Culturalizando

Nos dias frios, uma taça de vinho e um bom filme e só

Será que finalmente o frio chegou? Estamos vivendo alguns dias de uma queda brusca na temperatura e que fez as pessoas tirarem os casacos dos armários. Eu sou do sol, eu gosto do verão, mas não posso negar que o frio tem seu charme. O clima ameno e fresco faz muito bem ao espírito e à saúde. É bom poder sair à noite e poder se arrumar melhor. A mulher adora colocar suas roupas, botas e acessórios que combinam com a temperatura mais baixa. Outra coisa boa desse clima é você beber as bebidas mais quentes, tipo um vinho e até chocolate quente. Certa vez escrevi sobre o que fazer num sábado a noite você que está sozinho e sem vontade de sair de casa devido ao tempo mais frio. A ideia que me vem à cabeça é justamente a que falei na época, podemos ficar em casa sim num sábado a noite bebendo um chocolate quente...
Leia mais

A continuidade é inimiga da atualidade

Estamos quase no meio do ano e parece que foi ontem que brindamos a chegada dele. Já se perguntou o que fez até agora que havia prometido fazer na virada do ano? Quantas promessas cumpridas até agora? Bem, eu ainda estou tentando me lembrar das tantas que fiz. Só consigo me lembrar de uma coisa: onde coloquei o zíper para fechar a boca na hora das refeições. Fora isso, caminho para lembrar todas as minhas promessas e projetos. Mas a verdade é que nos esquecemos dos planos feitos no fim de cada ano e só lembramos quando chegamos ao fim do ano seguinte e com ele a certeza de que nada fizemos para mudar. Seja qual for a vontade e o desejo sempre caímos na mesma armadilha, o cotidiano. Aquela certeza de que amanhã eu começo, amanhã eu vou, amanhã eu paro... Amanhã eu prometo que não falarei mais sobre o que não posso deixar de fazer, pois...
Leia mais

Ventos quase de maio e suas repercussões

  Eu estava comentando o jogo do Fluminense e Goiás no maracanã pela Rádio Saara (web radio) e me deparei com as janelas balançando e um zunido fantasmagórico que teimava em acompanhar aquele barulho vindo dos fortes ventos. Esse momento assustador durou cerca de 40 minutos. Após o fim do jogo e da tempestade pude perceber que os estragos dessa vez foram bem menores que os anteriores. No da seguinte nos deparamos com a notícia de que a modelo Carol Bittencourt havia desaparecido em alto mar. Na hora pude perceber que se tratava de mais uma tragédia acompanhada de morte. Tristeza que tomou conta das pessoas por se tratar de uma jovem e com a vida pela frente, não tinha 50 anos ainda. Depois de alguns dias seu corpo foi achado e confirmada a morte. Mais uma pra conta das tragédias climáticas que vêm nos visitando em 2019 constantemente. Ainda essa semana perdemos a madrinha do samba ou rainha do samba,...
Leia mais

Entre uma taça de vinho e a camisa suja de batom

Passei a tarde e noite do feriado pensando em que escrever essa semana. Parei, desliguei o notebook. Resolvi dar um tempo e esperar um pouco mais para ver se surgia algo interessante na minha mente que eu pudesse escrever sobre. Fui na geladeira e peguei uma garrafa de vinho tinto que já estava lá faz uns dias e comecei a beber e ouvir um pouco de música. Foi quando a ideia surgiu logo que ouvi Belchior. O cara sabe prender você às suas canções. Fiquei ouvindo sem parar e me veio na mente lembranças que com o tempo se tornam mais que evidências concretas de sua existência. Nos encontramos em cada linha de suas músicas. Era muito novo nos anos 70 e mesmo assim sempre fui um apaixonado por música. Acredito que Deus criou a canção para se louvar a vida! Você tem nas melodias momentos distintos de lembranças e sonhos. Vale a pena viver. Esse rapaz latino americano sabia como...
Leia mais

Direita e Esquerda: Duas mãos e um só caminho

E já se passaram alguns meses e nos vemos ainda na polarização. Ainda existe a guerra entre ideologias de todas as formas. País dividido e tenso. Violência, crise na saúde pública, segurança entregue às milicias, economia ofegante, caos total e ainda tem gente preocupada em cor de roupa, hino, liberdade de gênero, entre outras coisas mais. Não consigo ver uma luz clara e forte no fim do túnel. Não consigo enxergar a curto e médio prazo uma consciência política e social num país em frangalhos. E olha que não vejo isso em cima de um muro. Sou brasileiro e gostaria de ver o meu povo alinhado e em prol de melhoras. Vemos hoje uma oposição calcada em nada. Sem alicerce político capaz de levá-la ao poder na próxima eleição e por quê? Simples, porque está mais engajada em desestabilizar o atual governo em meio a fakes news, factóides, campanhas negativas e, o pior de tudo, não fazer oposição sadia...
Leia mais

