Anotaí

“Zumbi Vive”: Projeto Criolice no Viaduto Negrão de Lima, em Madureira

Nesta terça-feira(20), feriado do Dia da Consciência Negra, a partir das 12h, o  Projeto Criolice   realiza o evento "Zumbi Vive", com "Entrada Franca"no Viaduto Negrão de Lima, aonde acontece o Baile de Charme de Madureira. O evento é um  resgate das raízes negras, com o intuito de revitalizar os valores culturais afro-brasileiros . Racismo, homofobia, intolerância religiosa, tudo isso ainda acontece em pleno século XXI! O Projeto Criolice estará reafirmando seu compromisso com a cultura, repudiando toda e qualquer forma de preconceito que envolva direta ou indiretamente a sociedade, e no dia 20 de Novembro - Dia Nacional da Consciência Negra, independentes de cor, credo ou religião, estaremos afirmando a todos(as) que podemos construir uma sociedade muito mais justa e igualitária através de nossas ações sócio culturais. A festa terá uma super  programação com:  Feira de Afro Empreendedores; Feijoada feita na Lenha;Roda de Jongo com AFROLAGE; Roda de Samba do Projeto Criolice e bateria do Império Serrano comandada por mestre Gilmar. E para...
Leia mais

Consciência Negra: espetáculo Afro Coltrane reúne nomes do jazz carioca, em Botafogo

Sucesso de público, o show Afro Coltane volta à Audio Rebel para mais uma apresentação no dia 20/11, como parte das já tradicionais terças-feiras dedicadas ao jazz da casa. A noite celebra o Dia da Consciência Negra como um tributo a um dos maiores e mais inventivos instrumentistas e compositores da história da música, celebrando o repertório de sua carreira. O espetáculo tem início às 20h, com ingressos a R$30. Nada mais justo que homenagear a musicalidade negra trazendo ao palco a trajetória de uns dos maiores saxofonistas, improvisadores e compositores da história do jazz. Para isso, o baterista Roberto Rutigliano assume a direção musical e divide o palco com Sérgio Barrozo (contrabaixo), Marcelo Magalhães Pinto (piano) e Tino Jr (sax). O repertório inclui "Afro Blues", "Lonnie's Lament", "Blue Train" e outros sucessos. Isso sem abrir mão de uma interpretação mais pessoal para o grupo, que imprime em cada tema a personalidade de seus músicos, com algumas releituras baseadas no...
Leia mais

“Malala, a menina que queria ir para a escola”, no Teatro Casa Grande

O Teatro Oi Casa Grande recebe, nos dias 17, 18, 24 e 25 de novembro, 8, 9, 15 e 16 de dezembro, sábados e domingos, às 15h, o espetáculo infanto-juvenil “Malala, a menina que queria ir para a escola”, primeira adaptação teatral do livro-reportagem da escritora e jornalista Adriana Carranca. Idealizado pela atriz Tatiana Quadros, com direção de Renato Carrera, adaptação de Rafael Souza-Ribeiro e canções originais de Adriana Calcanhotto, o espetáculo narra a viagem da jornalista Adriana Carranca ao Paquistão, dias depois do atentado à vida de Malala por membros do Talibã, por defender o direito de meninas à educação. A peça conta a saga de uma jornalista, curiosa, desbravadora e inquieta, que atravessa meio mundo para descobrir o que aconteceu de verdade com uma menina chamada Malala Yousafzai e porque ela estava sendo perseguida. Era uma missão perigosa, pois a terra natal de Malala, um vale de extraordinária beleza no interior do Paquistão, havia se tornado um território...
Leia mais

