Boato usa pesquisa falsa para dizer que Bolsonaro lidera em todos os estados

Os resultados da pesquisa verdadeira foram divulgados no dia 2 de fevereiro e mostram o ex-presidente Lula (PT) na frente, com 40,1% das intenções de voto. Bolsonaro fica em segundo, com 29,1%

Falso: É falso que um levantamento atribuído ao instituto Paraná Pesquisas e feito em janeiro deste ano tenha apontado o presidente Jair Bolsonaro (PL) liderando a corrida eleitoral para presidente em todos os estados.

A única pesquisa da empresa feita em 2022 foi divulgada em 2 de fevereiro e mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 40,1% das intenções de voto, contra 29,1% de Bolsonaro e 20,5% de outros sete pré-candidatos. O pré-candidato do PT lidera no Nordeste e no Sudeste, segundo os resultados.

Conteúdo verificado: Texto que viralizou no Facebook e no WhatsApp diz que um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas com 25 mil pessoas aponta a vitória do presidente Jair Bolsonaro em todas as 27 unidades federativas na eleição presidencial de 2022.

É falso que o Instituto Paraná Pesquisas tenha feito uma pesquisa eleitoral ouvindo 25 mil pessoas no dia 13 de janeiro deste ano e que o resultado tenha apontado o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), liderando as intenções de voto para 2022 em todos os estados.

Conforme mostram os sites do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do próprio instituto, a empresa só realizou uma pesquisa em 2022, ouvindo 2.020 entrevistados entre os dias 27 de janeiro e 1.º de fevereiro. O texto tem sido compartilhado em grupos de WhatsApp e no Facebook.

Os resultados da pesquisa verdadeira foram divulgados no dia 2 de fevereiro e mostram o ex-presidente Lula (PT) na frente, com 40,1% das intenções de voto. Bolsonaro fica em segundo, com 29,1%.

Outros sete pré-candidatos somam 20,5%. São eles: o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro (Podemos); o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT); o governador de São Paulo, João Dória (PSDB); o deputado federal André Janones (Avante); e os senadores Simone Tebet (MDB), Rodrigo Pacheco (PSD) e Alessandro Vieira (Cidadania).

O Paraná Pesquisas diz que o levantamento foi feito em 162 municípios dos 26 estados e no Distrito Federal. Mas o resultado por estado não é divulgado. O detalhamento geográfico se restringe a quatro regiões: Nordeste; Sudeste; Sul; e Centro-Oeste e Norte, que são analisadas em conjunto. Por esse critério, Lula aparece na frente no Nordeste e Sudeste. Bolsonaro lidera no Sul e no Centro-Oeste e Norte.

Em novembro de 2021, em nota enviada ao Estadão Verifica, a empresa negou que tenha feito pesquisas por estado com números quase idênticos aos verificados agora pelo Comprova.

Outras pesquisas recentes também mostram Lula na frente, com Bolsonaro em segundo. É o caso dos levantamentos dos institutos Datafolha, Ipec, PoderData e Ipespe. Conteúdos similares ou idênticos ao verificado aqui circulam desde 2018 e já foram desmentidos pelo Comprova e por outras agências de checagem.

O texto investigado foi considerado falso por ser um conteúdo inventado e divulgado de modo deliberado para espalhar uma mentira.

Como verificamos?

Primeiro, o Comprova realizou uma consulta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para averiguar as pesquisas eleitorais registradas pelo Paraná Pesquisas no período de 1º de janeiro a 4 de fevereiro de 2022. A consulta encontrou um único item.

A fim de verificar outros levantamentos realizados pela instituição, visitamos sua página oficial, na qual há uma seção em que estão registrados todos os estudos conduzidos. A listagem destaca as pesquisas mais recentes, sendo a primeira delas a Pesquisa Nacional com registro no TSE de número BR-09055/2022.

Seguimos a lista, passando por todos os itens que apontam, especificamente, a “Situação Eleitoral para o Executivo Federal”, visitando tanto os informes dedicados a pesquisas nacionais como aqueles voltados para estados. Ao todo, passamos pelas dez primeiras páginas contendo a listagem das pesquisas, correspondentes aos anos de 2021 e 2022.

O Comprova entrou em contato por e-mail com a Paraná Pesquisas, por meio do endereço indicado na página oficial do instituto, mas não obteve resposta até o fechamento desta verificação.

Também buscamos informações sobre as pesquisas eleitorais mais recentes nos sites de outros quatro institutos: DatafolhaIpecPoderData e Ipespe. Por fim, usamos buscas no Google para consultar verificações parecidas publicadas pelo Comprova e por outras agências de checagem.

