Colunistas

Como impedir o avanço da selvageria pelo Brasil? (segunda parte)

A cada etapa decorrida neste terrível ano de 2020, o Brasil é ainda mais subjugado pelas trevas (sem acepções hermenêuticas). A turbulência atual encontra-se na mordaça imposta por magistrados sinuosos em razão de denúncias verídicas referentes à alienação do patrimônio nacional brasileiro.  Após a enésima opugnação que Jair Bolsonaro, maníaco alojado no Poder Executivo Federal, praticou contra o jornalismo a fim de não explicar a negociata de R$ 89 mil entre a primeira-dama e um miliciano, a imprensa sofre outro ataque mediante uma deliberação forense que impossibilita o bom funcionamento da comunicação social. Leonardo Grandmasson, juiz do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), vetou a publicação de conteúdos que apontem as fraudes efetuadas pelo BTG Pactual, célula financeira onde Paulo Guedes, ministro da economia, participa como acionista. A decisão monocrática ordenou também que as notícias relacionadas ao tema — que abordam sobre uma remessa de “títulos podres” advindos do Banco do Brasil de maneira profundamente insólita...
Leia mais

A boa e velha política e seus frutos

É... a boa e velha política que envergonha os brasileiros rendem bons frutos para aqueles que a desfrutam. Pois é, e pergunte se eles estão se importando com isso? Claro que não! Enquanto você trabalhador paga seus impostos que, diga-se de passagem são um absurdo, nossos políticos estão lá jogando nosso dinheiro pelo ralo, embolsando, fazendo caixa dois, três e outras práticas ilegais. A dívida pública crescendo e claro quem vai pagar por isso somos nós brasileiros que, mesmo empregados ou desempregados, teremos que pagar essa conta. E o que dizer da tentativa de calar a imprensa? Realmente a liberdade de expressão está sendo censurada na cara dura. Temos o direito de mostrar a realidade que vivem os hospitais públicos e todas as esferas que compõem nosso país. As reportagens recentes do Rio de Janeiro em que funcionários públicos, ao invés de estarem exercendo seu papel dentro da instituição, estavam tirando o direito do cidadão que paga seus...
Leia mais

Desenhar objetivos e trabalhar por eles

Steve Jobs voltou à gigante de tecnologia Apple em 1997. A companhia havia acabado de cortar 30% da equipe, operava em prejuízo e o próprio Jobs falava que em poucos meses estaria completamente quebrada. Todos sabem como essa história terminou: Jobs transformou a empresa e morreu em 2011, deixando um legado de produtos inovadores, como o iPhone. A meta de Jobs era transformar a companhia que ele fundou em um sucesso. Objetivos são ótimos: inspiram, motivam e dão significado à vida. Mas a única forma de realmente obter o sentimento de dever cumprido é esquecer dessas metas e focar nas tarefas. Jobs almejava atingir seu objetivo, mas o que realmente queria era o trabalho. Ou seja: esforço, perseverança, noites maldormidas e todos os riscos envolvidos. Quando você quer o trabalho, todo dia é um dia bem-sucedido. O empresário e inventor cortou 70% da linha de produtos da gigante de tecnologia, fazendo com que todos se concentrassem apenas em construir os itens de...
Leia mais

Carnavalesco cria projeto para ajudar trabalhadores

Na coluna passada abordei as várias ações que vêm ocorrendo no mundo do samba, visando ajudar os trabalhadores do Carnaval que estão em dificuldades e se encontram sem renda, devido a interrupção das atividades por causa da pandemia. Citei especificamente uma delas, que é a #nãoésófolia. Hoje, vamos falar de um outro movimento, que também tem o mesmo objetivo: o Barracão Solidário, coordenado pelo carnavalesco Wagner Gonçalves. Segue o texto que circula nas redes. O PROJETO #BarracãoSolidario é uma iniciativa em prol dos trabalhadores do Carnaval Carioca (aderecistas, ferreiros, pintores, seguranças...). Sem renda por conta da indefinição quanto à realização dos desfiles carnavalescos por conta da pandemia, alguns profissionais que prestam serviços nos barracões das escolas de samba do Rio de Janeiro estão enfrentando sérias dificuldades financeiras para conseguir sobreviver. Para tentar amenizar o sofrimento desses profissionais que são essenciais para a realização do espetáculo que anualmente encanta milhões de pessoas no Brasil e no mundo, está sendo lançado o...
Leia mais

Como diz Sheldon Cooper: Uma bebida quente para quem está preocupado

Sentei em frente ao notebook e fiquei pensando no que escrever e de repente um branco invadiu minha mente. Não saiu nada. Quando parecia que iria fluir um assunto, logo percebia que o mesmo não vingaria mais que duas ou três linhas. Mas o que está acontecendo comigo? Será que a escassez de ideias começou? Será que a partir de agora ficarei entregue a lapsos de pensamentos? Logo eu, que tenho memória eidética? Bem, não vamos entrar em pânico, pois pode ser apenas um bloqueio temporário. E continuei por mais de hora sentado e olhando fixamente à minha frente e não vendo nada atrás do pote de ouro. Por fim, resolvi levantar e buscar ums caneca de cappuccino de baunilha, o meu preferido. Às vezes acredito que quando nos falta inspiração devemos buscá-la em algo. E lá fui eu beber uma bebida quente, como diz o Sheldon Cooper em The Big Bang Theory. Me deu uma saudade...
Leia mais

