Colunistas

Afinal, a agilidade funciona mesmo em qualquer contexto?

Nos últimos anos, temos vivido um boom do mercado da agilidade. Ela virou a palavra do momento que soluciona todos os problemas de uma empresa. Basta você ativar o "raio squaditizador", usar meia dúzia de palavras em inglês, colocar alguns post-its na parede, fazer reuniões em pé, e isso significará que a organização está vivendo a famosa “transformação ágil”. Assim como aconteceu com a onda Coach alguns anos atrás, a agilidade corre o risco de entrar na superficialidade e ser vendida para qualquer contexto ou pessoa, com o objetivo de resolver qualquer problema. A análise que eu proponho antes de acreditarmos em poção mágica é: a agilidade serve mesmo para qualquer coisa? São inegáveis os benefícios que as metodologias ágeis vêm proporcionando a alguns setores, como, por exemplo, as áreas de desenvolvimento de softwares e produtos digitais. Permeados por um ambiente de incerteza e necessidade de adaptação a mudanças frequentes, mercados como esses precisam de abordagens que...
Leia mais

Assim falou Zaratustra…

Se é verdade essa teoria, imagino que somos seres pouco evoluídos, pois até hoje não conseguimos aprender muita coisa. Como havia falado semana passada sobre a coluna que trazia inúmeras possibilidades de debates de ideias e opiniões sobre temas nem sempre levados à sério por nós. Resolvi falar um pouco mais sobre cada um nas próximas colunas. E hoje vou começar com um tema bastante interessante e que a cada dia carrega novos adeptos e pessoas que começam a estudar tais possibilidades. [caption id="attachment_126906" align="alignright" width="209"] De onde viemos, para onde vamos?[/caption] Como diriam os teóricos dos "Antigos Astronautas", nós viemos para cá trazidos por alienígenas inteligentes e nos deram suporte e condições de propagar a raça humana na Terra. Teoria que ganha corpo a cada questionamento para se entender de onde viemos e para onde vamos. Assunto para mais de um cafezinho naquele fim de tarde na varanda de uma casinha no interior do Brasil, onde o cheiro do mato...
Leia mais

‘A Lula e a Baleia’: O Impacto da Separação na Dinâmica Familiar

De acordo com o Instituto de Crescimento Infanto-juvenil (ICIJ), quando um casal decide se separar, frequentemente a maior preocupação é com os filhos: Será que vão ficar bem? Como dar a notícia a eles? A apreensão é justificada, especialmente quando se trata de crianças, que não têm entendimento total da situação e podem sofrer grandes prejuízos com o divórcio, inclusive em seu desenvolvimento a longo prazo. No entanto, os especialistas são unânimes em afirmar que é melhor ter pais separados do que um lar de brigas constantes e desarmonia. Normalmente, o casal que já passou por um processo de divórcio tenta ao máximo evitar que o fim do relacionamento afete seus filhos. Infelizmente, isso é impossível porque não é realista dizer às crianças que nada vai mudar. Mesmo que os pais ajam com cautela e assumam a responsabilidade emocional, certas coisas mudarão. Por exemplo, é impossível para uma família continuar morando na mesma casa após a separação, então os...
Leia mais

A comunicação interna morreu?

Se tem uma coisa que a vida moderna nos deu foi a democratização do acesso à informação. Com as novas tecnologias, trocamos e acessamos informações instantaneamente, sobre tudo e sobre todos. Por outro lado, tudo que a inovação na forma de buscar informações nos tirou algo que é fundamental para absorver o conhecimento que esta mesma informação nos proporciona: o tempo. Vivemos uma situação paradoxal. No momento mais farto de distribuição de informação da história humana, não conseguimos consolidar conhecimentos na velocidade ou na proporção que fazíamos antes. É cada vez mais difícil separar o joio do trigo e absorver a informação que vai te levar a um patamar diferente do ponto de vista cultural, intelectual, profissional. Quando transferimos esta realidade para o mundo corporativo, talvez consigamos resumir o caos. Práticas arcaicas e sem efeito são ainda os principais pilares das corporações na hora de comunicar seus colaboradores, de fazê-los mais engajados, motivados e comprometidos. O e-mail não pode mais ser...
Leia mais

Realização

Em nossa infância sempre falamos sobre o que pretendemos ser profissionalmente quando nos tornarmos adultos: “eu vou ser médico (a), serei professor (a), piloto de avião, jogador de futebol (sonho de 90% dos meninos na infância), Presidente da República (precisamos educar e ensinar muita ética e filosofia às nossas crianças, pois, muitos esqueceram o que isso significa)", porém, o tempo passa e a Vida nos leva para caminhos, na maioria das vezes, muito diferentes de nossos sonhos. Por que isto realmente acontece? Destino, ou realmente eram apenas sonhos de criança? É... o futuro a Deus pertence..., será? O que podemos realmente fazer a cada momento para realmente estarmos seguros quanto ao nosso futuro? Nosso futuro será consequência de algo que fazemos hoje, ou seja, colhemos exatamente o que plantamos. Viva o presente. O ansioso vive o futuro. O rancoroso vive o passado. Aproveite o aqui e o agora. Faça o seu dia valer a pena, não perca tempo com melindres...
Leia mais

