Mundo Digital

Venda de hambúrguer de picanha, sem picanha, gera polêmica entre consumidores

Recentemente uma rede de fast-food colocou à venda um hambúrguer de picanha, mas, sem picanha. Atitude que gerou polêmica, pois o ingrediente principal estava somente no molho. Imagine você uma promoção de creme de açaí, cor de açaí, preço de açaí,  mas apenas com a essência artificial do produto. Amo açaí e confesso que me sentiria profundamente enganada se me deparasse com tal situação. Mas percebo que os consumidores estão atentos, em poucos dias o assunto movimentou as redes, chegou até os ouvidos do PROCON, e o restaurante retirou a novidade do cardápio voluntariamente.  Interessante como a opinião das pessoas em um mundo conectado faz diferença. As pessoas estão atentas ao que ocorre no mundo. Não há mais tolerância para inconformidades, injustiças, ou propagandas com conteúdos enganosos. Vender um produto, onde a presença dele não é real, engana as pessoas. O restaurante, ao ser questionado, alegou que o sanduíche não era de picanha mesmo, que era de churrasco e...
Leia mais

Não misture as redes

Muitas pessoas têm um negócio e optam por divulgá-lo por meio das redes sociais. No entanto, muita gente não consegue separar o pessoal do profissional. Mas essa separação é muito importante para manter a visibilidade do negócio, e o foco dos clientes nos produtos ou serviços comercializados. Com o início da pandemia, as redes sociais projetaram de forma significativa os empreendedores. O fechamento de lojas físicas abriu muitas portas para vendas pelas redes. Daí a importância de ter uma rede focada apenas no negócio, sem misturar as coisas. Os clientes buscam informações e feedbacks pra tomarem decisão sobre aderir ou não a determinado produto e serviço. Quando as redes estão misturadas, com publicações de cunho pessoal, há uma perda significativa do interesse dos clientes. Além disso, é preciso ter um cuidado com a marca, criando uma logo e imagem de perfil para destacar o profissionalismo. Alguns perfis começam sem seguidores, mas aos poucos vão se tornando uma vitrine...
Leia mais

Estamos preparados para a retirada total das máscaras?

Até 2020, não tinha o costume de ver ninguém andando de máscaras por aí. Minha observação nesse sentido sempre me remetia a países orientais, onde as pessoas têm o costume de usar máscaras para proteger o outro de qualquer doença transmissível pelo ar. Não havia pensado antes que o mundo todo adotaria esta prática para se proteger de uma doença tão mortal como a covid-19. Elas foram chegando aos poucos aos estados brasileiros e, por fim, estavam estavam presentes nos cenários do nosso dia a dia. Com o avanço da vacinação pelo Brasil e a redução de mortes, aos poucos as máscaras estão sendo retiradas. Ao ar livre várias cidades brasileiras, a começar por São Paulo, já não exigem mais o seu uso. O estado de de São Paulo desobrigou no dia 16 de março o também uso da máscara em locais fechados. Com exceções para o transporte público e unidades de saúde. Alguns especialistas...
Leia mais

Telefones burros

Em 2003, quando trabalhava em uma empresa de telefonia, tinha um telefone 3310 da Nokia. Ele era simples, sem internet, mas atendia bem os propósitos a que se destinava. Às vezes passava horas em ligações com amigos. Esse era o motivo de ficar mais tempo nele, mas não ultrapassava uma hora. Ele não tomava tanto de meu tempo, então todo o resto era dividido entre trabalho, faculdade, família e amigos. Tenho certeza de que se o apresentasse à minha filha de 11 hoje, ela ficaria assustada achando que ele estivesse faltando alguma coisa. Ou alguns aplicativos. Conhecidos como "tijolos", os telefones, que fazem basicamente ligações, alguns permitem ouvir rádio, eram muito presentes no final da década de 1990 e início de 2000, estão ressurgindo e conquistando o coração das pessoas. Os números de vendas são difíceis de encontrar, mas um relatório afirma que as vendas globais estavam próximas de atingir R$ 1 bilhão de unidades no...
Leia mais

Crescimento acelerado no mercado de tecnologia

A revolução na tecnologia trouxe ao país mais de 85 mil novas vagas. Desde o início da pandemia, houve um aumento de mais de 670, somente em São Paulo, na busca por profissionais que lidam com tecnologia. No Brasil os profissionais mais procurados são desenvolvedor, analista de sistemas, analista de suporte e analista de business intelligence. Além das grandes oportunidades, o setor de tecnologia tem passado por uma reformulação nas formas de trabalho. Antes apenas o escritório abrigava, mas com a pandemia o espaço ultrapassou fronteiras e agora não mais importa estar presente em um mesmo espaço. Espaço para os qualificados Uma galera cada vez mais jovem tem encontrado espaço na área, em busca de propósito e desafios e não apenas de dinheiro. Uma empresa de identificação digital, registrou163 mil contratações online em 2020, um aumento de 87,09 por cento em relação a 2019. A área de tecnologia é líder, tem oportunidades de desenvolvimento muito rápido. Aqui...
Leia mais

Celular faz mal?

