Cultura

Filmes candidatos ao Oscar devem cumprir critérios de diversidade, diz Academia

A organização que entrega os prêmios do Oscar disse na sexta-feira (12) que formará um grupo para desenvolver diretrizes de diversidade e inclusão que os cineastas terão que cumprir para seus trabalhos serem candidatos às estatuetas. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, que já foi criticada por homenagear poucos filmes e criadores negros, disse que esta medida e outras representam uma nova fase de um esforço de cinco anos para fomentar a diversidade. O grupo informou em um comunicado que trabalhará com o Sindicato de Produtores da América para montar uma força-tarefa de líderes da indústria para desenvolver "padrões de representação e inclusão" para elegibilidade aos prêmios Oscar até 31 de julho que "incentivarão práticas de contratação igualitárias nas telas e fora delas". As regras não se aplicarão a filmes concorrendo ao Oscar na cerimônia de 2021. As críticas à academia se intensificaram em 2015 com a hashtag #OscarsTãoBrancos, um protesto contra um ano de concorrentes exclusivamente brancos...
Leia mais

Festival de Música da Rádio MEC abre inscrições nesta segunda

A carioca Lydia Musafir, aos 75 anos de idade, redescobriu uma paixão antiga, o teclado do piano. Ela, que aprendeu a tocar na adolescência, havia deixado a música quando chegou à vida adulta. Depois da morte do marido, não só voltou a dedilhar as notas, mas também a preencher novas partituras da vida. Transformou-se em compositora. Isso há 10 anos. Desde então, gravou três CDs e acumula mais de 50 trabalhos autorais no currículo. Nesse novo contexto de percurso, uma surpresa: foi a grande vencedora na categoria instrumental do Festival da Rádio MEC, em 2018. "Foi um dos grandes momentos da minha vida. Nem acreditei. Não imaginava que poderia vencer". Ela venceu com a música Melancolia. Como a musicista, artistas da Região Sudeste e, agora nesta edição, do Distrito Federal terão nova oportunidade de mostrar seus talentos no tradicional festival, que chega à 12ª edição. As inscrições começam nesta segunda (18) e vão até 29 de junho. Estímulo à criação A compositora e pianista...
Leia mais

Aos 90 anos, morre a atriz e radialista Daisy Lúcidi por covid-19

A atriz e radialista Daisy Lúcidi morreu na madrugada de hoje (7), aos 90 anos, no Rio de Janeiro. Ela estava internada no centro de terapia intensiva (CTI) do Hospital São Lucas, na zona sul da capital, desde 25 de abril e morreu por complicações decorrentes de infecção por covid-19. Daisy Lúcidi nasceu no Rio, em 10 de agosto de 1929. Muito cedo começou sua carreira na Rádio Nacional, a maior emissora da América Latina, na época de ouro do rádio, nos anos 1940, 1950 e 1960, com seus programas de auditório, com nove orquestras e o radioteatro, onde Daisy, com voz marcante, iniciou aos 6 anos de idade declamando poemas. Participou do programa Seu Criado, Obrigado!, ao lado de César Ladeira, durante dez anos. Ela participou também de novelas da Rádio Nacional, que paravam o Brasil de norte a sul, como integrante da equipe do radioteatro, com tudo ao vivo, sem poder errar. A primeira radionovela do país foi apresentada em 1941 pela Rádio Nacional - Em busca da Felicidade - e, um...
Leia mais

Aos 73 anos, Aldir Blanc morre de covid-19, no Rio

Morreu nesta segunda-feira (4), aos 73 anos, o compositor e escritor brasileiro Aldir Blanc, por complicações causadas pela covid-19, depois de ficar mais de duas semanas na UTI do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe). A morte foi confirmada pela assessoria de Blanc. Ele havia sido hospitalizado em 10 de abril, com um quadro de pneumonia, pressão alta e infecção urinária. Uma semana depois, foi confirmada a infecção pelo novo coronavírus. Nos anos 1960, Aldir dividia seu tempo entre a música e a medicina, curso em que se formaria com especialidade em psiquiatria. Foi nesta década que ele participou de diversos festivais da canção, compondo músicas interpretadas por Clara Nunes, Taiguara e Maria Creuza. No início dos anos 1970, abandonou a medicina para se dedicar exclusivamente às artes. E foi nesta década que ele compôs o seu maior sucesso. Com a parceria de João Bosco e na voz de Elis Regina, o mundo conheceu O bêbado e o equilibrista. Em 1978, publicou as crônicas Rua...
Leia mais

Abertas inscrições para prêmio de patrimônio cultural do Iphan

Doze ações de gestão, preservação, valorização e promoção do patrimônio cultural vão ser agraciadas com R$ 20 mil (cada) através do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O edital foi publicado nesta segunda-feira (24) no  Diário Oficial da União (DOU) e visa valorizar aqueles que atuam em favor da preservação dos bens culturais do país. Para participar os proponentes deverão acessar o formulário de inscrição, disponível no site do Iphan, até o dia 18 de maio. As ações serão pré-selecionadas por comissões estaduais e as vencedoras na etapa estadual serão analisadas por uma comissão nacional formada pela presidência do Iphan e por 21 jurados que atuam no setor. O resultado final do concurso deverá ser divulgado até o dia 30 de agosto deste ano, no site do Iphan. Como será Na edição de 2020, o prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade traz duas grandes categorias subdivididas em seis segmentos. Na categoria Iniciativas...
Leia mais

