciente precisou ser isolada porque, como ela havia viajado para a África e apresentava quadro de febre hemorrágica. Segundo a Secretaria, diante do histórico de viagem e do sintoma, foi adotado um procedimento protocolar de precaução, até que pudesse ser confirmado o diagnóstico. Recentemente foram registrados, por exemplo, casos de ebola na República Democrática do Congo. Ao se constatar que ela estava com malária, que não é uma doença transmitida por contato direto entre humanos (a transmissão é pelo mosquito Anopheles), a paciente já foi transferida para um leito de tratamento intensivo, em situação estável, e está recebendo o tratamento indicado para o caso. Não há mais necessidade de isolamento da paciente....
Leia mais

Chikungunya avança no Rio com quase 9 mil casos

O número de casos de febre chikungunya registrados este ano pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) chegou a 8.963. Os dados são de janeiro a abril e já correspondem a mais do que o dobro de todo o ano passado, quando foram 4.305 casos. De janeiro a abril de 2017 foram infectadas 2.065 pessoas. O médico Alexandre Chieppe, da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, disse que o aumento já era esperado, uma vez que o vírus nunca circulou no estado e, portanto, a população não tem imunidade a ele. Chieppe destaca que não se pode caracterizar a situação como uma epidemia de chikungunya, mas, sim, casos de surtos isolados da doença, que não se espalhou por todo o estado. “Temos uma transmissão isolada em pontos de alguns municípios, mas não há uma transmissão em todo o estado. Então, eu diria que temos surtos isolados da doença em algumas localidades. Não chega a ser uma epidemia, que é mais abrangente...
Leia mais

Cesar Maia perde direitos políticos

A juíza Maria Paula Gouvêa Galhardo, da 4ª Vara de Fazenda Pública da Capital, determinou a perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos por oito anos do ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, por improbidade administrativa. Ele também foi condenado a ressarcir os cofres públicos em R$ 3.322.617 milhões por irregularidades no pagamento feito pela Prefeitura à Construtora OAS na fase final da construção do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari. Também são réus na ação civil pública os ex-diretores da RioUrbe, Jorge Roberto Fortes e João Luiz Reis, o ex-secretário Municipal de Saúde, Jacob Kligerman, o ex-subsecretário de Administração de Finanças, Reynaldo Pinto de Souza Braga Júnior. Eles perderam os direitos políticos por cinco anos e foram responsabilizados solidariamente a ressarcir o valor pago à OAS. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o contrato foi prorrogado diversas vezes com acréscimo de valor e de prazo. A demora teria sido proposital a fim de aguardar...
Leia mais

Morre vice-prefeito do Rio após complicações cardíacas

O vice-prefeito do Rio de Janeiro, Fernando Mac Dowell, morreu na noite de ontem (20), devido a complicações decorrentes de um infarto, informou na manhã desta segunda-feira (21) o Hospital Vitória, onde ele estava internado. Mac Dowell deu entrada na unidade de saúde no último domingo (13), em razão de um infarto do miocárdio extenso. O paciente passou por uma angioplastia coronariana de emergência e ficou internado em estado grave. Trajetória Vice-prefeito de Marcelo Crivella (PRB), Fernando Mac Dowell era especialista em mobilidade e também chegou a ocupar o cargo de secretário de transportes na atual administração. Participou da concepção da Ponte Rio-Niterói, da Linha Vermelha e do metrô do Rio. Pai de quatro filhos, Mac Dowell, de 72 anos, cursou engenharia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Atualmente, era professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do estado. Ele participou do segundo governo de Leonel Brizola, de 1991 a 1994. Antes, trabalhou na Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes criada...
Leia mais

Miliciano Lica, aliado ao tráfico, é preso na Camarista Méier

Agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, em uma ação conjunta com uma equipe da 24ª Delegacia da Polícia Civil do Rio de Janeiro, prenderam neste domingo (20), um dos chefes da milícia que atua na região da Praça Seca, em Jacarepaguá. Hélio Albino Filho, o Lica, era ligado a Sérgio Luiz da Silva Júnior, o “Da Russa”, morto sábado (19), no Complexo do Lins, em operação do Comando Conjunto das Forças Armadas, que atua na intervenção federal na segurança do Rio. Lica, que tinha mandado de prisão expedido pela Justiça, foi preso na comunidade Camarista Méier, que faz parte do Complexo do Lins. Ele é suspeito de ter se aliado a uma facção criminosa para que traficantes de drogas pudessem agir na comunidade conhecida como Bateau Mouche, na Praça Seca, onde, desde a última sexta-feira (18) ocorre uma grande operação das forças de segurança. Segundo a PF, Lica está diretamente envolvido nos constantes confrontos que vinham ocorrendo...
Leia mais