Show da cantora Evinha no Teatro da UFF

A cantora Evinha está de volta aos palcos brasileiros. Morando há quase 40 anos na França, ela se apresentará no Teatro da UFF, dia 14 de novembro. No show "Uma voz, um piano", Evinha e o marido, o pianista francês Gérard Gambus, vão mostrar um repertório com grandes compositores brasileiros. "Alguém cantando" (Caetano Veloso), "Olha eu aqui" (Roberto Correa), "Lição de amor" (Dalto), "Ilha deserta" (Zé Rorix),  "Teletema" (A. Adolfo/ T. Gaspar), "Que bandeira" (P.S Valle), "Amanhã" (Guilherme Arantes), "Uma ponte entre Rio e Paris" (Gérard Gambus/ Carlos Colla), "Marido ideal" (Renato Correa), "Em cima da hora" (Gérard Gambus), "Festa do Bolinha" (Roberto Carlos), "Filme triste" (Romeo Nunes), "Passo do elefantinho" (Rossini Pinto), "Foi assim" (Ronaldo Correa), "Te amo" (Roberto Correa), "Anjo" (Renato Correa), "Cantiga por Luciana" (E. Souto/P. Tapajos) e "Casaco marrom" (Renato Correa) são os clássicos do espetáculo. Evinha iniciou a carreira aos oito anos, no Trio Esperança, onde se apresentava ao lado dos irmãos Mário e Regina....
Leia mais

Peça Sujeito a Reboque, faz curtíssima temporada no Teatro Cesgranrio.

Quem nunca se viu diante de uma situação burocrática que pode começar de forma incômoda e se transformar em uma sensação desesperadora? Conflitos, tentativas frustradas de resolução de um problema, estresse, relações interpessoais cada vez mais ameaçadas por sistemas operacionais - e pela falta de empatia. Esse drama do cotidiano de tanta gente é o mote central do espetáculo "Sujeito a Reboque", que faz temporada no Teatro Cesgranrio, no Rio Comprido, de 29 de novembro a 2 de dezembro, A peça narra o embate entre Antar, um homem que teve o seu carro rebocado, e o atendente do órgão que apreendeu o veículo. Um caso que poderia ser resolvido com um pagamento, ou em apenas poucas horas, mas que se torna uma grande dor de cabeça - e na alma também. A peça surgiu através de um fato realmente vivido por um dos atores e também idealizador do projeto, João Campany, que dá́ vida ao personagem Atendente. Ele conta que se...
Leia mais

“Uma pilha de pratos na cozinha”, de Mário Bortolotto, reestreia no Teatro Laura Alvim

“Uma Pilha de Pratos na Cozinha” nos faz refletir sobre a vida e o sentido de nossa existência, numa direção belíssima de Borges que soube com rara sensibilidade criar um espetáculo forte e de alta relevância artística, contando com um elenco que soube dar o peso certo para cada palavra criada milimétricamente por Mário Bortolotto.” Renato Mello O drama Uma Pilha de Pratos na Cozinha retorna aos palcos cariocas para curta temporada no Teatro Rogério Cardoso (porão) do Teatro Laura Alvim, Ipanema, espaço da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro e da Fundação Anita Mantuano de Artes (FUNARJ), a partir de 13 de novembro, 19h, com temporada às terças e quartas-feiras até o dia 5 de dezembro. Considerado um dos melhores textos de Bortolotto, a peça narra a história de quatro amigos que encaram uma longa jornada noite adentro num apartamento. Eles falam sobre vida e morte ao som de muito rock’n roll, drogas e bebidas. Em cena,...
Leia mais

Festival Gastronomix: pela primeira vez no Rio, leva alta gastronomia a preços acessíveis