Verificação

Instituto mostra Lula na frente

O levantamento mais recente do Paraná Pesquisas foi publicado em 2 de fevereiro deste ano. De acordo com o relatório disponível no site, a pesquisa teve uma amostra de 2.020 eleitores, entrevistados pessoalmente em 26 estados e no Distrito Federal. Os indivíduos estão distribuídos em 162 municípios brasileiros e o período de realização das entrevistas foi de 27 de janeiro a 1.º de fevereiro.

Na modalidade espontânea da pesquisa, em que a pergunta é feita sem a indicação de nomes de candidatos ao entrevistado, 26% das pessoas consultadas disseram que votariam em Lula para presidente, enquanto Bolsonaro foi citado em 21,7% das respostas.

Quando são apresentados nomes dos candidatos, Lula também aparece à frente em todos os cenários. No levantamento com nove pré-candidatos, Lula foi escolhido em 40,1% dos casos, ao passo que Bolsonaro apareceu como opção de 29,1% dos entrevistados.

A pesquisa apresenta os resultados dessa segunda modalidade em cada região do país. Lula aparece como candidato favorito nas regiões Nordeste (com 52,7% das intenções de voto, contra 22% de Bolsonaro) e Sudeste (com 39,8%, contra 28,1% para o atual presidente). Jair Bolsonaro, por sua vez, lidera as intenções de voto nas regiões Norte e Centro-Oeste (com 36,8%, contra 32,6% para Lula) e no Sul (com 36,8%, contra 25,8% para Lula).

Em um segundo cenário, com apenas cinco pré-candidatos, Lula apareceu com 41% das intenções, e Bolsonaro, com 29,6%.

Nesse cenário, assim como no anterior, Lula é o favorito nas regiões Nordeste (53,2% contra 22,4% de Bolsonaro) e Sudeste (41% para o petista e 28,5% para Bolsonaro). Já o atual presidente tem a preferência de eleitores das regiões Norte e Centro-Oeste (37,8% contra 33,9% para Lula) e Sul (37,1% contra 26,5% para Lula).

Em um eventual segundo turno disputado entre Lula e Bolsonaro, o primeiro teria 48,8% das intenções de voto, enquanto o atual presidente aparece com 34,4%, segundo a pesquisa.

O documento traz ainda um comparativo entre o levantamento deste ano e a última pesquisa realizada em 2021, com dados de novembro.

É importante ressaltar que o relatório do cenário nacional disponibilizado em fevereiro de 2022 não contém um detalhamento das intenções de voto por estado.

Em novembro de 2021, o Estadão Verifica fez a checagem de uma imagem com resultados falsos do Paraná Pesquisas quase iguais aos do post que viralizou agora. Por email, a empresa negou que eles fossem verídicos. “A imagem enviada não corresponde a pesquisa realizada pelo nosso instituto. Trata-se de uma notícia falsa”, afirmou na época. O Estadão é um dos veículos que fazem parte do Comprova.

Ao longo do ano de 2021, foram realizadas pesquisas nacionais nos meses de maiojunhojulho e novembro. Em maio e junho, Bolsonaro ainda aparecia à frente de Lula, situação que mudou a partir de julho. Bolsonaro também estava à frente na pesquisa de dezembro de 2020, cujo relatório foi publicado em janeiro do ano seguinte.

Além disso, a vantagem de Lula nas pesquisas tem aumentado gradativamente. Em julho, o petista aparecia com 33,7% das intenções de voto; chegou a 34,9%, em novembro; e, finalmente, a 40,1% das intenções de votos em fevereiro de 2022. Novamente, observamos que os relatórios disponibilizados não oferecem um detalhamento por estado.

Ao procurar por pesquisas estaduais, não é possível encontrar documentos referentes a todas as unidades da federação. Para os estados com relatórios disponibilizados na página, chama a atenção o fato de as pesquisas terem sido realizadas em meses diferentes.

Em pesquisa de julho de 2021, Bolsonaro teve o melhor desempenho em São Paulo, com 34% dos votos, contra 29,3% de Lula. No Rio de Janeiro, em junho, o atual presidente aparece com 34,2% da preferência, contra 30% para Lula. No entanto, Lula saiu à frente em São Paulo em um levantamento de dezembro de 2021, com 32% das intenções contra 27,9% dos votos para Bolsonaro (não foi encontrada pesquisa deste mesmo mês para o estado do Rio de Janeiro).

A pesquisa disponível para Santa Catarina, de julho de 2021, indica que Bolsonaro seria o mais votado, com 52% dos votos, contra 24,2% de Lula. No Rio Grande do Sul, a consulta é de maio do mesmo ano, indicando 30% de preferência para Bolsonaro, enquanto 24,9% dos entrevistados escolheriam Lula.

