Bancos de sangue de 16 estados e do DF estão com estoques baixos ou críticos

Doação de sangue beneficia pessoas com talassemia

Uma única doação de sangue pode beneficiar até quatro pessoas. A manutenção dos estoques de bancos públicos de sangue depende da regularidade das doações.

Levantamento realizado com base em informações das secretarias de Saúde e dos hemocentros, 16 estados e o Distrito Federal estão com estoques baixos ou críticos nos bancos de sangue.

Além do DF, a escassez atinge Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Amazonas, Tocantins, São Paulo, Mato Grosso, Maranhão, Acre, Piauí, Sergipe, Goiás, Pará e Rondônia.

Outros cinco estados estão com estoques normalizados, considerando a maioria dos tipos de sangue: Ceará, Rio Grande do Norte, Roraima, Paraná e Amapá.

Critérios para a doação de sangue

Estar alimentado e evitar alimentos gordurosos 3 horas antes da doação

Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas

Dormir pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas

Ter de 16 a 69 anos e pesar acima de 50 kg

Já ter doado antes dos 60 anos, caso tenha entre 60 e 69 anos

Máximo de quatro doações anuais para homens e três para mulheres

Intervalo mínimo entre uma doação e outra de dois meses para homens e de três meses para mulheres

Doação de sangue beneficia pessoas com talassemia

As talassemias são um grupo de doenças hereditárias crônicas associadas à redução ou ausência de hemoglobina – substância dos glóbulos vermelhos do sangue responsável pelo transporte de oxigênio para o organismo.

Pessoas com talassemia podem apresentar sintomas variados, incluindo anemia persistente, aparência pálida, aumento do baço, distúrbios cardíacos e endócrinos, atraso no crescimento, além de infecções recorrentes.

Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento e acompanhamento desses pacientes geralmente é realizado pela Rede Nacional de Hematologia e Hemoterapia (Hemorrede), integrada pelos Hemocentros Coordenadores Estaduais e hemorredes regionais.

O tratamento contribui para evitar complicações da doença que, em casos mais graves, pode levar à necessidade de transplantes de medula óssea.

Pacientes com o tipo de talassemia com anemia grave necessitam de transfusões de sangue de forma regular, geralmente a cada 20 dias, em média, para sempre, desde os primeiros dias de vida.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece o atendimento integral, desde o diagnóstico, monitoramento e o transplante de medula óssea quando indicado.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até abril já foram registrados 930 pacientes com a doença no Brasil. Entre os pacientes, cerca de 36% tem entre 20 e 39 anos. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e