Catar: estádios da Copa do Mundo não terão bebidas alcoólicas

O álcool pode ser comprado pelos visitantes do Catar em um alguns hotéis e clubes licenciados, onde um litro de cerveja pode custar US$ 18 (R$ 96, na atual cotação)

Os estádios da Copa do Mundo no Catar não terão bebidas alcoólicas. Apenas venda de cerveja fora das arenas permitidas apenas antes e depois de algumas partidas, disse uma fonte com conhecimento dos planos para o torneio de futebol.

A Copa do Mundo deste ano é a primeira a ser realizada em um país muçulmano com controles rígidos sobre o álcool, apresentando desafios únicos para os organizadores de um evento frequentemente associado a fãs de cerveja e patrocinado por marcas globais da bebida.

“Nos estádios, os planos ainda estão sendo finalizados, mas a discussão atual é permitir que os torcedores tomem cerveja na chegada e na saída do estádio, mas a cerveja não será servida durante a partida ou dentro do estádio”, disse a fonte à Reuters.

Um documento datado de 2 de junho e visto pela Reuters dá a primeira visão de como os organizadores planejam lidar com as demandas de cerca de 1,2 milhão de torcedores de futebol, muitos dos quais estão acostumados a beber cerveja sem limites em dias de jogos.

A relação do futebol com a bebida tem sido complicada e, antes da Copa do Mundo de 2014, o Brasil suspendeu a proibição do álcool nos estádios, após pressão da Fifa.

Houve um ponto de interrogação sobre o álcool no torneio deste ano desde que o estado do Golfo Árabe ganhou os direitos de realização em 2010. Embora não seja um estado “seco” como a vizinha Arábia Saudita, consumir álcool em locais públicos é ilegal no Catar.

No entanto, os torcedores da Copa do Mundo de novembro também poderão comprar cerveja em horários restritos em certas partes da principal zona de torcedores da Fifa, no parque Al Bidda, em Doha, capital do Catar.

“Ao contrário das zonas de torcedores da Copa do Mundo anteriores, a cerveja não será servida o dia todo, mas em horários restritos”, acrescentou a fonte.

O álcool também estará disponível para 15 mil a 20 mil torcedores em uma esquina abandonada do Doha Golf Club, a alguns quilômetros dos estádios e da principal fan zone, mostra o documento.

Além disso, um terreno arenoso cercado por um muro de 3 metros e localizado entre a entrada de entrega de um hotel e uma usina de resfriamento do distrito será transformado em um local com capacidade para 10 milpessoas, prometendo música Techno e álcool.

Um porta-voz dos organizadores, o Comitê Supremo de Entrega e Legado do Catar, disse que, juntamente com a FIFA, eles anunciarão planos sobre a disponibilidade de álcool no torneio de 28 dias “no devido tempo”.

“O álcool já está disponível em áreas designadas no Catar, como hotéis e bares, e isso não mudará em 2022. Com o objetivo de atender os fãs visitantes em 2022, o álcool estará disponível em áreas designadas adicionais durante o torneio”, disse o disse porta-voz.

“Voltado para famílias”

Embora o site da FIFA anuncie “cervejas, champanhe, vinhos selecionados por sommeliers e destilados premium” de fluxo livre nas suítes VIP dos estádios, o álcool não foi vendido nos estádios em dezembro durante um evento-teste para a Copa do Mundo.

Os visitantes estão proibidos de levar álcool para o Catar, mesmo do aeroporto duty free, e não podem fazer compras na única loja de bebidas do país, nos arredores de Doha, onde os residentes estrangeiros com autorização podem comprar para consumo doméstico.

O álcool pode ser comprado pelos visitantes do Catar em um alguns hotéis e clubes licenciados, onde um litro de cerveja pode custar US$ 18 (R$ 96, na atual cotação).

O preço da cerveja dentro das fan zones e próximo ao estádio ainda não foi acertado, disse a fonte.

No início deste ano, outra fonte próxima às discussões disse à Reuters que os preços do álcool serão limitados nas zonas de fãs, apontando que na Copa do Mundo de Clubes da FIFA em 2019 um litro de cerveja custava cerca de cinco libras (R$ 32 reais, na atual cotação).

Embora o documento preveja “forte demanda por bebidas internacionais”, ele diz que a principal zona de festas adjacente ao festival de torcedores da Fifa será livre de álcool, oferecendo a até 70 mil torcedores um carnaval de rua “familiar” de seis quilômetros.

As regras sobre a venda de álcool em estádios de futebol variam ao redor do mundo. Na Inglaterra, o álcool é vendido nos saguões dos estádios, mas os torcedores não podem beber à vista do campo, enquanto na França nada é permitido no estádio. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e