Mundo do Samba

Arlindo Cruz é o enredo do Império Serrano

Durante a feijoada realizada no último sábado em sua quadra, a agremiação anunciou que "Lugares de Arlindo" será o tema para o próximo Carnaval. Cantor e compositor de sucesso no meio artístico brasileiro, Arlindo Cruz ainda está debilitado, com sequelas, devido ao avc sofrido em 2017. Porém, esteve na quadra, juntamente com sua esposa, a ex-porta bandeira Babi Cruz e seus filhos.  Foi intensamente comemorado e ovacionado por todos os imperianos presentes. O tema escolhido pelo Império é mais do que justo. Muito menos pelas dificuldades de saúde dele, mas principalmente porque além de  ser um dos compositores de maior sucesso da música nacional, também é um dos grandes vencedores de samba enredo da escola. São 12 obras suas que já passaram pela Marquês de Sapucaí, defendendo a sua escola de coração. Das minhas idas ao Império Serrano, sempre lembro da final de disputa de samba para o carnaval de 1994, realizada numa noite de segunda-feira e que Arlindo...
Leia mais

O samba já pensa em 2023

Será no dia 11 de julho no evento a ser realizado na Cidade do Samba, quando os representantes das 12 agremiações do grupo especial se reunirão para efetuar o sorteio da ordem do desfile no próximo ano.Desta forma, se inicia oficialmente um novo ciclo carnavalesco para as escolas de samba do Rio de Janeiro. Muitas delas aguardam este momento para definirem seus enredos e projetos. Este ciclo, entretanto, está se iniciando de forma atípica, devido ao adiamento do Carnaval passado. Não houve intervalo ou férias para as escolas. Tão logo terminaram os desfiles em abril, praticamente os trabalhos continuaram, sem interrupção. A desmontagem anterior já emenda com o planejamento e organização para o próximo ano. Das escolas de samba que compõem a Liesa, seis saíram na frente e já anunciaram enredo. A Campeã Grande Rio ainda no dia da comemoração anunciou que vai homenagear o sambista Zeca Pagodinho. A Unidos do Viradouro mostrará Rosa Maria Egipcíaca, personagem controvertida do século 19,...
Leia mais

O samba não pode parar

Entretanto, com o adiamento dos desfiles para o final de abril, não houve aquele período de recesso e férias, que normalmente acontece entre a quarta-feira de cinzas e a Páscoa. Consequência disso é que tão logo terminou o carnaval fora de época, finalizando o longo ciclo de 2020, as escolas de samba iniciam um novo, visando o ano de 2023. A maioria das pessoas não tem conhecimento sobre os bastidores e a complexidade que envolve todo o período entre um carnaval e outro. Os trabalhos são retomados, normalmente, em maio. Nos barracões, as agremiações iniciam o desmonte de carros alegóricos. Os componentes de alas de comunidade fazem a devolução das fantasias. As equipes selecionam materiais que podem ser reaproveitados e o que será descartado. Sendo que o descartado, muitas vezes é doado para ser reciclado por escolas de samba de grupos inferiores. É comum agremiações menores fazerem fila nos barracões da Cidade do Samba em busca desse material, que reciclado...
Leia mais

Chega ao fim o mais longo carnaval da história

No mundo do samba havia dúvidas de alguns sobre o sucesso dessa folia fora de época e se as pessoas estariam mobilizadas para o evento num período diferente do costumeiro. Mas os resultados não deixam dúvidas. O carnaval de 2022 superou expectativas por todos os ângulos. Sem contar o desafio de superar preconceitos e desmontar o discurso neopentecostal fundamentalista, que há algum tempo tenta demonizar a folia perante a sociedade. Outro desafio, ainda a ser vencido, é derrubar a visão estreita de que governo não deve investir recursos públicos na festa, como se cultura não fosse um direito de todos. Talvez, o mais representativo sejam os números da audiência dos desfiles alcançados pela TV Globo, que superou o de anos anteriores. Estes números são representativos, porque furam a bolha do mundo do samba e alcançam pessoas que normalmente não vivem este cotidiano. Também demonstram que o desfile das escolas de samba, ao contrário do que muitos pensam, ainda atrai...
Leia mais

Finalmente o Carnaval chegou

Enfim, chegamos ao carnaval inédito de abril. Após dois anos de uma pandemia infindável, que ocasionou o cancelamento da folia em 2021 e o seu adiamento em  fevereiro, finalmente os festejos começarão agora, na próxima quarta-feira. Não é um carnaval  como normalmente acontece. Será uma festa incompleta. Apenas para as escolas de samba, que farão os desfiles, tanto nos grupos especial e de acesso, na Sapucaí, como nas divisões menores, na Intendente Magalhães. Não teremos aquele clima carnavalesco dos períodos normais anteriores, quando de norte a sul o país é tomado pela folia. Não haverá frevo em Recife e nem o Bacalhau do Batata e os bonecos gigantes de Olinda. Tão pouco os trios elétricos da Bahia. No Rio e em São Paulo acontecerão somente os desfiles de escolas de samba. Os blocos de rua não foram autorizados a sair. O Cordão da Bola Preta, por exemplo, que arrasta um milhão de pessoas e blocos tradicionais como Simpatia é Quase Amor...
Leia mais

