Cães farejadores serão treinados para detectar coronavírus

A pesquisa mostrou que os cães podem detectar o odor da infecção da malária com um nível de precisão "acima dos padrões da OMS para um diagnóstico"

Cães farejadores especializados em detecção de doenças devem ser testados para ver se conseguem detectar o sars-cov-2, o novo coronavírus causador da atual pandemia.

A entidade sem fins lucrativos Medical Detection Dogs (cães de detecção médica, em inglês) já treinou cães para detectar o cheiro da malária, de câncer de próstata e da doença de Parkinson.

A instituição planeja fazer testes com o vírus causador da covid-19 com a Universidade de Durham e a Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM), ambas no Reino Unido.

A chefe de ong, Claire Guest, disse que precisa descobrir como “capturar com segurança o odor do vírus dos pacientes”.

“A princípio, temos certeza de que os cães poderiam detectar a covid-19”, disse ela.

‘Rápido e eficaz’

Se isso for comprovado, os cães podem ser usados para rastrear qualquer pessoa, incluindo aquelas sem sintomas.

“Isso seria rápido, eficaz e não invasivo e garantirá que os recursos limitados de testes do NHS (o sistema de saúde público britânico) sejam usados apenas onde forem realmente necessários”, disse Guest.

O professor James Logan, chefe de controle de doenças da LSHTM, disse que a pesquisa mostrou que os cães podem detectar o odor da infecção da malária com um nível de precisão “acima dos padrões da Organização Mundial de Saúde para um diagnóstico”.

Para que eles comecem a ser treinados, no entanto, ainda falta a conclusão dessas pesquisas iniciais. BBC

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e