Biden afirma que líder do EI se matou ao lado da família com explosivos

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quinta-feira que o líder do Estado Islâmico (EI) Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurayshi, morreu em uma explosão provocada por ele mesmo durante uma operação americana no norte da Síria.

Em um discurso da Casa Branca após confirmar, em comunicado, que uma operação dos EUA havia matado Al Qurayshi, o presidente defendeu que seu governo fez todo o possível para “minimizar as mortes de civis”. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e