Mensagem da Semana

Alma, Ego e Qualidade de Vida

Existem duas dimensões da personalidade tentando satisfazer suas necessidades: o ego e a alma. Quando o centro de gravidade da nossa consciência está na dimensão do ego, nós focamos em suas necessidades. Três tipos de necessidades estão no centro das motivações do ego: a necessidade de segurança física (sobrevivência), a necessidade de amor e pertencimento (relacionamentos) e a necessidade de respeito e reconhecimento (auto-estima). Quando essas necessidades são satisfeitas, não sentimos uma satisfação duradoura, mas ficamos ansiosos (estresse causado por medos de baixa intensidade) se eles não são satisfeitos. Abraham Maslow chamou essas necessidades de básicas ou de deficiência. Elas são essenciais para manter a estabilidade interna do ego. Quando o centro de gravidade da nossa consciência está na dimensão da alma, nós focamos na satisfação das suas necessidades. Três tipos de necessidades estão no centro da motivação da alma: a necessidade de encontrar significado ou propósito em nossa existência (coesão interna), a necessidade de realizar esse significado ou propósito (fazer a diferença)...
Leia mais

Empre GADOS ou Empreende DORES?

As empresas sempre estiveram ávidas para que o empre gado ou colabora dor, o nome que for, fossem transformados e oficializados juridicamente como empreende dores. Enfim, na data histórica de 30.08.2018, sem muito alarde, o STF-Superior Tribunal Federal, concretizou esse desejo liberando as empresas contratarem mão-de-obra para exercer qualquer atividade. Um ganho extremamente significativo ao mundo do trabalho. Mas...será que a filosofia do Tripalium, será reescrita com essa canetada? A filosofia do Tripalium (instrumento de tortura criado na antiguidade, aproximadamente em 645 a.C), traduzido para o português: trabalho, servia para ferrar, marcar e castrar pessoas que perdiam guerras dando a elas a condição de GADO; condenando-as duramente e enquanto vivessem, às tarefas laborativas sem nenhum retorno a si próprias. Parece que ainda está vivo esse episódio em nossos inconscientes, neste século coroado de tecnologias e modernidade. Este tripé: ferrar, marcar e castrar é colocado nos dias de hoje num nível diferenciado, quando os empreGADOS das organizações dizem que o patrão, o gerente, o colega e até mesmo o cliente, só querem ferrar ou estão de marcação (marcar) ou podam suas idéias...
Leia mais

Conquistador por natureza

Para se ganhar algo, temos que abrir mão de outro algo. Seja lá o que for, tudo está relacionado a um processo de troca. O ato de troca é constante na vida dos seres desse planeta. Tudo tem um preço. Sempre há uma permuta, uma transformação. É a lei da natureza. Necessariamente, para ganhar qualquer coisa temos de despender ou deixar de ter uma outra coisa. Perceba como você mesmo, leitor, neste momento em que lê esta mensagem está deixando de fazer outra coisa, mesmo que neste momento essa leitura seja sua prioridade, ou, quem sabe, porque não vislumbrou nenhuma outra opção para fazer neste instante. Enfim, não importam suas razões. A questão é que você poderia estar fazendo qualquer outra coisa neste momento e não está. O que quero demonstrar-lhe é essa sutil complexidade do despender ou deixar de ter algo para ganhar outra coisa. Quando se quer ganhar algo, sabe-se, de ante mão, mesmo que inconscientemente, que haverá um...
Leia mais

Você tem essa síndrome?

A felicidade é construída pelos motivos que se vai dando a vida, ou seja, é o fazer por valer fazer! Se o indivíduo não consegue clarificar para ele, o para que de seus atos, estes ficarão ocos e aí, é o fazer por fazer. Neste momento surge a sensação do vazio e a motivação de não empreender realizações. Nas organizações e mesmo os profissionais autônomos isto é muito comum. As tarefas são realizadas sem que haja um engajamento do motivo de quem as está realizando: “faço porque mandaram fazer deste jeito”. É evidente, que com o passar do tempo, o indivíduo irá sentir-se máquina. O trabalho começa ser visto e sentido como um sacrifício, como algo que rouba o tempo de sua vida e, portanto, uma felicidade que enxerga fora dele e passa a procurá-la sem muito êxito de encontrá-la, passando a vivenciar uma síndrome: a do Paraíso Perdido....
Leia mais

Gestão das circunstâncias

Se olharmos a comunicação não somente por um ângulo didático – codificação de símbolos (elaboração de palavras) e emissão e recepção destes (mensagens) –, perceberemos que ela não tem uma formatação estática, que ela é um processo: fenômeno capaz de gerar contínuas mudanças e transformações em coisas, fatos e situações. Ao aceitarmos esse conceito, admitimos que os acontecimentos e as relações são dinâmicas; estão sempre em movimentos evolutivos. Portanto, não há um começo e um fim, uma sequência fixa de eventos. Os ingredientes (mensagens e cargas emotivas) agem uns sobre os outros, influenciando-se mutuamente e originando resultados diferenciados. A probabilidade de um inter-relacionamento satisfazer seus participantes é determinada por uma comunicação saudável. Mas nem sempre estaremos nos relacionando com alguém que esteja em circunstâncias saudáveis. Porém, se desenvolvermos constantemente alguns pontos essenciais em nós mesmos, como a compreensão e o respeito ao outro, poderemos gerenciar as circunstâncias e conduzi-las de forma lógica e satisfatória a todos....
Leia mais

