Colunistas

Dando um “Rewind” na cultura

Estamos numa onda de homenagens póstumas a celebridades que fizeram história na nossa cultura. A Rede Globo nos últimos anos tratou de nos brindar no inicio de cada ano com algumas produções que merecem destaque. Vimos algumas macro e micro séries que sem dúvida nenhuma ficarão gravadas nas mentes dos apaixonados por uma boa história. "Dalva & Erivelton", "Gonzaga, de Pai pra filho", "Tim Maia, vale o que vier", "Elis, viver é melhor que sonhar", " Maysa, quando fala o coração", "Dercy de verdade" são algumas das histórias contadas que nos fez conhecer um pouco mais da vidas desses personagens maravilhosos que marcaram as nossas vidas de alguma forma. Atualmente tivemos algumas novas séries que na verdade são filmes reeditados para o formato de micro série, tais como "Hebe" e "Chacrinha" que ficaram ótimas. Faz algum tempo que a televisão brasileira não nos presenteava com projetos interessantes como esses de contar para a massa a vida e a arte...
Leia mais

O Rio de Janeiro e a corrosão de suas águas

Em meados da década de 1970, quando houve a fusão do antigo Estado da Guanabara com aquele Rio de Janeiro espelhado pela cidade de Niterói, três instituições públicas de serviços hídricos gerais foram consubstanciadas em uma. Surgia aí a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, popularmente conhecida por meio do acrônimo CEDAE. Para quem disponibiliza atenção às crônicas nupérrimas da sociedade fluminense, não causa espanto saber que a CEDAE possui, desde o princípio, uma equipe de profissionais com altíssimo grau de instrução técnica e compromisso ético, reconhecida por todo o Brasil e mencionada com absoluta deferência por uma série de organizações internacionais. São pessoas que mantêm a companhia funcionando 24 horas por dia através de um trabalho meticuloso e rigorosamente bem definido, almejando realizar um excelente tratamento das águas que correm pelo território do Rio de Janeiro. Assim, garantem a distribuição profícua da mesma — sob as diretrizes jurídicas vigentes — a quase...
Leia mais

Franchising colabora com a urgência em promover o acesso a alimentação saudável no Brasil e diminuir a obesidade

São 22 franquias de alimentação saudável para investir em um segmento altamente lucrativo. Para quem procura e tem afinidade com gastronomia deve trabalhar em um mercado que cresce sem parar há dez anos e movimenta mais de R$ 93 bilhões por ano só no Brasil. O mercado de alimentação saudável ganhou muita força na última década aproveitando uma onda de reeducação nutricional por parte da população. Muita gente vem buscando consumir produtos saborosos mas que também são benéficos para a saúde. Esse movimento também ganhou impulso por conta da maior procura pela vida saudável e longevidade, seja fazendo exercícios de rotina, praticando esportes ou apenas para ter mesmo um hábito alimentar que previna doenças e problemas de saúde. Por isso, as franquias de alimentação saudável ganham cada vez mais espaço e se tornaram negócios consideravelmente lucrativos. Em um recente estudo divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revelou que mais de um quinto da população brasileira está...
Leia mais

Minha mascote canudo de alumínio

Segunda- feira, 13 de janeiro de 2020. Vejo a nova determinação paulistana, indo na onda carioca sobre a proibição de uso de canudos de plástico e outras determinações, como talheres de plástico, pratos etc. Válido, mas nada que resolva de verdade a poluição dos mares e rios, parece-me que foi apenas para não entupir ainda mais os esgotos clandestinos das invasões do entorno da maior cidade do Brasil. Maior sim, em tudo, temos inúmeros investimentos, inúmeros projetos, inúmeras causas abandonadas. Causas e casas. Indo no contrafluxo de mascotes, mas buscando sempre um mundo ideal, sugiro uma reflexão no nosso modo de viver. Você já imaginou como seria voltar novamente a beber num copo de vidro, servido em garrafas de vidro? E tudo servido em qualquer boteco, padaria ou restaurante, sem distinção, com talheres de metal, em pratos de louça? Um sonho, mas que pode se tornar padrão daqui a alguns anos. Isso me faz pensar nas milhares de garrafas...
Leia mais

Quem nos salvará?

O ano mal começou e já estamos aqui pensando em como será 2020. Isso por que vivemos num mundo de incertezas e falta de amor ao próximo. O que podemos esperar do homem quando ele resolve seja lá por que motivo, ou mesmo sem motivo aparente, declarar guerra a humanidade. Hoje vivemos um momento muto delicado e que pode nos levar a uma guerra sem precedentes. A terceira guerra mundial está batendo na porta do céu, como disse Bob Dylan em sua canção. Vivemos nos dias de hoje com a incerteza da vida. Eu achava que a violência cotidiana, e não me refiro somente ao Brasil, fosse o maior problema para nós, seres humanos, mas vejo que não. Estava enganado quando ainda criança, quando aprendi na escola que após a segunda guerra mundial, quando foi criada a ONU, justamente para tentar manter a paz mundial, o mundo não sofreria mais com esse problema, pois lá atrás já...
Leia mais

