Colunistas

A humanidade não tem salvação longe da ciência

Por mais incrível que pareça, o afluente de convulsões que viabilizaram maneiras do patógeno SARS-CoV-2 acabar se transformando em uma depressão sindêmica de proporções globais também resultou em uma compreensão indubitavelmente maior daquilo que a ciência representa, bem como fez regressar o otimismo e a insuspeição de diversos cidadãos nas análises e pesquisas técnicas. Isso é absolutamente esplêndido pois, ao contrário das verdades que não toleram contestações porque utilizam a famigerada “vontade divina” como justificativa, o argumento científico ratifica que não detém controle sobre o monopólio da perfeição ontológica. A ciência jamais escondeu que suas teses possuem o espírito do tempo como substância primária e que tais conceitos devem ser verificados com frequência no intuito de se adaptarem às épocas ulteriores. É preciso frisar que a ciência não é elaborada de modo individual, dado que nenhum pesquisador desenvolve qualquer material de forma isolada. Ele simplesmente adiciona uma engrenagem no ilimitado sistema da metodologia científica. Diferentemente dos sermões avaliados como leis...
Leia mais

Entre Deus, a vida e o Coach – O recomeço é certo

Hoje é um daqueles dias em que você olha as notícias e pensa em algo diferente para escrever e nada lhe vem à cabeça. Será porque as notícias são sempre as mesmas? Ou será que a máxima de que o novo sempre vem é falsa? Ou o novo já nos chega velho? Enfim, o fato é que comecei a digitar essas linhas e não consegui pensar em nada capaz de prender a sua atenção. Será que o problema sou eu? Será que a escassez, palavra da moda para muitos "coaches" chegou e agora me deixou sem assunto? Vou ligar meu sinal de alerta. Acho que vou ligar para o meu amigo Juarez Botelho, afinal, ele sempre me salva com suas histórias interessantes. Pensando bem, ele já deve estar de saco cheio de minhas ligações nas madrugadas para extrair algo novo e mostrar para vocês. Já sei, vou escrever sobre a estreia da nova novela da Rede Record,...
Leia mais

Quem me ensinou a nadar foi um peixinho do mar

Sim, os peixes têm sentimentos como medo e dor, além de todas as sensações que nós, humanos também temos. Tato, olfato frio, calor, são em sua maioria, muito melhores que os nossos, assim como também dos nossos amores de quatro patas. Os salmões, por exemplo, podem percorrer milhares de quilômetros ao longo de suas migrações e, muitos anos depois, reconhecerem o cheiro do curso da água de origem. Desde que a origem ainda esteja lá. Em uma fração de bilhão de gota em 90m³ de água, um único odor detectado pode servir para que os peixes possam determinar a espécie, o gênero, a receptividade sexual ou a identidade do ser nadante. Com a vantagem de o peixe nem precisar preencher um cadastro, dizendo se quer ou não declarar sua opção de gênero, raça ou cor. Os peixes reagem fortemente ao fato de serem tocados. No momento de paquerar, eles frequentemente se esfregam de maneira delicada uns nos outros. E...
Leia mais

3 Dicas das Galáxias para Automatizar o seu Funil de Vendas

O funil de vendas é uma forma de representar e monitorar todas as etapas de interação do usuário com a empresa, desde o primeiro contato, conversão em lead até o momento em que se torna seu cliente. Quem trabalha com marketing e vendas, em algum momento da sua jornada profissional já se deparou com os conceitos e estratégias de funil de vendas. Não é à toa, ele é um dos conceitos mais famosos em plena era da Transformação Digital! Uma vez que ele seja bem executado, com produções de conteúdo e automações construídas, o seu funil tem um potencial gigantesco para converter a sua base de leads em clientes ativos. E tem mais! Ele também auxilia na captação e qualificação de leads quentes, ou seja, contatos que se encaixam no perfil de clientes ideais da empresa. O funil de vendas é um modelo estratégico que divide a jornada do consumidor em três etapas: o topo, o meio e o fundo de funil....
Leia mais

Ano Novo, mais dúvidas do que certezas

Era um consenso, não só entre as agremiações, mas entre diversas entidades da sociedade, governos e autoridades médicas, que o Carnaval na data original de fevereiro se tornou inviável, devido a permanência da pandemia no mundo. Este adiamento despertou um certo otimismo no mundo do samba, já que até então muitos apostavam simplesmente no cancelamento total da festa e a sua realização apenas em 2022. Entretanto, os dirigentes da Liesa deixaram claro que a realização dos desfiles em julho estava condicionada a que neste período a maior parte da população já estivesse vacinada. Um outro ponto é que as escolas de samba precisavam de recursos financeiros, já que estavam com suas atividades paralisadas desde março do ano passado, com a dispensa quase total dos profissionais envolvidos. Eis que um novo ano se inicia e o que era otimismo virou dúvida e baixo astral. A disseminação da doença recrudesceu, com aumento do contágio e do número de mortos no país. Nesta...
Leia mais

