Candidato à Presidência do Chile defende Pinochet e nega ser de ultradireita

O ultraconservador José Antonio Kast, candidato à Presidência do Chile, pediu nessa sexta-feira para não ser rotulado como de extrema direita, ao mesmo tempo em que procurou diferenciar o governo militar de Augusto Pinochet dos regimes de Cuba, Nicarágua e Venezuela.

Em uma reunião com correspondentes de imprensa estrangeira credenciados no Chile, o integrante do Partido Republicano, que várias pesquisas colocam como o segundo e até mesmo o primeiro colocado nas eleições presidenciais do próximo dia 21, respondeu por que ele não descreve o regime de Pinochet como uma ditadura, mas o faz com os governos dos outros três países. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e