Como impedir o avanço da selvageria pelo Brasil? (primeira parte)

Passados sete anos desde que as farândolas abjetas do neoliberalismo deturparam as reivindicações que conferiam legitimidade às famosas Jornadas de Junho, o Brasil permanece soçobrando em um vórtice de hipocrisia; estupidez; injustiça e politicagem ostensivamente forjado por estes mesmos sevandijas. No intuito de manter o apoio de seus devotos, o esquálido governo de Jair Bolsonaro, trigésimo oitavo Presidente da República, intensifica seu discurso ufanista através de um moralismo boquirroto e de jargões estólidos que oferecem suporte a um conservadorismo profundamente abstrato e egresso da realidade social do país. A razão disso encontra-se nos sucessivos ataques deletérios do Palácio do Planalto contra aquilo que restou das instituições que configuram o Estado nacional a fim de multiplicar o poder do Executivo e de seus lacaios de forma indiscriminada e, consequentemente, acarretar maiores prejuízos às diferentes camadas da sociedade brasileira. Entre um feixe de livros capazes de examinar o assunto com o máximo de qualidade, três possuem destaque especial: • Onde aterrar? Como se...
Leia mais

Cães bem-treinados, trabalho reconhecido

Semana passada estava assistindo a um programa de resgate de animais perdidos, através de cães farejadores supertreinados, supereficientes, super! Ah, mas essa é uma tarefa para poucas raças, com um gasto enorme, você pode dizer. Eu digo que tudo tem deu preço e todo cachorro tem sua especialidade. Minha cachorrinha, vira-lata, linda e agora velhinha, a Loira, sempre teve uma queda por aves, sejam elas quais fossem, de estimação ou não. Caiu no chão, corríamos pra salvar a penosa. É próprio de seu instinto e nunca se pode trocar a delícia da caça (para ela) com potes de ração. Uma outra, a Lucy, uma Akita com um dedo na cozinha, tinha um faro fenomenal, mas não pude levá-la ao canil para treinamento, pois o canil estava fechando e não aceitava mais ninguém. Pena. Um cachorro pode ter esses instintos direcionados e ser um cão de alta performance com… brincadeiras. Bolinhas na maior parte dos treinos fazem um...
Leia mais

O Tribunal do cancelamento

O tribunal da internet é algo muito forte nas redes sociais, mas agora ele se modernizou e ganhou adeptos com maior poder. O que era antes um julgamento individual cercado de comentários agressivos e ofensivos, se transformou em uma plateia que estimula os outros a ignorarem qualquer pessoa que errar na internet, seja ela famosa ou não. Essa é a Cultura do Cancelamento! Eleita como termo do ano de 2019 por um dicionário australiano, a cultura do cancelamento se define por pessoas que, movidas por atitudes que elas considerem reprováveis ou erros de pessoas, instituições ou empresas nas redes sociais, se tornam incentivadoras de que as tais sejam totalmente ignoradas nas mídias sociais. A intenção do movimento é “eliminar” ou “tornar sem voz”, todos os que passarem por esse tribunal e forem condenados devido a sua conduta nas redes. A partir da descoberta do erro gera-se uma exposição nas redes sociais para que, além das pessoas deixarem de comprar...
Leia mais

Mobilização do samba ajuda trabalhadores

Esses movimentos estão arrecadando alimentos, material de limpeza e recursos financeiros, para serem doados aos trabalhadores. Muito deles, estão completamente sem renda para sobreviver. Uma dessas ações, que circulam nas redes é a #nãoesófolia. A coluna presta aqui seu serviço de utilidade pública e reproduz o texto do movimento, onde estão as informações sobre as formas de doação. "Os trabalhadores que fazem o “maior espetáculo da terra” acontecer precisam do nosso apoio. O Carnaval é um momento muito esperado e de muita alegria para a maioria dos cariocas, seja para quem desfila ou assiste os desfiles das escolas de samba na Sapucaí ou para quem curte os blocos que tomam as ruas da Cidade Maravilhosa. Mas tem um grupo que curte o Carnaval de outra maneira: suando a camisa no trabalho, garantindo que a festa aconteça da melhor maneira possível. Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a festa movimentou R$...
Leia mais

O ano que ainda não começou

Já estamos quase terminando o ano e o que fizemos? Essa pergunta venho me fazendo faz algum tempo e não consigo encontrar uma resposta plausível. Será porque não existe? Ou se existe, está difícil de acreditar? Não sei. Sinceramente. A única sensação que tenho é de que 2020 ainda não começou. Isso tudo é um grande sonho que ainda não acordamos para entrar realmente no ano. Uma coisa que me faz crer nessa hipótese é o fato de ter dias em que acordo e não consigo lembrar que dia é realmente. Já acordei domingo achando que era terça e que quarta era sexta e por aí em diante. No início o sono era mais real, talvez por eu estar mais livre de horários e dormindo mais que o normal ou mesmo trocando os horários. A fase REM (sigla em inglês para movimento rápido dos olhos), em que a nossa atividade cerebral se torna similar a de quando...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e