Últimas e Geral

Boris Johnson é internado para exames após sintomas persistentes de coronavírus

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi internado no hospital para exames neste domingo, no que Downing Street disse ser uma “medida de precaução”, porque estava apresentando sintomas persistentes do novo coronavírus dez dias após o teste positivo para o vírus. “Por indicação de seu médico, o primeiro-ministro foi internado hoje à noite para exames”, disse Downing Street. “Este é um passo de precaução, já que o primeiro-ministro continua apresentando sintomas persistentes de coronavírus dez dias depois de dar positivo para o vírus” , disse Downing Street. Johnson, de 55 anos, em 27 de março, tornou-se o primeiro líder de uma grande potência a anunciar que havia testado positivo. Ele se isolou em um apartamento em Downing Street e disse na sexta-feira que estava lá, pois ainda estava com temperatura alta. Johnson continua com temperatura alta e Downing Street ressaltou que essa não era uma admissão de emergência. Os médicos do primeiro ministro consideraram sensato que ele fosse visto pessoalmente. Johnson permanece no comando...
Leia mais

Coronavírus deixa Bolsonaro de mãos atadas

O presidente Jair Bolsonaro disse neste final de semana a aliados estar “de mãos atadas” na crise do coronavírus. Sua avaliação foi a de que não há muito o que fazer com a rápida disseminação do vírus pelo país e seus prejuízos na saúde pública e na economia. Na conversa no Palácio da Alvorada, ouviu que o mundo inteiro está a favor do isolamento social, menos ele, o que motivou essa sua fala. No encontro, o presidente voltou a demonstrar preocupação com o impacto da crise na economia. Mostrou notícias de jornais demonstrando a queda da atividade econômica. Disse também que, ao contrário dos Estados Unidos e da China, o Brasil não tem grande soma de recursos para estimular a economia. Daí seu foco nesse tema em suas falas sobre o coronavírus. O decreto que ele disse pretender editar para autorizar as pessoas a trabalharem foi tema de conversa também. A conclusão foi a mesma dos últimos dias: o Congresso e...
Leia mais

Guedes defende congelamento de salário de servidores e antecipação de emendas

Em videoconferência fechada para o público com deputados do Democratas neste domingo (5), o ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu novas medidas em parceria com o parlamento para enfrentar a crise econômica em meio à pandemia do coronavírus, segundo relato de um participante da reunião. Para Guedes, o congelamento de salário dos servidores por dois anos é uma opção para não cortar da remuneração do funcionalismo, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro não aceita tocar nesse assunto. "Há risco deflacionário, portanto, não devemos cortar salário de funcionários públicos, o presidente nem aceita falar disso, mas o setor público tem de dar o exemplo, deveríamos congelar os salários durante dois anos, a economia seria a mesma de promovermos cortes salariais sem o risco deflacionário." Outra proposta, sugerida por um parlamentar, agradou Paulo Guedes: a antecipação do pagamento de emendas parlamentares para aquecer a economia. Guedes disse que isso é "música para os ouvidos". Disse ainda que "não queria que esse ano fosse...
Leia mais

Rio terá turnos de trabalho para não lotar transporte público

Os cariocas que estão autorizados a trabalhar durante a epidemia de coronavírus terão de respeitar turnos para acessar o transporte público. A medida foi decidida pelo prefeito, Marcelo Crivella, e será detalhada em decreto a ser publicado no Diário Oficial do Município neste domingo (5) ou amanhã. O decreto determinará horários diferenciados de turnos de trabalho para os setores da indústria, comércio e serviços. A informação foi divulgada em nota pela assessoria da prefeitura. “O início do primeiro turno será para os setores das fábricas, depois as atividades essenciais mantidas abertas e, na sequência, o setor de serviços. Essa medida tem por objetivo acabar com a lotação dos meios de transportes, evitando aglomerações contagiosas”, comentou Crivella. Segundo o prefeito, todos os esforços feitos pela Guarda Municipal, Polícia Militar e pelos fiscais da Secretaria municipal de Transportes se mostraram ainda insuficientes para evitar a aglomeração em trens, barcas, metrô e ônibus. “Pensamos nessa opção desde o dia 13 de março, quando fizemos nossa primeira reunião do gabinete de crise....
Leia mais

COI e Fifa alteram limite de idade no futebol olímpico

O Comitê Olímpico Internacional (COI) e a Federação Internacional de Futebol (Fifa) decidiram, em comum acordo, alterar de 23 para 24 anos o limite da idade para o futebol masculino. A regra vai valer apenas esta edição dos Jogos de Tóquio, já adiados para julho de 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A razão fundamental para esta mudança foi contemplar os atletas nascidos em 1997, que, ao completarem 23 anos em 2020, seriam prejudicados com o adiamento da competição para o próximo ano. No acordo entre as entidades permanece a possibilidade de três atletas, sem limite de idade, defenderem as seleções nacionais nos Jogos Olímpicos. Atual campeão olímpico, o Brasil poderia sofrer várias baixas caso esta alteração não acontecesse. Tomando por base a última convocação do treinador da seleção olímpica, André Jardine, o país poderia ficar sem 11 dos 23 atletas relacionados. Segundo lugar no pré-olímpico da Colômbia, o Brasil, ao lado da Argentina, já tem vaga...
Leia mais

