Sobre: Paula Toom

Jornalista, revisora e redatora. Tem 3 cachorros, 3 gatos fixos e mais um monte ao seu redor. Cuida para que eles não sejam abandonados pelas sarjetas. É editora-chefe das colunas que você lê aqui.

Postagens recentes por Paula Toom

Quando a raiva sai do controle

O mês de agosto vem mesmo recheado de maus momentos, Hiroshima e Nagasaki foram atacadas no começo de agosto, Hitler foi nomeado führer também no começo desse mesmo mês, Getúlio Vargas se suicidou no fim dele, o muro de Berlim também começou a tomar forma em 13 de agosto, meu pai foi-se no mesmo dia, e por aí a vida seguiu. Também é o fim do inverno, começo de sol, época das flores, dos amores, boas notícias, sempre bem-vindas.

Sem esquecer o que nos importa agora: os cachorros! Ah, os machos… dizem que nesse mês o clima fica mais ameno, as cadelinhas ficam loucas atrás de um carinha legal pra criar seu filhotinhos e aí BOOM! Entram no cio. Os machos desesperados, sem a mínima noção de pensar num primeiro encontro delicadamente, sentem o cheiro delas e vão pra cima. Se tiver algum cãocorrente por perto, já era, é pau, é...

Leia mais

Animais, sempre valiosos

Beija-flor-de-peito-azul, Tartaruga-de-pente, Garça-branca-grande, Arara-vermelha, Mico-leão-dourado, Onça Pintada, Garoupa. Agora teremos também o Lobo-guará, na lista valiosa de notas brasileiras. Respectivamente: R$ 1, 2, 5, 10, 20, 50, 100 e 200.

O gambá, que não é o mesmo fedorento que vemos na TV e sem toda a pompa daquele rabo branco e preto, é o Saruê, também confundido com uma ratazana, é um animalzinho lindo, com cara de ratinho e mãos ágeis, cheias de dedinhos que encontram nas nossas casas tudo aquilo que retiram dele na floresta. E nem assim é digno de uma nota de Real. Menos mal, diz a lenda que todos os animais que estão nas nossas notas terão o mesmo fim: a inflação galopante os desvalorizará até que sejam esquecidos. Por fim, sumirão e ninguém nem se lembrará deles. De novo.

Foto: Raquel Marques
Saruê levando...
Leia mais

Que vejo flores em você

Sempre gostei muito de plantas e de bichos. Meu respeito é tanto que às vezes extrapolo. Tenho amor igual por animais e plantas, o que me leva a respeitar os dois da mesma maneira.

Há uns quase 20 anos, fiz um excelente curso de jardinagem pela prefeitura de São Paulo, o qual me ensinou e fortaleceu minha conduta com as plantas como um todo. Nesse curso, fiz ótimos amigos, alguns para sempre, outros que se perderam no caminho. Mas sempre amigos. Uma das instrutoras é bióloga, me deu aulas inesquecíveis de jardinagem nesse curso e está entre os meus amigos.

Por uma incrível coincidência, seu nome é Assucena, um nome de flor que só confirma sua beleza. Outro dia, ela postou um vídeo, passeando por uma cachoeira, junto de sua fiel escudeira de quatro patas,...

Leia mais

Lobos sem pele de cordeiro

Jabutis, avestruzes, lobos e cordeiros. Todos no mesmo zoológico, com fartas aparições. Obviamente não se conhecem, mas quem sabe, quem liga? São animais, são diferentes e estão ali, perto da gente.

De repente, o elefante aparece. Logo atrás dele, um camundongo e todos sabem o pavor que o elefante tem desse animalzinho, tão cheio de dedinhos, tão rápido, que pode morrer a um assoprão do paquiderme.

O rato foge, se esconde debaixo da barriga do elefante que, sem o ver, acredita estar livre dessa peste. E o ratinho ri. Baixinho, pensando que o barrigudão não vai escutar. Coitado, mal sabe ele que o tamanho da ira é proporcional ao medo dele.

Ali perto, uma avestruz vê o fato, corre desesperada e procura uma terra fofa o suficiente para lá se enfiar, achando que ninguém vai vê-la, até que o perigo passe. Sabe nada a inocente. O jabuti, coitado, se enfia dentro do seu...

Leia mais

Quissamã teve verbas desviadas com a anuência da Secretária

O Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ) entrou com pedido de tutela provisória pela Secretaria Geral de Controle Externo - SGE - em razão de possíveis irregularidades ocorridas na formação e na execução de um contrato firmado com a empresa ABM Saúde, de André Luís Ribeiro Borges, no valor de mais R$ 2 milhões no município de Quissamã.

A Tutela Provisória é um mecanismo jurídico pelo qual o magistrado antecipa a uma das partes uma decisão, normalmente urgente, para que se evite um estrago maior. No caso, das contas públicas.

Em primeira mão, o OERJ (oestadorj) teve acesso à decisão do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCERJ), que mostra inúmeras irregularidades na contratação de empresas de sáude, sem que tivesse o mínimo necessário para ser admitida.

O fato envolveu uma contratação direta, realizada em caráter emergencial, da prestação de serviços...

Leia mais

Comentários recentes por Paula Toom

    Sem comentários por Paula Toom yet.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e