Pra tudo começar na quarta-feira

Em condições normais, esta semana estaríamos de ressaca carnavalesca, entrando na quaresma, conforme manda a tradição cristã. A quarta-feira de cinzas, que sempre marca o início deste período de recesso, este ano, pelo contrário, traz a ansiedade da reta final de um ciclo carnavalesco que teima em não acabar. Desde que a pandemia surgiu, em 2020, já se vão dois anos deste atual ciclo. Com o cancelamento da folia em 2021 e o adiamento oficial dos desfiles das escolas de samba de fevereiro para abril de 2022, ficou claro para o observador mais atento que teríamos um carnaval em dose dupla. Embora tenham cancelado os festejos oficiais, vários governos estaduais e municipais mantiveram o feriado e o ponto facultativo. Bancos e mercado financeiro também não funcionaram nos quatro dias que marcavam o carnaval de fevereiro. Foi o suficiente para, pelo menos no Rio de Janeiro, o clima de carnaval invadir a cidade. Blocos de rua estavam proibidos, mas dezenas deles...
Leia mais

Em 2022, teremos dois carnavais novamente

Em 2022 estávamos ameaçados pelo segundo ano consecutivo de não ver realizada a maior festa popular do país. Desde o fim do ano passado havia uma forte pressão de alguns grupos sociais pelo cancelamento do Carnaval, motivados por questões políticas e religiosas. Salvador e Recife, que estão entre os maiores carnavais do país, confirmaram as expectativas e cancelaram a folia. Entretanto, as duas principais cidades brasileiras, São Paulo e Rio de Janeiro, optaram pela transferência dos desfiles das escolas de samba para abril, num feriado prolongado entre os dias 20 e 24. Embora os governos tenham cancelado os blocos de rua e qualquer apoio oficial para estes eventos públicos como normalmente acontece, as movimentações de redes sociais e mobilizações populares já anunciam a realização de festas de bairros, em clubes, bares e salões, na data original em fevereiro. Isto se deve principalmente porque, apesar de terem adiado o carnaval oficial para abril, essas cidades mantiveram o feriado e os dias de...
Leia mais

Samba reverencia a sua maior voz

Título apropriado para a reverenciada artista, que extrapolou as fronteiras do gênero e se firmou como uma das maiores cantoras da história da Música Popular Brasileira. Por sinal, foi o último desfile realizado, já que não houve carnaval no ano passado e uma das últimas homenagens a artista e das mais justas já realizadas na passarela da Marquês de Sapucaí. A imagem de Elza no último carro alegórico, encerrando o desfile, sentada num trono de rainha, ovacionada pelo público ficou marcada para sempre. A Mocidade era a sua escola de coração, localizada na comunidade onde nasceu, a Vila Vintém, no bairro de Padre Miguel. Ali também marcou sua trajetória, sendo a primeira mulher a puxar um samba na avenida. Também se consagrou com o samba de quadra "Salve a Mocidade", um hino à famosa bateria da agremiação. Elza Soares tornou-se uma intérprete de todos os ritmos, mas a sua raiz é o samba. Seus primeiros discos comprovam isto e a...
Leia mais

O Brasil vive em fase bipolar

A pandemia de covid 19 que atinge o mundo desde 2020 revelou mais profundamente no Brasil um clima de bipolaridade, que já vinha se desenhando há algum tempo. Eu, particularmente, identifico este fenômeno desde as grandes manifestações populares nas ruas, em 2013, quando então uma onda de radicalismo e polarização tomou conta do país. Mas por que uma coluna que se dedica ao samba está tocando neste assunto? Primeiro, porque não somos uma ilha e o mundo do samba está inserido na sociedade. Depois porque o carnaval fez aflorar radicalmente esse lado bipolar que de modo geral estamos vivendo. Bipolaridade, do ponto de vista psicológico, genericamente é definido como aquele estado mental em que vamos de um extremo a outro sem escalas. Um estado que repentinamente  alterna euforia e tristeza, otimismo e pessimismo, amor e ódio. Há algumas semanas atrás parecia que caminhávamos para superar todos os transtornos trazidos por esta doença desde 2020. Talvez contaminados pelo clima natalino e...
Leia mais

Que venha o Carnaval!

Embora, diariamente os meios de comunicação não nos façam esquecer da Covid 19, principalmente com notícias dessa nova variante ômicron, a verdade é que os números permanecem sob controle no Brasil. As hospitalizações e mortes diminuíram e quase 70 por cento da população está completamente imunizada. Para o mundo do samba, a melhor notícia desta semana foi dada pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que garantiu a realização dos desfiles das escolas de samba na Marquês de Sapucaí. Porém, há uma ponderação. Garantia, por enquanto, somente para os desfiles do grupo especial e do grupo de acesso, que são realizados naquele local. Quanto aos desfiles das divisões inferiores, na Avenida Intendente Magalhães, nada ainda foi confirmado.Há uma lógica nisto, principalmente pelas questões de protocolos sanitários, muito mais fácil de serem planejados e controlados no Sambódromo principal. Na Sapucaí, o público só entra através da compra de ingressos  e logicamente, para o acesso, será obrigatório  a apresentação de...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e