Biden e Putin devem conversar por telefone neste sábado, diante de alertas de invasão

Outros líderes, inclusive de países europeus como França e Alemanha, entraram em contato com Putin em Moscou

De acordo com o conselheiro de segurança nacional de Joe Biden, Jake Sullivan, há a expectativa de que o presidente norte-americano converse por telefone com o presidente russo, Vladimir Putin. A conversa pode acontecer diante de novos alertas urgentes sobre o potencial risco de um conflito armado na Ucrânia.

A informação também foi confirmada pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, que afirmou que a ligação entre os dois presidentes deve mesmo acontecer. Peskov ainda revelou a data e o horário da conversa: será neste sábado (12) às 19h de Moscou (11h nos EUA e 13h pelo horário de Brasília).

“Espero que ele se comunique por telefone com o presidente Putin, mas não tenho nada para anunciar sobre isso agora”, disse Sullivan a repórteres na Casa Branca nesta sexta-feira (11).

A última vez em que Biden e Putin conversaram foi no final de dezembro, por videoconferência. Desde então, as forças russas se acumularam em maior número ao longo da fronteira com a Ucrânia, e Sullivan chegou a afirmar que existe uma “possibilidade muito distinta” de uma invasão à Ucrânia.

Outros líderes, inclusive de países europeus como França e Alemanha, entraram em contato com Putin em Moscou.

Na última segunda-feira (7), Biden se reuniu com o chanceler alemão Olaf Scholz para discutir sobre a crise entre a Rússia e o Ocidente, à medida que as tensões e o acúmulo de tropas aumentam nas fronteiras ucranianas.

“A Alemanha é um dos aliados mais próximos dos Estados Unidos”, disse Biden na ocasião, acrescentando que eles estão “trabalhando em sintonia” para deter ainda mais a agressão russa na Europa.

Macron conversará com Putin no sábado

O presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente francês, Emmanuel Macron, conversarão na tarde de sábado (12) ao meio-dia no horário local, conforme informou o Palácio dos Elísios, residência oficial de Macron.

O líder francês já se encontrou com Putin na última segunda-feira (7) em Moscou e disse que eles conseguiram encontrar “pontos de convergência” sobre a crise.

Na ocasião, Macron disse a Putin que está buscando uma “resposta útil, que certamente nos permita evitar a guerra e construir confiança, estabilidade e visibilidade”. De sua parte, o presidente russo disse que a Rússia e a França “compartilham de uma preocupação comum sobre o que está acontecendo na esfera da segurança na Europa”. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e