Ventania e ressaca atingem o Rio na madrugada

Rajadas de vento seguidas de chuva atingiram o Rio de Janeiro no fim da madrugada deste domingo (20), derrubando árvores em vários pontos da cidade. De acordo com o Centro de Operações da prefeitura, as rajadas de vento registraram 62,64 quilômetros por horas (km/h) no Forte de Copacabana, zona sul da cidade. Entre os bairros mais atingidos pela força do vento e pela queda de árvore, estão a Ilha do Governador, a Tijuca, Santa Teresa e o Jardim Botânico. Em comunicado, a Marinha informou que o mar entrou de ressaca às 3h deste domingo, com ondas de 2,5 a 3 metros de altura. A ressaca deve permanecer na orla do Rio até as 9h de terça-feira (22). A prefeitura do Rio recomenda aos banhistas que evitem o banho de mar em áreas que estejam em condições de ressaca; que não fiquem em mirantes na orla ou em locais próximos do mar durante o período de ressaca. Os ciclistas devem evitar trafegar na...
Leia mais

Traficante Da Russa é morto em confronto no Lins

O chefe do tráfico na comunidade do Barão, na Praça Seca, zona oeste do Rio de Janeiro, Sérgio Luiz da Silva Junior, conhecido como Da Russa, foi morto na manhã deste sábado (19), no Complexo do Lins, na zona norte da cidade, durante operação conjunta das Forças Armadas e as polícias Civil e Militar. A ação foi deflagrada na noite de ontem (18). Mais seis suspeitos morreram nos confrontos com policiais. Um dos traficantes mais procurados da cidade, Da Russa tinha mandado de prisão não só por tráfico de droga, mas também por um possível envolvimento há dois anos no estupro coletivo de uma adolescente. Ele estava na lista de procurados do Disque-Denúncia, que oferecia recompensa de R$ 30 mil a quem fornecesse informações que levassem à sua captura. Segundo o Comando Militar do Leste, 22 suspeitos foram presos e três menores, apreendidos. Foram recolhidos cinco fuzis, 17 pistolas, duas granadas e radiotransmissores, além de drogas. Barricadas colocadas pelos traficantes para dificultar a chegada da polícia também foram...
Leia mais

Temperaturas desabam com chegada de frente fria e vento forte

A chegada de uma frente fria ao Rio de Janeiro vai deixar o tempo instável a partir da tarde deste sábado (19), com pancadas de chuva que virão acompanhadas de rajadas de vento e raios. A temperatura, que nos últimos dias tem ultrapassado os 33°C, deverá cair até 21ºC. A Alerta Rio, sistema de controle meteorológico da prefeitura, informou que a aproximação da frente fria ocasionará aumento da nebulosidade e da intensidade dos ventos. Para este domingo (20), a previsão é de tempo instável, com bastante nebulosidade, ventos fortes, ocasionalmente muito fortes, e chuva fraca a moderada em pontos isolados no período da madrugada e da manhã. Com isso, haverá acentuado declínio na temperatura, com a máxima prevista caindo dos 35°C registrados neste sábado para 26°C. A partir da segunda-feira (21), a tendência é de redução da nebulosidade no Rio e não há previsão de chuva significativa. Ressaca A Marinha do Brasil emitiu um aviso de ressaca que inclui também o município do...
Leia mais

PRF apreende 1 tonelada de maconha que seria distribuída nas comunidades do Rio

A Policia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na madrugada deste sábado (19) um carregamento de 1 tonelada de maconha e mais de dez quilos de cocaína, que seriam distribuídos em comunidades da zona norte do Rio de Janeiro. Segundo nota da PRF, a apreensão aconteceu no km 116 da Rodovia Presidente Dutra – principal ligação entre os estados do Rio e de São Paulo – na altura do município de Itatiaia, no sul fluminense. As informações indicam que, no final da madrugada, equipes da PRF faziam uma blitz nas proximidades do km 319. Após desconfiarem do motorista de um caminhão, decidiram abordá-lo. Durante a fiscalização, o condutor se mostrou se bastante apreensivo, aumentando a desconfiança da polícia. Após uma revista mais detalhada, os policiais perceberam que a carga transportada – cubas de resfriador – parecia ter sido alterada. O motorista, de 43 anos, confessou que receberia R$ 20 mil pelo transporte dos entorpecentes. Ele disse que trouxe a droga de Matelândia (PR) e que faria a entrega num posto de combustíveis na Avenida Brasil, zona...
Leia mais

Fernandinho Beira-Mar, permanece por mais um ano no presídio federal de Porto Velho (RO)

O juiz titular da Vara de Execuções Penais, Rafael Estrela, decidiu renovar a permanência do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, por mais um ano no presídio federal de Porto Velho (RO). Na decisão, o juiz alerta para o fato de que o traficante é uma das principais lideranças de uma facção criminosa do Rio e que sua distância dificulta possíveis articulações com comparsas que estão fora da cadeia. “A permanência do apenado fora dos limites do Estado do Rio de Janeiro é um importante obstáculo ao fluxo de comunicações entre tais líderes e seus comandados, no que tange à transmissão de ordens ilícitas, o que viabiliza a continuidade da austera política de segurança pública implementada pelas autoridades fluminenses”. O magistrado argumenta que o contexto atual da violência no Rio, que está sob intervenção federal desde fevereiro, reforça que a medida de manter Beira-Mar em Rondônia é imprescindível. “Veja, que não se está a falar aqui de ilações ou conjecturas,...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e