Mensagem da Semana

Deixe-os ir…

É preciso saber sempre quando se acaba uma etapa da vida. Se insistirmos em permanecer nela, depois do tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido do resto. Fechando os círculos, fechando portas ou fechando capítulos, como queira chamar, o importante é poder fechá-los, deixar ir momentos da vida que se vão enclausurando. Terminou o trabalho? Acabou a relação? A amizade acabou? Você pode passar muito tempo do presente dando voltas ao passado, tentando modificá-lo. O desgaste será infinito, porque na vida, você, seus amigos, seus filhos, irmãos, todos estamos destinados a fechar capítulos, virar a página, terminar etapas ou momentos da vida e seguir adiante. Não podemos estar no presente sentindo falta do passado. O que aconteceu, aconteceu. Não podemos ser filhos eternamente, nem adolescentes eternos, nem empregados de empresas inexistentes, nem ter vínculos com quem não quer estar vinculado a nós. Os acontecimentos e as pessoas passam por nossas vidas e temos de deixá-los ir! ...
Leia mais

Mudanças

Na vida, a única coisa permanente é a mudança. Nada é estático, nada escapa a força da natureza. Embora a maioria das pessoas concorde com isso, trata-se de uma concordância puramente intelectual, sem efeito prático. Concordar que tudo está em permanente transformação e admitir a realidade disso, aprendendo a lidar com as consequências diretas e indiretas, são fatos distintos. Normalmente, ou as pessoas sofrem com as mudanças inevitáveis decorridas do próprio fato de existir, ou lutam para manter as coisas imutáveis, como se isso fosse possível. Em resumo, luta-se contra as mudanças ou sofre-se com elas. Assim, a mudança, a grande realidade do mundo,  fica sendo a grande dificuldade para a maioria das pessoas. A única dificuldade é que as coisas mudam. Se elas não mudassem, não haveria dificuldade ... Mas o modo de enfrentar dificuldades pode ser visto como o modo de enfrentar as mudanças a que estamos permanentemente submetidos. Na verdade, a dificuldade não está nem nas coisas, nem nas pessoas, nem nas circunstâncias à nossa...
Leia mais

Nossos nós

É quase que generalizada a crença de que pessoas são gerenciáveis. Ledo engano. As pessoas odeiam ser dirigidas, conduzidas, monitoradas, controladas, seja lá o que for nesse sentido. Tomemos cuidado para não confundir com pessoas, que devido a seus estados psicoemocionais e/ou processos patológicos, colocam suas vidas nas mãos dos outros. Alcançar resultados por intermédio das habilidades e competências humanas, requer um processo minucioso de intercomunicação capaz de desfazer os “nós” dos egos dos envolvidos no processo. Os “nós” são desde a vaidade, passando pelo orgulho e culminando na ganância humana e seus derivados.  Portanto, os gestores de qualquer segmento e escalão deverão começar a educarem-se espiritualmente em seus “nós” para dar conta dos “nós” alheios, que se diferenciam apenas pelas suas dimensões. Do contrário, permanecer nessa “luta” a conquistas pessoais advindas das realizações no trabalho, nunca terão final feliz a todos. ...
Leia mais

Resolvendo Problemas

Deixar guiar-se somente pela sua intuição pode ajudar a livrar-se de um problema rapidamente, quando há escassez de tempo, e ajuda a melhorar sua capacidade de criação. Porém, isso não é tudo e não garante decisões acertadas. É preciso aprender a pensar intuitivamente, como um "efeito helicóptero", que significa ver as coisas de cima com uma certa distância. É preciso também visualizar as faces  do problema para aquilatar suas nuances. Quando estamos envolvidos diretamente em um problema/situação é o mesmo que olhar uma casa pelo portão. Vemos apenas a fachada.  Precisamos entrar e andar em todos os cômodos para conhecer de fato a casa. Para resolver um problema que pode até ser óbvio, encontre mais de uma solução. Quando tiver que explicar situações complexas, crie o hábito de dissecar as informações, identificando o ponto-chave, para aqueles que estão envolvidos de alguma forma nele. ...
Leia mais

