Últimas e Geral

Presidente da Argentina lamenta que Bolsonaro “não entenda” gravidade da pandemia

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, lamentou nessa segunda-feira (30) que Jair Bolsonaro "não entenda a gravidade do problema" da pandemia do novo coronavírus, o que, na visão do mandatário argentino, "complica" a situação regional. "É claro que complica, e lamento muito que ele não entenda a gravidade do problema. Isso me preocupa muito", expressou Fernández em entrevista à "Radio con Vos", de Buenos Aires, ao ser perguntado sobre as atitudes do presidente brasileiro a respeito da pandemia. Fernández revelou que, recentemente, também conversou sobre o assunto com o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador. "Em outro dia, conversando com Andrés Manuel López Obrador, falei de minha preocupação com o Brasil. Pois o Brasil é 70% do produto interno bruto (PIB) sul-americano e nosso principal parceiro econômico. A verdade é que tememos que, com esta lógica, entre na mesma espiral que entraram Itália e Estados Unidos, que quando adotaram a quarentena já era tarde e não tinham como parar a...
Leia mais

China tem expansão inesperada na atividade industrial em março

A atividade industrial da China expandiu inesperadamente em março após um colapso no mês anterior, mas analistas alertam que uma recuperação durável no curto prazo está longe de ser garantida já que a crise do coronavírus afeta a demanda externa e ameaça a economia. O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial da China subiu para 52 em março ante a mínima recorde de 35,7 em fevereiro, informou nesta terça-feira a Agência Nacional de Estatísticas, acima da marca de 50 que separa crescimento de contração. Analistas esperavam uma leitura de 45,0 em março. A agência atribuiu a recuperação inesperada no PMI à base de comparação muito baixa em fevereiro e alertou que a leitura não sinaliza uma estabilização da atividade econômica. Essa visão foi ecoada por muitos analistas, que alertam para mais um período de dificuldades para as empresas e a economia da China devido à disseminação do vírus em todo o mundo e às medidas de contenção...
Leia mais

Até a Páscoa Itália deve estender isolamento por coronavírus

O governo italiano disse nessa segunda-feira (30) que irá estender a duração das medidas de isolamento impostas ao país inteiro contra a pandemia de coronavírus e que estão previstas para terminarem na próxima sexta-feira até pelo menos o final do feriado de Páscoa, em abril, enquanto o número de novas infecções tem mostrado queda. "A avaliação era para estender todas as medidas de contenção pelo menos até a Páscoa. O governo irá agir nessa direção", disse o ministro da Saúde, Roberto Speranza, em nota após uma reunião com um comitê de cientistas que está aconselhando o governo.  O Ministério da Saúde não deu uma data para o fim do novo período de isolamento, mas disse que ela estará em um novo decreto do governo. O domingo de Páscoa cai em 12 de abril neste ano.  Os italianos estão em isolamento há três semanas, com a maioria das lojas, bares e restaurantes fechados e pessoas proibidas de deixarem suas casas a...
Leia mais

Hemorio lança campanha para receber doação de sangue em condomínios

O Instituto de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio) lança campanha para receber doações de sangue em condomínios localizados no município do Rio. O diretor do Hemorio, Luiz Amorim, disse que o lançamento será nesta terça-feira (31) e a primeira coleta amanhã (1º), em um condomínio da Barra da Tijuca, na zona oeste da capital. Os últimos detalhes da operação estão sendo finalizados com a Secretaria estadual de Saúde. O nome do condomínio onde começa a campanha não foi informado. O Hemorio vai enviar ao local uma equipe de 10 a 12 profissionais para fazer a coleta. O grupo passará o dia no local. Os síndicos ou responsáveis pela administração do condomínio que estiverem interessados na presença da equipe podem procurar o instituto para se inscrever. Só podem participar os condomínios com mais de 500 adultos aptos à doação. A campanha vai durar enquanto permanecerem as medidas de isolamento social. “Eles nos contactam. Neste momento, não tem como visitar cada um [para ver antes as...
Leia mais

EUA tem mais de 3 mil mortes e 163 mil infectados por coronavírus

O número de mortes causadas pela pandemia de covid-19 nos EUA ultrapassou, nessa segunda-feira (30), 3 mil mortes e o número de casos registrados subiu para mais de 163 mil, segundo a Universidade Johns Hopkins. Os Estados Unidos são o país do mundo com o maior número de casos confirmados (163.429), com 3.008 mortes. A marca de 2 mil mortes já tinha sido ultrapassada no sábado (28). O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que já foram submetidos a testes, para detectar infecções por covid-19, 1 milhão de cidadãos norte-americanos. O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infectou mais de 750 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 36 mil. Dos casos de infecção, pelo menos 148.500 são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar situação de pandemia. *Emissora pública de televisão de Portugal ...
Leia mais