Entrando a gosto

Viver são etapas que se cumprem, portanto acabam. Se insistirmos em permanecer com nossa mente voltada as etapas acabadas, perdemos a alegria e o sentido do resto. Você pode passar muito tempo do presente dando voltas ao passado, tentando modificá-lo e o desgaste será infinito, porque na vida, você, seus amigos, seus filhos, irmãos, todos, estamos destinados a fechar capítulos, virar a página, terminar etapas ou momentos da vida e seguir adiante. Não podemos estar no presente sentindo falta do passado. O passado passou! Não espere que o devolvam... O que aconteceu, aconteceu. Não podemos ser filhos eternamente, nem adolescentes eternos, nem empregados de empresas inexistentes, nem ter vínculos com quem não quer estar vinculado a nós. Os acontecimentos e as pessoas passam por nossas vidas e temos de deixá-los ir! Por isso, ás vezes é tão importante esquecer-se de lembrar, trocar de casa, rasgar papéis, jogar fora presentes desbotados, dar ou vender livros usados. Na vida ninguém joga com cartas marcadas, e a gente tem que aprender a perder e...
Leia mais

A mesmice da espécie

A vaidade leva o homem a ter a sensação de poderes ilimitados. Mas, ele é o mesmo homem de todos os séculos: as mesmas funções fisiológicas, biológicas e psicológicas. É a própria mesmice da espécie. O pior é que tem a oportunidade de ser novo! Trocando a raiva, a tristeza e o medo pela alegria e pelo amor. Mas quão difícil é-lhe esta tarefa magnânima. Prefere ficar exilado na idéia do falso poder e diz o que não deve, faz o que não deve, ofende pessoas e a si próprio, briga, calunia, blasfema, mal diz, pratica a ingratidão, não perdoa e até mata o próximo; mas, prefere correr atrás do vento sem ao menos saber do seu verdadeiro paradeiro. Vaidade de vaidades... o grande exílio humano. Será?...
Leia mais

A humildade

Reagimos não aos fatos reais, mas à nossa percepção dos fatos, ou seja, à maneira pela qual nós percebemos ou sentimos os fatos, juntamente com os valores que a eles atribuímos. Dessa maneira, pouco importa, em termos de comportamento, o fato em si; importa apenas e simplesmente como o fato é percebido. Ao admitirmos que nossos sentimentos alteram de certa forma tudo aquilo que interpretamos, temos que admitir, também, que tudo aquilo que conhecemos é subjetivo e carregado de emoção. Isto é, conhecemos apenas o nosso mundo, que é o mundo físico real alterado e adaptado ao nosso modo de ser, à nossa personalidade.   É justamente nesse ponto que se encontra o problema. Além de realmente apreciarmos coisas diferentes, muitas outras coisas nos diferem dos outros. Pois, muito mais do que pensar e sentir de formas diferentes, nós podemos ver a mesma coisa e percebê-las de formas diferentes. A conclusão a que quero chegar é que, além de terem gostos e...
Leia mais

Tá passando da hora

A realidade de nossa existência e do planeta que nos abriga e permite vivermos nossas experiências físicas, materiais e espirituais, está em acelerado ritmo de transformações. Por sermos seres semi humanos (não conseguimos ainda alcançar a moral do Espírito do Ser Humano, projetado pelas Leis Supremas do Cosmos - Deus) preferimos nos autoenganar de que nada está acontecendo e no muito lamentamos os acontecimentos desastrosos em todas as esferas da vida do planeta e na nossa, mas, também, só quando eles batem à nossa porta individual. Tá passando da hora de adotarmos de forma sistemática a autorreflexão. É dela que surge o crescimento e o desenvolvimento de si próprio, da tecnologia e qualquer outra coisa. A autoreflexão é pré-requisito para o conhecer, desenvolver, educar, refletir... É através dela que se instala a autoconsciência que disponibilizará a clareza conceitual das realidades e, por sua vez, podermos lançar mão da imaginação, criatividade e discernimento na escolha de opções às soluções de problemas. Por fim, as funções de...
Leia mais

O que você tem alimentado?

Tudo que existe de bom na nossa vida precisa ser diariamente alimentado se desejarmos que continue a existir. Os pensamentos, as emoções, os sentimentos, os processos e tudo o mais, depois que foram gerados, precisam ser alimentados continuamente para continuar a existir. Se você alimentar pequenas ideias de desânimo, elas crescerão e se tornarão ideias “adultas e fortes”. Se, pelo contrário, você alimentar a cada manhã o seu bom humor e a sua vontade de aprender, de ser melhor a cada dia, serão estas as características que crescerão, e que, bem alimentadas, se tornarão “adultas”, prontas para conduzi-lo pelos caminhos de uma vida melhor! Observe com atenção quais as forças e os pensamentos que você vem cotidianamente alimentando e alimente apenas as sementes que você quer que cresçam e produzam frutos em sua vida. Elimine da sua mente pensamentos trágicos e negativos. Aquilo que não alimentamos, não cresce! Transforme a atitude correta e positiva num hábito, e você se tornará exatamente aquilo que...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e