D de Displicência, H de Hecatombe

Mesmo que já tenhamos alcançado a segunda metade de janeiro — e peço sinceras desculpas aos leitores em função de minha ausência entre o ocaso do último mês e o início deste —, as expectativas concernentes a 2021 seguem no mais elevado patamar. Isso é, certamente, um traço daquela mística que os indivíduos fabricam no intuito de glorificar a passagem de ano. Nada obstante, uma aberração também cruzou o período de 2020 a fim de continuar depredando os resquícios de ordem que a sociedade brasileira tenta manter. Ou melhor, as aberrações em evidência são duas: Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello. Já era totalmente intragável e visivelmente letal permitir que o misólogo hospedado no Palácio da Alvorada ficasse propagando uma série de tolices referentes ao Sars-CoV-2, o que inclui as “terapias precoces” mediante o uso indiscriminado de antimaláricos e medicamentos veterinários — que terminarão imunizando as bactérias nos esgotos e potencializando seu ímpeto contra o ser humano —; saturação...
Leia mais

Lições de Guerra

O ano já começou e os desafios já começam a nos deixar de cabelos em pé (quem os tem, é claro), pois são os mesmos de 2020. Como viver num mundo novo? Como superar e aniquilar o vírus que até agora nos vez sofrer e ver nossos parentes e amigos sucumbirem a ele? Como falei na última coluna de 2020, o ano para esquecermos definitivamente. Não que com isso esqueçamos as perdas que tivemos, não, mas o que ele nos trouxe e nos tirou. 2021 já começa com a certeza de que teremos a vacina em breve. A verdade é que muitas pessoas não acreditam que no primeiro momento ela virá como a verdadeira salvação! A cura contra A COVID-19. E estão certos. Eu também acredito que se a primeiro momento ela desestabilizar o vírus, enfraquecê-lo, fazer com que nosso organismo se torne mais resistente e, com isso, superarmos e vencermos a batalha sem perdas de vidas,...
Leia mais

P de política e de polêmica

Em meio ao avançado das políticas de proteção de dados, surge uma polêmica política de privacidade que parece retroceder anos luz a tudo que já foi alcançado até o momento, uma vez que, ao contrário de  proteção, obriga a seus usuários cederem dados pessoais, não desejados para que o compartilhamento com o Facebook e suas outras empresas, sob alegação de aprimoramento e processos de melhorias das mesmas. A política de privacidade do Whatsapp, que entrará em vigor no dia oito de fevereiro, chegou fazendo barulho. Para alguns, a mensagem de aceite já chegou com a opção de aceitar, ou ainda não. Se ainda não chegou está a caminho. O Reino unido será isento dessa política sem opções, já que o Facebook firmou com eles um acordo de respeitar a privacidade dos usuários de lá. O que será bem diferente para o restante do planeta que utiliza o aplicativo. Ao adquirir o Whatsapp em 2014,...
Leia mais

Minhas mascotes de quatro rodas

Sempre gostei de carros. Quando eu era pequena, bem pequena, lá pelos anos de 1970, lembro que meu pai tinha um Corcel, não o II, mas o I mesmo, originalmente com a placa amarela e números pretos: AW 1030. Inesquecível como deveria ser. Pronto, meu fetiche por carros começava ali, naquela coisa que não andava como os de hoje mas, que raios, eu só tinha 6/7 anos! E aí soube que a Ford vai embora do Brasil. Me pergunto se é de verdade mesmo ou se é só um teaser pra um novo lançamento deles, com seus carros ícones de décadas. E que funcionam até hoje. Sábado mesmo vi uma Belina, horrorosa para os padrões de hoje, andando toda lépida e faceira pelas ruas da cidade e me lembrei com muito carinho das viagens que fazia no Corcel do meu tio, perambulando pelas cidades, pelos parques, pelos clubes. Eram outros tempos, não tínhamos essa abertura de hoje, mundo globalizado e...
Leia mais

2021 é ano de estudar, se atualizar e se manter online

O ano de 2020 trouxe inúmeros desafios aos empreendedores de todos os segmentos por causa da pandemia, mas o que pensou-se ser o fim, acabou por se tornar uma grande oportunidade de inovação. Diversos lojistas, por sua vez, precisaram adaptar seus negócios para a  Era Digital. O receio de investir no próximo ano, no entanto, não deve existir: o ano de 2021 abre portas para quem deseja apostar no mercado financeiro e lançar inovações. Por isso o modelo startup veio para ficar. Vários eventos de perspectivas e tendências organizado pelo Mundo do Marketing para ajudar os profissionais de publicidade e empreendedores a se planejarem com mais confiança. Uma das ideias é de entrar no meio digital e ampliar o número de cliente e, consequentemente, o de vendas. O comércio na rua sabia que uma hora teria que ir para o digital e a pandemia acelerou o assunto. O caminho foi forçado, os empreendedores tiveram que se reinventar. Será um...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e