Qual o impacto do celular no nosso cérebro e no nosso corpo? Faz dez anos que carregamos a internet com a gente dentro dos nossos celulares. Mas há uma grande questão latente. O celular vicia? Hoje já temos uma resposta para tal questionamento. O vício é real. A dependência do celular irá alterar o nosso comportamento e a forma como o nosso cérebro funciona. Hoje há um nome para isso, nomofobia, que em inglês é “no mobile”, fobia, medo de ficar sem o celular, e pior, o medo de ficar sem o celular leva a um ou comportamento que se chama hikikomori, que é um termo em japonês e significa afastamento social severo. Um estudo feito com 60 jovens de 18 a 30 anos saudáveis, mas que todos se autodeclararam dependentes do celular, resolveu analisar o cérebro dessas pessoas em duas redes de conexão neural, que são justamente as redes que a gente vê que estão alteradas em pessoas...
Leia mais

A cada novo dia, um novo golpe cibernético

Quando menos esperamos, nos deparamos com uma nova modalidade nas redes sociais, ou aplicativos de mensagens. Na semana passada, ao passear por uma de minhas redes sociais, me deparei com uma mensagem no story de uma amiga que sigo. A mensagem dizia que uma amiga dela estava de mudança para os Estados Unidos, e por este motivo vendia alguns móveis, estando então ela responsável pela venda, solicitando aos interessados que a acionassem via mensagem direta na própria rede social. A seguir era possível visualizar fotos de alguns eletrodomésticos com valores abaixo. Como eu já tinha me deparado com exatamente a mesma mensagem, resolvi falar com minha amiga para alertá-la, até porque não sabia se ela estava ciente da situação. No entanto, tomei o cuidado de acioná-la por outra rede social, imaginando que aquela estivesse hackeada. Como imaginei, ao acioná-la, ela confirmou que sua rede social estava hackeada e que inclusive já tinha feito um boletim de ocorrência....
Leia mais

Já ouvi falar em “espírito de porco”, mas em coração de porco é a primeira vez

Um homem de 57 anos, nos Estados Unidos, recebeu, por meio de um transplante inédito, o coração de um porco. O caso, que foi divulgado esta semana, aconteceu na cidade de Maryland, no dia sete de janeiro, pode revolucionar o futuro da medicina para futuras gerações. Mas você deve estar se perguntando como isso foi possível e como ela pode salvar outras vidas? Há 37 anos houve uma tentativa com uma bebezinha, que tinha uma condição que a levaria à morte de forma imediata, mas o coração de porco, sem nenhuma modificação trouxe a ela uma forte rejeição, e após duas horas ela não resistiu. Mas de lá para cá, muita coisa mudou.  A ciência atual, com a possibilidade de modificações e transferência de genes de um ser humano para o outro trouxe o sucesso para a cirurgia que deu a um homem a possibilidade de carregar no peito o coração de um babuíno. Foram desativados quatro genes, três...
Leia mais

Objetos entregues com sucesso, doações entregues com carinho

Que estamos na era da mobilidade não é novidade para ninguém. Já nos acostumamos a  pedir comida e carro por aplicativo, ir de um lugar ao outro, começando tudo pela pontinha do dedo.   Agora, uma nova modalidade ao meu ver, bem interessante, chama a atenção por trazer à luz como somos tão esquecidos. É a entrega de objetos por aplicativos de transporte. Com o mesmo modelo dos outros, porém leva apenas objetos e não pessoas. Esta modalidade  se torna uma opção para pessoas que se esquecem de algo, ou apenas precisam fazer uma entrega rápida.  Em conversa com um motorista de aplicativo, que por motivos óbvios iremos chamar de “Arnaldo”, descobrimos que entregar objetos, por vezes é um trabalho bem divertido, uma vez que diversas situações inusitadas cruzam o caminho dos condutores. No ramo de entregas há 11 anos, ele conta que ao aderir a nova modalidade, já entregou de tudo, desde insetos, dinheiro, vestido de R$ 12.0000 a brinco esquecido na casa do...
Leia mais

Estamos preparados para vacinar nossas crianças?

O inicio da vacinação em crianças de cinco a 12 anos nos Estados Unidos reacendeu algumas chamas que estão no ar, desde que se cogitou a possibilidade de vacinação em crianças.  Apesar de não ser o primeiro país a vacinar crianças, uma vez que o processo já acontece em Cuba, Chile, China e Emirados Árabes Unidos, é um dos mais expressivos países a proporcionar vacina para crianças no mundo. Apesar de apresentar uma quantidade menor de mortes pela covid, os números são bem expressivos. Desde o inicio da pandemia, foram cerca de 2400 mortes nessa faixa etária. Apesar de proporcionalmente menos atingida, e uma menor tendência de apresentar casos graves, são atingidos sim.   Segundo dados do InfoGripe da Fiocruz, até o dia 6 de novembro, o que nós temos é uma média de 1200 a 1500 casos de síndrome respiratória aguda em menores de 9 anos, e a taxa de letalidade da doença nas crianças é muito inferior que dos idosos, ou pacientes com alguma comorbidade. Daí...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e