Ela veio com a luz que sempre foi

Jamais pretendi utilizar o espaço que tenho neste jornal para fazer declarações românticas. Não é pela temática que decidi expor aqui ou porque me faltava uma namorada, mas sim pelo fato de que nunca possuí talento suficiente para realizar algo tão protuberante. Minhas narrativas, a propósito, inclinam-se à ótica de segunda ou terceira pessoa, e dificilmente não busco derrubar a famosa "quarta parede". Diferente do sentimentalismo, a causticidade espontânea é um traço idiossincrático que preservo desde a infância. Todavia, essa ocasião dispensa o uso de palavras beligerantes. É lógico que não almejo converter este boletim semanal em uma circular de rapsódias irredutíveis, mas não posso deixar de escrever sobre a mulher que me resgatou do frio e extinguiu a insônia que tanto me perseguia devido a uma série de calamidades que enfrentei nos últimos tempos. Reitero que não sou hábil com isso, porém é tudo o que sinto — e merece uma imortalização fidedigna. Seu nome é Amanda. Ela detém...
Leia mais

Dos palcos para as telonas

Tem algum tempo que produções de cinema estão ganhando versões para o teatro, como foi o caso de 'A Família Addams', que inclusive teve uma versão da peça feita para os palcos brasileiros. Por conta disso, acharam que o inverso também valia ser feito. No entanto, o contrário é um pouco mais complexo que adaptar um roteiro de teatro para o cinema, porque ao formatar para o teatro, em geral, precisa resumir o texto. Já quando um roteiro de teatro é adaptado para o cinema, geralmente vão precisar de cenas extras para compor uma narrativa coerente e é aí que surgem os problemas. Dois ótimo exemplos da dificuldade de adaptar do teatro para o cinema são os recentemente lançados 'Minha Mãe é uma Peça 3' e 'Cats'. Sucesso do teatro, a franquia iniciada com o filme baseado em 'Minha Mãe é uma Peça', um monólogo que ganhou uma adaptação cinematográfica em 2013, que em seu terceiro filme conclui a história de...
Leia mais

Troque seu cachorro por uma criança pobre. Não troque, eduque-se

Você vai a um evento de adoção, com a certeza de que vai só para olhar e não, não vai levar um filhote pra casa, porque ele faz sujeira, dá trabalho, tem que ter dinheiro pra cuidados com veterinário, porque não, porque não e não. Então não vá, porque você vai acabar sucumbindo aos olhares azuis, aos chorinhos de filhotinho e, bem, não custa nada tentar, vai que você acaba gostando dele. Fuja dessa ideia. Filhotes crescem, viram adultos e têm suas características, tendo raça ou não. Afinal, são seres vivos, ou, seres humanos, como bem/mal disse o ex-ministro Rogério Magri, quando disse que o cachorro é um ser humano como outro qualquer, quando levou seu pastor alemão ao veterinário com o motorista junto “Qual o espanto? O cachorro é um ser humano como qualquer outro!”. Imexível sentimento. Devo lembrá-los das adoções de filhotes sem a devida pesquisa da qualidade que este filhote terá, depois que deixar de ser...
Leia mais

O Ano Novo não assusta, e sim promete!

Colocar em dia pensamentos, recuperar tempos perdidos, reparar erros, criar novas estratégias, traçar novas metas é o objetivo dos que confiam na esperança de uma vida melhor. Por isso, devemos ter metas que devem ser específicas, positivas, desafiadoras, equilibradas e temporais, ou seja, com prazo para serem cumpridas, pois está tudo correndo rápido demais, os dias estão acelerados, mas temos em mente de que “não existe fórmula mágica para realizar o que tanto desejamos. Somente o desejo de mudança não faz as coisas acontecerem, temos que dobrar as mangas e trabalhar. FIQUE DE OLHO NAS TENDÊNCIAS Descobrir tendências que afetam seu negócio antes da concorrência pode proporcionar muitas vantagens. As tendências de 2020 já começaram a dar as caras. Comece escolhendo bem o que ler. Procure livros não só de autores renomados, mas também de quem está escrevendo pela primeira vez. Na mesma linha, escolha personalidades do seu setor ou grandes líderes e fique de olho no que estão fazendo. Eles podem oferecer boas ideias sobre...
Leia mais

Feliz 2020 – O ano que fará a diferença

Eis que estamos aqui de novo. Mais um ano se foi e esse com certeza não deixará saudades. Muita tragédia, coisas ruins, perdas e sofrimentos. 2020 começa com a esperança de apagar um dos anos mais emblemáticos dos últimos tempos. Espero que esse ano possamos equilibrar essa década e finalizá-la com um saldo positivo. Afinal de contas, nós merecemos dias melhores. Ao deitar na virada do ano pedi a Deus muita saúde, paz, sucesso, prosperidade, luz para meus pensamentos... Pedi também que olhasse para os mais necessitados e doentes que estão nesse momento em uma cama de hospital. Pedi que os homens fossem mais tolerantes com seus semelhantes, que evitassem guerras, discórdias e que maltratassem menos a natureza já em estado crítico pelas próprias mãos dos homens. Pedi amor, muito amor no coração de todos. Que possamos ser mais caridosos. Que amemos nossos inimigos desafetos. Que amemos. Senti uma paz tomando conta do meu corpo e uma leveza na alma.De repente...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e