O Milagre

O agora é um milagre. Agora é o único momento garantido para você. Agora é a vida. Pare de pensar somente no futuro. Pare de pensar somente no passado sobre o que você fez ou deixou de fazer. Fique no “aqui e agora” e experimente a vida enquanto ela está acontecendo. Aprecie o mundo pela beleza que ele possui nesse momento. Só o agora te entrega a felicidade nas pequenas coisas que acontecem a todo instante dos dias. Pequenas coisas, como tomar tranquilamente uma xícara de café no início da manhã, ou o delicioso cheiro e sabor de uma refeição caseira, ou o prazer de compartilhar algo que você gosta com outra pessoa ou ficar de mãos dadas com o seu parceiro. No abraço fraterno, na palavra consoladora, na palavra animadora, na compreensão das necessidades do outro, no perdão a si e ao outro. Vivenciar essas pequenas-grandes atitudes faz uma enorme diferença na qualidade de sua vida. Abra seus braços e...
Leia mais

Opções e escolhas

As pessoas escolhem sempre a melhor opção possível para si, em dado momento. A questão é os motivos e as circunstâncias que a levaram a fazer a escolha. Ou elas estão transmitindo amor ou pedindo socorro, através de suas atitudes. Ter uma escolha é melhor do que não ter nenhuma, porém, quando se tem apenas uma escolha, tornamo-nos reféns da circunstância. Quando temos duas, geralmente temos um dilema. Somente quando temos três opções existe a possibilidade de fazer uma escolha. Procure opções... ...
Leia mais

Como saber das coisas

A atitude da pessoa que faz perguntas‚ é o elemento fundamental responsável pelos efeitos nocivos ou benéficos desta forma de comunicação. Frequentemente fazemos perguntas em tom de interrogatório: expressamos desconfiança e acusação com o intuito de investigar, vigiar, inquirir, controlar, descobrir o erro para então acusar e criticar. Este clima gera tensão, temor e as respostas, quando dadas, são cada vez mais lacônicas: "sim", "não", "não sei". Quando as perguntas são feitas dentro de uma atitude de respeito pela liberdade e autonomia do outro, podem de fato expressar real interesse e vontade de ajudar se a pessoa quiser. Neste caso, as perguntas tem diversas funções: a) servem para nos ajudar a entender melhor o outro; b) podem ser colocadas como hipóteses para verificar se o que estamos percebendo confere com o que a pessoa está sentindo; c) podem servir para explorar melhor algo que o outro imagina de modo confuso e obscuro, a fim de que, posteriormente, se possa dar as informações. ...
Leia mais

Influenciar e persuadir

A história de nossa humanidade revela-nos que a maior força de relacionamento entre as pessoas é o comércio, ou seja, a permutação, a troca, a compra e a venda. Assim sendo, nossa história se baseia na exposição aos outros, do que temos, revelando o que somos e de que maneira somos. Somos aceitos ou rejeitados de acordo com o que expomos sobre nós e de coisas que possuímos e da maneira como fazemos estas exposições. Olhando por este prisma, o comércio tem uma dimensão maior do que uma simples área profissional; é uma atividade indispensável para a sobrevivência da vida humana por estar presente em qualquer setor de nossa existência e, por conseguinte, de qualquer ramo da economia. Se assim é, influenciar e persuadir os demais é uma meta fundamental. Para alcança-la desenvolva algumas habilidades: melhore sua capacidade de comunicação melhorando sempre a maneira como coloca as informações aos outros. Elas tem que ser completas e claras. Seja coerente em...
Leia mais

Dica para liderar

Tarefa difícil e árdua liderar pessoas. Porque é dificílimo e árduo, liderar os próprios sentimentos. Comece por potencializar a capacidade de percepção e gestão dos seus limites e potencialidades emocionais, que dirigem as ações e reações às pessoas, aos fatos e circunstâncias em que está inserido e por potencializar a capacidade de construir confiança nos inter-relacionamentos fortificando o poder de persuasão e influenciação. ...
Leia mais

Nossa jornada

Enquanto você estiver material ou emocionalmente carregado de coisas velhas e inúteis, não haverá espaço aberto para novas oportunidades. Os bens precisam circular. Limpe as gavetas, os guarda-roupas, o quartinho lá do fundo, a garagem. Dê o que você não usa mais. Venda, troque, movimente e não acumule. Dê espaço para o novo. A atitude de guardar um monte de coisas inúteis amarra sua vida. Não são os objetos guardados que emperram sua vida, mas o significado da atitude de guardar. Quando se guarda, considera-se a possibilidade da falta, da carência. É acreditar que amanhã poderá faltar e você não terá meios de prover suas necessidades. Com essa postura, você está enviando duas mensagens para o seu cérebro e para a vida:1ª - Você não confia no amanhã!2ª - Você acredita que o novo e o melhor não são para você, já que se contenta em guardar coisas velhas e inúteis.  Desfaça-se do que perde a cor e o brilho e...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e