O Festival Gastronomix, evento que une música, cultura e gastronomia, completa 10 anos e chega pela primeira vez ao Rio de Janeiro, trazendo ao público a oportunidade de experimentar receitas de 15 renomados chefs locais e de outras regiões brasileiras. Com entrada franca e preços de R$ 15 a R$ 30, a “Quermesse da Alta Gastronomia” acontecerá nos dias 20 e 21 de outubro, no VillageMall. A expectativa é que sejam servidos mais de 15 mil pratos ao longo do evento. Entre os nomes confirmados para a edição carioca estão: Daniela Martins (Lá em Casa – Belém) Felipe Rameh (Bento – Belo Horizonte) Francesco Carli (Francesco Carli Consultoria – Rio de Janeiro) Frédéric Monnier (Frédéric Monnier Consultoria – Rio de Janeiro) João Diamante (JD – Rio de Janeiro) Luciano Boseggia (Ristorante Olivetto – Rio de Janeiro) Marcos Sodré  (Sawasdee Bistrô – Rio de Janeiro) Mônica Rangel (Gosto com Gosto - Visconde de Mauá) Pablo Pavón e Bárbara Verzola (Soeta – Vitória) Pedro de Artagão (Irajá – Rio de Janeiro) Roland...
Leia mais

Primeira morte: peça estreia no Sesc Copacabana, Espaço Arena

Manhã de sábado. Fernanda (interpretada por Yasmin Garcez) acorda em seu quarto, lá se tranca durante uma semana, alheia ao mundo, e só abre a porta novamente no sábado seguinte. Ela pode ser considerada a evidência de uma doença que assola o mundo contemporâneo: a apatia social. A estreia será realizada no dia 12 de outubro, às 19h, no Espaço Arena do Sesc Copacabana. Ao invés de buscar definições e sentidos fechados, em Primeira morte, dramaturgia original de Diogo Liberano com direção de Paulo Verlings, o que se apresenta em cena é um caso de apatia através de um prisma inusitado: e se a apatia fosse uma força necessária para renovar o comprometimento do ser humano com a vida em sociedade? Atravessado ininterruptamente por crises sociais e políticas, econômicas e culturais, o homem contemporâneo parece estar obrigado a se posicionar, a tomar partido e a manifestar sua opinião a cada segundo e sobre todo e qualquer assunto. Nesta peça, porém, todas essas exigências são colocadas em...
Leia mais

“Já Basta”: novo single do Ponto de Equilíbrio grita por um despertar

'Memória de um tempo onde lutar por seu direito é um defeito que mata'. É com a voz do grande compositor brasileiro Gonzaguinha, que o novo single do Ponto de Equilíbrio canta mais uma vez por igualdade, união e amor, em tempos onde o povo se encontra ferido por acontecimentos lamentáveis na sociedade brasileira. Sempre transmitindo mensagens positivas, o grupo acredita que a solução está na educação, este sim considerado o bem mais valioso que uma nação pode ter, mais do que ouro e prata, como 'Já Basta' traz em uma das estrofes. 'Pequena memória de um tempo sem memória', de Gonzaguinha, foi a música inspiradora do single. "O resultado é um trabalho conceitual que vem como crítica social em busca de politicar ideias e evoluir nossa nação. Que possamos levar igualdade e respeito, com amor, sabedoria e paciência", desabafa o baixista, Pedro Pedrada. A música virá acompanhada de um vídeo clipe que será lançado no YouTube, no dia 14 de...
Leia mais

Autonomia: Cultura de Samba produz o seu primeiro álbum

"Autonomia", o primeiro álbum do grupo Cultura de Samba, foi lançado em plataformas digitas no primeiro domingo da Primavera, 23 de setembro, contendo seis faixas, incluindo regravação do Samba clássico do Cartola, que batiza o nome do EP. O show acontece no dia 23 de novembro, no Nova Friburgo Country Clube, e os ingressos já estão à venda na secretaria. Com as produções Fonográfica e Artística de Marcelo da Graça, e a musical dos próprios integrantes do grupo, o nome do EP não poderia ser mais propício, pois foi com muita determinação e de forma autônoma que os integrantes do Cultura de Samba chegaram a esse inédito trabalho. Surgido no ano de 2012, o Cultura de Samba vem desde 2016 prestando homenagens com o objetivo de resgatar a tradição do Samba de Raiz: "Bate Outra Vez... um tributo a Cartola"; "Tributo às Damas do Samba"; "Cultura, um tributo ao Samba" e "Acontece... Um novo tributo a Cartola", trabalhos estes que...
Leia mais
http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e