Exposição moderada ao sol não deve ser esquecida, mesmo com isolamento,

Diante do isolamento social devido ao novo coronavírus, a exposição solar fica prejudicada, mas não deve ser esquecida. A exposição moderada ao sol é importante para sintetização da vitamina D. Entre os benefícios da vitamina D (VD) estão a melhora do sistema imune.   A vitamina D é um nutriente com função de hormônio que age em diversas áreas do organismo. “Sem dúvida, manter níveis normais de vitamina D está associado a menor taxa de infecções. Vitamina D está envolvida no processo de defesa do organismo contra agentes infecciosos e células cancerígenas. Isso se concluiu quando se compararam pessoas com baixo nível de VD, versus, altos níveis de VD”, explicou o coordenador científico da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Helio Miot. Segundo o médico, no mundo tem sido observados níveis baixos de vitamina D em toda a população. “Sabemos que 60% ou até 80%, dependendo do grupo populacional, tem níveis baixos de vitamina D, o que pode comprometer o funcionamento do organismo...
Leia mais

Número de casos chega a 1.394 no Rio com 64 vítimas de coronavírus

O número de mortes causadas pelo coronavírus chegou a 64 no Rio, com 1.394 casos confirmados da doença. Os dados foram divulgados neste domingo (5) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) e representam um aumento de seis óbitos e 148 casos nas últimas 24 horas. Dos novos casos fatais, quatro foram registrados na capital, um em Itaboraí e um em Rio Bonito. A vítima mais nova tinha 55 anos e a mais velha, 91 anos. A média de idade é de 78 anos. Ainda há 74 óbitos em investigação. Do total de 64 mortes, a capital lidera com 42 casos, equivalente a 65% dos óbitos. Os novos doentes notificados estão concentrados na capital, com 1.068 casos, o que corresponde a 76% do total, seguido por Niterói, 87, Volta Redonda, 45, Nova Iguaçu, 29, Duque de Caxias, 20, Belford Roxo, 15, Itaboraí, 14, Petrópolis, 13, São Gonçalo, 13, São João de Meriti, 10, Maricá, 8, Teresópolis, 7, Macaé, 6, Magé,...
Leia mais

Covid-19: mortes na Espanha, é em ritmo de desaceleração

A taxa de novas infecções e mortes por coronavírus na Espanha diminuiu novamente neste domingo (5), com o país, um dos mais atingidos pela pandemia, iniciando sua quarta semana de isolamento quase total. As mortes pela doença respiratória altamente contagiosa covid-19 subiram para 12.418 - a segunda maior marca do mundo depois da Itália. No entanto, o número de 674 pessoas que morreram nas últimas 24 horas caiu em relação às 809 desse sábado e bem abaixo do recorde diário de 950 de quinta-feira (2), informou o Ministério da Saúde. O número total de infecções registradas aumentou para 130.759 em relação às 124.736 de ontem. "Os dados da semana e de hoje confirmam a desaceleração das infecções", disse o ministro da Saúde, Salvador Illa, em entrevista coletiva. "Os dados confirmam que o confinamento está funcionando." Ele afirmou que 1 milhão de kits para testes chegariam à Espanha hoje e amanhã e atuariam como "triagem rápida" em locais como hospitais e asilos, parte de um esforço para identificar a verdadeira extensão...
Leia mais

Grupo versus Equipe

Infelizmente, muitas organizações contam com pessoas que trabalham em grupo, onde cada um, ou mesmo cada área, se preocupa apenas com seus próprios interesses e objetivos, ninguém sabe direito o que o outro pensa porque as pessoas não se comunicam, falam de forma política, sem dizer o que realmente pensam. Num grupo, é cada um no seu “quadrado”, cada um por si, comprometendo assim, o resultado de todos. No grupo, o líder está distante das pessoas porque, em geral, julga estar acima delas. Já o trabalho em equipe começa com objetivos comuns e metas coletivas que sejam conhecidos por todos, onde cada pessoa compreende o que os outros estão fazendo e tem consciência de sua importância para a conquista dos resultados. Numa equipe existe transparência, respeito e colaboração. Nela também existem conflitos, que são resolvidos por meio de diálogos construtivos, com a troca constante de feedbacks, que são dados de maneira transparente, construtiva e respeitosa, onde líderes e liderados dão e recebem...
Leia mais

Guedes: retomada da economia será por reformas e redução de encargos trabalhistas

A retomada da economia brasileira após o impacto provocado pelo coronavírus será por meio da aceleração de reformas estruturantes e da redução de encargos trabalhistas, afirmou neste sábado o ministro da Economia, Paulo Guedes, durante uma videoconferência com empresários do varejo. Para Guedes, as reformas necessárias para o desenvolvimento da economia ficaram em um segundo plano devido à emergência de saúde, mas o ministro frisou que elas precisam ser retomadas assim que possível para que o país possa deixar para trás os problemas econômicos decorrentes da pandemia. “Vamos completar esse ciclo, vamos atravessar essa onda, e voltaremos com as reformas”, afirmou Guedes durante a videoconferência, que foi transmitida pela internet. “Nossa saída, lá na frente, vai passar por redução de impostos, principalmente os mais disfuncionais. A retomada virá por aí, criar emprego tem que ser fácil, barato e estimulante.” O ministro destacou que, antes da pandemia do coronavírus, “o Brasil já estava decolando” e que a continuidade das reformas será necessária para...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e