Supervia antecipa horário de pico dos trens no Rio

Diante da mudança no padrão dos deslocamentos devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Supervia, concessionária que administra a rede ferroviária de passageiros do Grande Rio, decidiu antecipar o horário de pico das 6h para as 5h em três ramais de trens. Nas linhas Japeri e Santa Cruz, das 5h às 8h, os intervalos entre as viagens serão reduzidos em três minutos, passando de 15 para 12 minutos. O mesmo acontecerá na linha Saracuruna, entre as 5h e às 7h. Os trens passaram a ser o único meio de transporte de massa que liga a Baixada Fluminense e o Rio de Janeiro, depois que os trens interurbanos foram impedidos de circular pelo governo do estado, como medida de prevenção ao Covid-19. Mas, mesmo nos trens, estão podendo embarcar apenas pessoas que trabalhem em serviços considerados essenciais pelo governo. ...
Leia mais

Governo vai cruzar dados para o pagamento do auxílio de R$ 600

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta segunda-feira (30) que o governo federal pretende agilizar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. A medida teve a votação concluída no Senado nesta segunda-feira e agora seguirá para a sanção presidencial. O pagamento será efetuado ao longo de três meses. De acordo com Onyx , após a sanção presidencial, o governo ainda precisa editar um decreto regulamentador e uma medida provisória (MP) abrindo um crédito extraordinário no Orçamento. O pagamento será feito apenas pelas redes dos bancos públicos federais: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil (BB), Banco da Amazônia (Basa) e Banco do Nordeste (BNB), após o cruzamento de dados para definir quem tem direito ao benefício. "Haverá o batimento, haverá a confrontação com todos os registros e todos os cadastros que o governo federal tem", afirmou o ministro em coletiva de imprensa...
Leia mais

Caos, é um terreno fértil para aproveitadores chegarem ao poder, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou nesta segunda-feira (30) sua intenção de aliviar o isolamento social no país e disse que o atual cenário está destruindo empregos e pode levar ao caos social que permitirá a “aproveitadores chegarem ao poder e não mais sair”. “Quando a situação vai para o caos, com desemprego em massa, fome, é um terreno fértil para aproveitadores buscarem uma maneira de chegar ao poder e não mais sair dele”, disse Bolsonaro. Quando perguntado sobre a posição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que estendeu o isolamento social no país para conter a propagação do coronavírus até 30 de abril, Bolsonaro afirmou que não iria discutir essa posição e que o Brasil é um país diferente. Há menos de uma semana, depois de seu pronunciamento em que pediu às pessoas que voltassem ao trabalho, Bolsonaro se defendeu de críticas dizendo que sua posição estava alinhada com a do presidente norte-americano. Ao ser questionado sobre dados que mostrariam o...
Leia mais

Dólar volta a encostar em R$ 5,20 com extensão de isolamento nos EUA

Em meio à extensão do isolamento social nos Estados Unidos até o fim de abril, o dólar voltou a aproximar-se de R$ 5,20. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (30), vendido a R$ 5,182, com alta de R$ 0,076 (+1,48%). Esse é o segundo maior valor nominal da moeda norte-americana, só perdendo para o recorde de 18 de março, quando havia fechado em R$ 5,198. A divisa operou em alta durante toda a sessão. No fim da manhã, o Banco Central (BC) vendeu US$ 625 milhões das reservas internacionais, mas a cotação não recuou. O dólar acumula alta de 29,14% em 2020. No plano internacional, o mercado refletiu a prorrogação das medidas de restrições sanitárias nos Estados Unidos até o fim de abril. A indicação de que a maior economia do planeta continuará parada por mais tempo que o previsto aumenta a busca por dólares em todo o mundo, pressionando para cima a cotação. No Brasil, o boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central com...
Leia mais

Ministro do STF nega pedido de prisão domiciliar para Geddel

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin negou hoje (30) pedido de prisão domiciliar feito pela defesa do ex-deputado federal Geddel Vieira Lima, condenado pela Corte a 14 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. Segundo a defesa, Geddel deveria cumprir prisão domiciliar para evitar sua contaminação pelo novo coronavírus. De acordo com os advogados, o ex-parlamentar tem 61 anos, doenças crônicas e pertence ao grupo de risco de contágio.  Ao rejeitar a prisão domiciliar, Fachin disse que a Justiça de Salvador, onde Geddel está preso, informou que o ex-deputado está em uma cela individual e que, devido ao coronavírus, medidas de prevenção estão sendo aplicadas no presídio.  “A autoridade judiciária responsável pela fiscalização da unidade prisional na qual o requerente se encontra recluso se desincumbiu a contento de medidas capazes de evitar o alegado perigo de contágio viral”, disse Fachin.  Na semana passada, o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo que os R$...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e