O samba resiste, agora com melhores perspectivas

Várias cidades brasileiras reconheciam o perigo que rondava o sistema de saúde e começavam a adotar medidas de fechamento de várias atividades sociais, visando deter a proliferação do vírus. Com isso as quadras das escolas de samba tiveram seus eventos paralisados. No início, os mais otimistas esperavam uma interrupção passageira e que logo voltariam as feijoadas, as rodas de samba, os ensaios. Entretanto, passado um ano, nem o mais pessimista imaginaria que em março de 2021 a situação estaria ainda pior, sem a volta das atividades do samba tão cedo, pelo menos nesse primeiro semestre. A previsão é que no segundo semestre, com grande parte da população já vacinada, as atividades possam ir voltando gradualmente. O mundo do samba aguarda esse momento ansiosamente. Agora com uma gestão municipal mais preocupada com as vocações do Rio de Janeiro e que reconhece as escolas de samba e o Carnaval como essência da cultura da cidade, as perspectivas melhoraram sensivelmente....
Leia mais

O início do fim? Ou clareza dos fatos?

O mundo anda tão complicado por aqui que não me surpreendo em nada com novas informações que nos tem chegado através de documentos (verdadeiros ou fake) que a internet solta a cada semana sobre vários assuntos. Não estou falando sobre política ou coisa parecida. O negócio vai muito além de nossa imaginação. Ets, Ovnis, aparições sem explicações, espíritos vistos por algumas pessoas, enfim, o que não falta é novidade. O assunto é muito interessante e desde os primórdios da humanidade existe interesse. Pessoas acreditam em muitas coisas e por isso são taxadas como “loucas” ou simplesmente desacreditadas. Eu acredito em coisas que não podemos explicar. Acredito em teses e teorias, mas e você? Entre o céu e a terra existem coisas que nossa imaginação duvida. Não falo isso para impressionar, não, falo por acreditar que nossa mente não trabalha apenas 10% de sua capacidade. Imagina o que poderíamos com 20%? Frequentemente vemos na internet vários vídeos sobre aparições e revelação...
Leia mais

Saúde em 3D

Três centímetros de diâmetros e três horas para ficar pronto na impressora 3D. Esse foi o tempo necessário para produzir o protótipo do coração. O modelo é o primeiro produzido com órgãos humanos no mundo, e ainda é experimental. Cientistas israelenses usaram células de gorduras de um paciente que primeiro foram transformadas em células tronco e depois modificadas para dar origens a vasos sanguíneos e tecidos cardíacos. Os próximos passos do estudo são fazer com que as células se comuniquem, para que seja possível bombear sangue. A intenção é que as impressoras produzam partes da estrutura cardíacas e até corações em tamanho maior, aptos para transplantes. As possibilidades de customização para produtos necessários aos pacientes chegam com a manufatura aditiva, ou impressão 3D. Pode se personalizar, em muito o que é necessário para que a tecnologia alcance patamares importantes na evolução da ciência e melhoria na área da saúde. Acredita se que nos próximos seis anos, as possibilidades de impressão irão avançar...
Leia mais

Samba-reggae no casco

Quando eu era pequena, ia com minha mãe à feira e, fatalmente vinha com um bichinho, às vezes era um pintinho, noutras uma tartaruguinha, as quais eu chamava de fedidinha, porque elas eram mesmo. E ia para casa toda serelepe, doida pra ver a verdinha sair da água e correr por ali. Doce desilusão, as tartarugas morriam em uma semana, os pintinhos viravam galos de briga. E eu ficava sem nada. Naquele tempo não se ouvia falar em IBAMA e ninguém dava a mínima pra eles! E a vida seguiu e com ela as novas normas ambientais e sanitárias, que tão bem tentam fazer aos que não têm quase lugar sem garrafas pet pra viver e respirar. Mais tarde, bem mais tarde, apareceu a Julie, uma tartaruga, ou cágado ou jabuti. Através de uma conversa no telefone com a minha muito amiga Lucia, ela me contou que a Julie veio da Bahia há uns 10 anos (o...
Leia mais

SAC via Web… Seu aliado?

A mobilidade e as redes sociais são algumas daquelas tendências que nos obrigam a olhar nosso consumidor com ainda mais atenção. O cliente 3.0 valoriza a experiência de consumo e deseja se relacionar com as empresas onde quer que ele esteja, seja no chat, redes sociais, WhatsApp ou aplicativo móvel. A partir de 2014, principalmente, as empresas vêm experimentando o fortalecimento de iniciativas de inovação dentro das centrais de atendimento ao cliente (os chamados SACs) em direção à multicanalidade, as quais contemplam a utilização de apps em smartphones e alguns agentes virtuais para atendimento via chat. Este movimento vai além da disponibilidade de canais de relacionamento via redes sociais. Porém, em muitos casos, a percepção de qualidade de atendimento por parte dos clientes é menor do que aquela medida pelos processos internos das centrais de relacionamento. Estas estatísticas apontam para algumas questões. A primeira é que o consumidor 3.0 quer uma resposta imediata, seja reclamando de alguma solicitação ou fazendo...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e