Escorrendo pelas mãos

Hoje não venho aqui falar sobre cultura e comportamento, mas sim sobre solidariedade. Estamos vivendo mais uma tragédia na região metropolitana do Rio de Janeiro. Bastaram 4 horas de chuvas intensas para mais uma vez percebermos o quanto nossa cidade é frágil e nós também. Basta uma forte chuva para acabar com a tranquilidade e a segurança da população. Pessoas morreram e a cidade ficou um caos. Até às 23h uma senhora e sua neta não haviam sido encontradas depois que saíram de uma festa. O trajeto não era grande, mas infelizmente elas não chegaram ao destino. Foram soterradas juntamente com o motorista do táxi. Um rapaz na zona sul do Rio morreu preso na roda de um carro e acabou se afogando. E outras tantas histórias de pessoas que perderam suas vidas nessa noite de segunda e toda a terça-feira. Agora fica a pergunta, se as autoridades já sabiam dessa chuva forte desde a tarde de...
Leia mais

Dê uma “change” à sua vida

Com o mundo em constante mudança devemos ou não acompanhá-lo? Pois é, venho me perguntando day after day sobre o que fazer nesses moderns times em que everything may change a qualquer momento. Sinto que o que estou pensando agora pode e deve sofrer alterações nos próximos minutos, afinal, é assim que so does humanity. E não estou aqui parafraseando alguns hits que fizeram e ainda fazem sucesso nas baladas e rádios, mas sim constatando o inevitável. Mudar, voltar atrás e mudar de novo, esse ciclo vicioso nos levará ao maior número de experiências possíveis e imagináveis através da vida. Saber para onde queremos ir é algo que eleva o ego e aumenta o desejo do inesperado. É como buscar o sweet honey e colocá-lo no recheio de um bolo de cenoura com cobertura de chocolate. É delicioso. É inexplicável. A sensação que nos faz sonhar e nos leva aos mais puros saltos ao redor do mundo. Tudo...
Leia mais

Lembrança de um pretérito imperfeito

Hoje eu acordei e pensei: é impressão minha ou estamos voltando ao passado como em "De volta ao futuro"? E comecei a fazer a cronologia de meus pensamentos e não é que estava certo? Comecei pelo café da manhã, coloquei minha caneca na mesa e a enchi com leite e 3 colheres de toddy, o sabor que alimenta. Depois peguei uma bisnaga e passei manteiga e um pedaço de queijo catupiry, aquele da embalagem em madeira fina e redonda. Tomava meu café enquanto lia algumas matérias na internet e percebia que estão sugerindo a volta do Hino Nacional nas escolas e a mesma matéria ainda falava em voltarem também as aulas de matemática e português (graças a Deus, pois já não aguento mais tantos erros diariamente) e educação moral e cívica (sou jornalista e a favor da liberdade de expressão e ter tido aulas de moral e cívica e organização social e política do Brasil - ospb -...
Leia mais

Alá lá ô! Vamos nos divertir!

Enfim, é chegada a hora da folia! O Carnaval está batendo na porta e tudo é deixado para depois da quarta-feira de cinzas. Em todo setor do país me parece que o penamento é o mesmo, "deixa pra depois do Carnaval", e com isso tudo para. A festa da carne é considerada por muitos como a maior festa popular do mundo, e acho que é. Nesses quatro dias as pessoas se travestem do que desejam e fazem loucuras! Que maravilha isso, hein! Você poder ser o que quiser, se fantasiar e pôr pra fora seu lado mais louco sem receber criticas por isso. Isso é Carnaval. O Brasil vai parar para ver o bloco passar, a escola de samba desfilar e os foliões pularem até quarta-feira de cinzas. Sempre foi e sempre será assim. Momento de extravasar e liberar geral toda a alegria e também as tristezas em forma lúdica. Não sou muito de Carnaval, mas não posso deixar...
Leia mais

Tragédias anunciadas!

Estamos vivendo um inferno astral ou apenas colhendo frutos? Acho que os últimos acontecimentos podem nos levar à segunda opção. Sei que já foi falado, contado em frente e verso, mas não posso deixar passar em branco esse momento. O Brasil foi abocanhado por um caos somático que está apenas no começo. Antes que venham falar que estou dando uma de médium ou coisa parecida, não estou não. Apenas fiz a leitura do que estamos prestes a colher. Um período em que o país foi tomado por ganância e oportunismo (e isso vai além dos período esquerdista) de seus governantes. Faz é tempo e muito tempo que o Brasil é roubado, sucateado, dado de presente aos estrangeiros. E ninguém nunca parou para pensar que um dia tudo voltaria com juros e correção. E aqui estamos para vivenciar. Brumadinho não foi a primeira barragem e infelizmente não será a última a deixar um estrago ambiental em nossa história. As mortes, então,...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e