Em Tocantins, o levantamento foi feito em agosto, com Bolsonaro sendo o candidato preferido de 37,6% dos entrevistados Lula foi a escolha de 28,8% das pessoas questionadas. Em Minas Gerais, a pesquisa feita em novembro indicou 33,9% das intenções de voto para o atual presidente, contra 31,9% de Lula.

Contudo, mesmo nesses estados em que Bolsonaro aparece como o candidato preferido, as porcentagens estão bem distantes daquela apresentada na mensagem que vem sendo compartilhada pelo WhatsApp.

Outras pesquisas

Para ter um panorama das pesquisas eleitorais, o Comprova também consultou os levantamentos mais recentes feitos pelo Datafolha, Ipec, PoderData e Ipespe sobre a intenção de voto para presidente em 2022. Nesses quatro institutos, apesar de haver variações nas porcentagens, Lula aparece liderando a disputa presidencial, com Jair Bolsonaro em segundo lugar. Todos os levantamentos aqui citados consideram os votos em todo o Brasil, não separados por estado.

A pesquisa mais recente entre os quatro institutos é a do PoderData, divulgada em 2 de fevereiro. O levantamento aponta o ex-presidente Lula na liderança, com 41% das intenções de voto, contra 30% do presidente Jair Bolsonaro. Em comparação com o levantamento anterior do PoderData, a vantagem do petista sobre o atual presidente caiu de 14 para 11 pontos. Em terceiro lugar, aparecem Ciro Gomes e Sergio Moro, ambos com 7%.

Já o levantamento mais atual do Ipespe foi divulgado no dia 27 de janeiro deste ano, também apontando o ex-presidente Lula na liderança da disputa presidencial, com 44% das intenções de voto. Jair Bolsonaro aparece em segundo lugar, com 24%. Sergio Moro e Ciro Gomes estão empatados em terceiro lugar, com 8%. No segundo turno, a pesquisa aponta que Lula venceria em todos os cenários testados.

O mais recente levantamento do Datafolha foi divulgado em 16 de dezembro de 2021. Nele, o ex-presidente Lula lidera a disputa com 48%, seguido por Jair Bolsonaro, com 22%, e pelo ex-juiz Sergio Moro, que aparece com 9%, empatado tecnicamente com Ciro Gomes, com 7%.

Ipec, que divulgou o último levantamento em 14 de dezembro de 2021, mostra um cenário muito semelhante. Lula tem 48% das intenções de voto, enquanto Jair Bolsonaro tem 21%, Sergio Moro, 6%, e Ciro Gomes, 5%. Mesmo na modalidade espontânea (quando não são apresentados os nomes dos candidatos), Lula aparece na frente, com 40%, e Jair Bolsonaro na sequência, com 20%.

Desinformação circula desde 2018

Informações falsas sobre o cenário eleitoral presidencial circulam na web há muito tempo, sendo investigadas por diferentes agências de checagens. Em 2018, o Comprova identificou como falsa uma pesquisa em que Jair Bolsonaro supostamente aparecia vencendo em todos os estados.

Em nota, o Instituto Paraná, identificado como fonte da informação, afirmou que não publicou pesquisa com resultados para todos os estados brasileiros e orientou as pessoas a desconsiderarem o conteúdo. Em outubro do mesmo ano, a Agência Pública também verificou a informação, identificando como falso um conteúdo similar.

Em 2021, peças de desinformação com esse conteúdo voltaram a circular na web. A Agência Lupa (em abril), o site Boatos.org (em setembro) e Aos Fatos (em novembro) verificaram que essa informação é falsa.

Por que investigamos?

O Comprova verifica conteúdos suspeitos sobre as eleições de 2022, a pandemia de covid-19, e as políticas públicas do governo federal que tenham viralizado nas redes sociais. A verificação de conteúdos ligados às eleições é importante para que o eleitor possa tomar decisões de voto baseado em informações verídicas. A desinformação em questão é recorrente desde 2018, o que mostra a importância dessa verificação.

O conteúdo verificado aqui foi sugerido por vários leitores do Comprova através do WhatsApp, onde circulou. Sugestões como esta podem ser encaminhadas pelo número (11) 97045-4984, ou clicando neste link. O texto também foi publicado em pelo menos dois grupos do Facebook, mas teve pouca viralização nesta rede.

Em relação às eleições deste ano, o Comprova já mostrou que mesmo sem biometria o eleitor poderá votar; que um vídeo engana ao dizer que o Facebook restringiu o compartilhamento de conteúdo pró-Bolsonaro; que o texto com críticas a Moro no New York Times é de um cientista político e não representa a opinião do jornal; e que o vídeo em que torcedores do Atlético Mineiro xingando Lula é de 2016, não atual.

Falso, para o Comprova, é o conteúdo inventado ou que tenha sofrido edições para mudar o seu significado original e divulgado de modo deliberado para espalhar uma mentira. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e