Exposição Björk Digital chega ao Rio

O público poderá conferir a partir desta quarta-feira (11) a exposição Björk Digital, concebida pela cantora e compositora islandesa Björk no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no centro do Rio de Janeiro. A mostra, que une música, artes visuais e realidade virtual, mergulha o público no universo da artista de 54 anos. A exposição destaca a estreita relação de Björk com a tecnologia. Nas palavras da artista, “a realidade virtual não é apenas uma continuidade natural do videoclipe, mas tem um potencial dramatúrgico ainda mais íntimo, ideal para esta jornada emocional". A primeira parte da mostra é composta por quatro seções e traz os seis clipes em tecnologia imersiva das faixas do álbum Vulnicura (2015) – Stonemilker, Black Lake, Mouth Mantra, Quicksand, Family e Notget. A exposição começa com uma performance da artista na praia de Grótta, na Islândia, e tem até um mergulho na boca da Björk, além de interações com os avatares digitais da cantora. O público acompanha...
Leia mais

Oerj ganha selo “Top Blog 2020”

O webjornal Oerj-oestadorj, é qualificado e premiado com o selo "Top Blog 2020”, pelo site ReviewBox, especialista em conteúdo de qualidade, homenageando os melhores blogs de 2020, que mais se destacam em diferentes categorias. Os critérios de avaliação subjetivos e objetivos, foram divididos em 4 categorias: *UX / Usabilidade *Confiança & Segurança *Conteúdo & Pesquisa *Serviços & Comunicação O selo está inserido na home do site, do lado direito superior, com um link direcionado à página da ReviewBox, para que o leitor possa conhecer com mais detalhes a avaliação e premiação dada ao webjornal Oerj. ...
Leia mais

Webjornal revela novos talentos em jornalismo desde 2007. Patrocine!

O webjornal Oerj-O Estado RJ, fundado em 2002, atualmente funciona apenas com sua versão online, criada em 2007, que proporcionou a criação do Projeto Futuro Jornalista, e tem como propósito revelar novos talentos. Após uma rigorosa seleção, com estudantes de jornalismo e recém formados, que não conseguiram um estágio e nem ingressar no mercado de trabalho, se tornam colaboradores voluntários (Curso Gratuito de Capacitação Profissional), produzindo matérias exclusivas, com pautas próprias, baseado no Manual de Redação e Estilo Online do webjornal Oerj, sob supervisão de uma editora. Aprimorando seus conhecimentos adquiridos no ensino formal, a prática os habilita a ingressar no mercado de trabalho com maiores chances e experiência por já terem um portfólio para apresentar. Passaram pelo projeto cerca de mil colaboradores e mais de 70% ingressaram no mercado de trabalho. O sucesso foi tão grande que, em abril de 2010, o Oerj lançou o livro «Talentos em Pautas», pela editora Multifoco, com as melhores matérias, colunas e...
Leia mais

De Alma Lavada: Viradouro é bicampeã do Carnaval do Rio de 2020

Unidos do Viradouro é a escola campeã do carnaval do Rio de Janeiro. O resultado dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial foi divulgado nesta quarta-feira (26) pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), na Praça da Apoteose. Esta é a segunda vitória da escola, que também levou o título 1997. Com o enredo Viradouro de Alma Lavada, dos carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon, a escola de Niterói resgata a bravura das escravas de ganho do Abaeté, que trabalhavam para comprar a alforria de parentes e amigos. Em segundo lugar, ficou a Acadêmicos do Grande Rio, com o enredo Tata Londirá – O canto do caboclo no Quilombo de Caxias dos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, a escola contou a história de João Alves Torres Filho, o babalorixá Joãozinho da Gomeia, que virou um ícone do candomblé no Brasil. Os envelopes com as notas das escolas foram abertos na seguinte ordem: fantasias; samba-enredo; comissão de frente;...
Leia mais

Filme sul-coreano Parasita faz história e ganha o Oscar 2020

O diretor Bong Joon-ho, de Parasita, comemora o Oscar de melhor filme Reuters/Danny Moloshok/ direitos reservados O longa sul-coreano Parasita fez história na cerimônia do Oscar, nesse domingo (9), em Los Angeles, ao se tornar a primeira película em língua estrangeira a obter a premiação de melhor filme, conquistando ainda outras três categorias, incluindo a de melhor diretor. Nenhum filme estrangeiro jamais havia conquistado a premiação máxima nos 91 anos da academia de cinema. Parasita é uma comédia sarcástica sobre uma pobre família que reside em Seul, na Coréia do Sul, e que alcança um status de classe média alta. Dirigido por Bong Joon-ho, o filme foi aclamado por ilustrar a divisão social existente na Coreia. A película também conquistou premiações de melhor roteiro original e de melhor filme estrangeiro. Enquanto isso, Kazu Hiro, nascido no Japão, ganhou seu segundo Oscar na categoria maquiagem e cabelo, por seu trabalho em Bombshell. O filme aborda casos de abuso sexual na emissora de TV Fox News. O primeiro Oscar...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e