Caiu na Malha Fina em 2021? Veja o que fazer

Cerca de 870 mil contribuintes tiveram alguma inconsistência na declaração do Imposto de Renda 2021. Para receber a restituição e evitar multas, é necessário corrigir as informações. Saiba como

Receber a restituição do Imposto de Renda dá um alívio enorme. Mas se você estava esperando receber o dinheiro deste ano, e ele ainda não chegou com o último lote pago, pode ser que você tenha caído na malha fina. A Receita Federal também costuma enviar uma carta avisando, e você não está sozinho nessa: este ano cerca de 870 mil contribuintes tiveram alguma inconsistência na declaração. 

Das mais de  36 milhões declarações entregues em 2021, quase 870 mil foram retidas 2,4% do total de documentos.

Entre os principais motivos de retenção na malha fina, estão:

  • 41,4% – Omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual (de titulares e dependentes declarados);
  • 30,9% – Deduções da base de cálculo (principal motivo de dedução – despesas médicas);
  • 20,0% – Divergências no valor de IRRF entre o que consta em Dirf e o que foi declarado pela pessoa física;
  • 7,7% – Deduções do imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados, e divergência de informação sobre pagamento de carnê-leão e/ou imposto complementar.

Como saber se caí na malha fina?

Quando você cai na malha fina, a Receita Federal costuma enviar uma notificação por escrito para o seu endereço cadastrado te avisando. Se houver algum problema com a entrega, outro jeito de saber é que você fica sem receber a restituição do IR até que envie uma retificação à Receita Federal, esclarecendo os erros na declaração ou apresente os documentos que comprovem a veracidade das suas informações.

Para saber onde errou, basta acessar, em seu extrato de declaração online, a seção “Pendências de malha” – ela aponta os motivos pelos quais sua declaração foi retida e onde estão os erros ou quais dados devem ser comprovados.

Como corrigir a declaração do IR 2021?

Isso pode ser feito de duas formas, segundo a Receita Federal:

  • Se a declaração tem informações incorretas ou incompletas, é possível fazer a retificação com as correções necessárias através do programa gerador da declaração – o mesmo por onde a declaração é enviada;
  • Se a declaração retida está correta e o contribuinte tem os documentos que comprovem as informações, é preciso aguardar o Termo de Intimação ou a Notificação de Lançamento da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil ou agendar um atendimento para a entrega da documentação. É possível fazer isso na área Meu Imposto de Renda, no extrato da declaração.

Não deixe para corrigir depois, regularize sua situação. Andar certinho com seus deveres é o nosso dever, e evita dores de cabeça.

Eu Acredito em Você!

Uma semana cheia de investimentos para você, para mim e para todos nós!

Por

leny.espinola@oestadorj.com.br

* Radialista, Fotógrafa e Palestrante Motivacional.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e