Sobre: Paula Toom

Jornalista, tradutora, revisora e redatora. Tem 3 cachorros, 3 gatos fixos e mais um monte ao seu redor. Cuida para que eles não sejam abandonados pelas sarjetas. É editora-chefe das colunas que você lê aqui.

Postagens recentes por Paula Toom

Cães: meus amigos de fé, meus irmãos camaradas

Quanto vale seu amor pelas suas mascotes? Depende, quanto vale sua mascote para você? E para sua família? A raça determina o quão bravo seu amigão pode ser com você? Já tive inúmeros cachorros, uns de raça, outros nem tanto, mas nunca duvidei do amor de cada um deles conosco.

Semana passada, recebi essa foto do meu primo com a minha sobrinha-neta Diana deitada solenemente em cima da pitbull deles, a Haya. Os mais insensatos, ou ignorantes totais, dirão: que horror! Como você permite que uma menina de três anos se debruce sobre uma fera dessas? Eu diria: simplesmente assim, com toda a naturalidade e amor que o momento, a família e a energia permitem. Como uma cadela, criada a pão-de-ló, em casa, rodeada de pessoas com o mais alto grau de respeito, faria alguma coisa para aquela princesa com nome de deusa? Além disso, Haya já é uma senhorinha, o...

Leia mais

Todo ser vivo deve ser tratado igual, em dignidade e respeito

Depois de ler a matéria essa semana aqui no Oerj sobre maus tratos animais, vi que precisamos de mais leis que protejam nossos animais e fiquei até aliviada ao saber desse caso, com um final menos triste que outros tantos que existem por aí nesse Brasil.

Fui dar uma pesquisada e vi, apenas com uma pequena busca, que a Holanda se tornou o primeiro país do mundo, segundo os registros disponíveis atualmente, a não ter cachorros de rua. Claro que não dá pra comparar o tamanho da Holanda com o nosso Brasil gigante pela própria natureza, mas bem que podia ser belo e impávido pelo seu colossal tamanho, não só pelo hino maravilhoso que tem. E que ninguém dá a mínima bola ou entende-o por completo. Deveriam sabê-lo de cor e salteado, assim poderíamos discutir, argumentar, questionar tudo e todos. E votar com mais clareza de ideias.

Quando eu era pequena, ia com minha mãe à feira e, fatalmente vinha com um bichinho, às vezes era um pintinho, noutras uma tartaruguinha, as quais eu chamava de fedidinha, porque elas eram mesmo. E ia para casa toda serelepe, doida pra ver a verdinha sair da água e correr por ali. Doce desilusão, as tartarugas morriam em uma semana, os pintinhos viravam galos de briga. E eu ficava sem nada. Naquele tempo não se ouvia falar em IBAMA e ninguém dava a mínima pra eles! E a vida seguiu e com ela as novas normas ambientais e sanitárias, que tão bem tentam fazer aos que não têm quase lugar sem garrafas pet pra viver e respirar.

Mais tarde, bem mais tarde, apareceu a Julie, uma tartaruga, ou cágado ou jabuti. Através de uma conversa no telefone com a minha muito amiga Lucia, ela me contou que a Julie veio...

Leia mais

Afinal, quem manda nessa casa?

Machos alfa, beta, gama ou ômega. Tudo o que é alfa significa estar e ser o primeiro. Alfa é a primeira letra no alfabeto grego, o que já nos põe em situação de respeito na lista telefônica da vida.

É só pesquisar um pouquinho que já dá para ler num site que o "macho alpha ou  alfa é uma expressão do ramo da zoologia, usada para descrever um elemento de um grupo de animais que apresenta características dominantes, sendo o líder desse grupo. No caso do ser humano, um macho alpha (ou homem alpha) é a designação de um indivíduo dominante e confiante, que exerce uma função de liderança perante outros elementos do grupo."

E o que levamos para a vida com essa informação? Nada, além de saber com quem nos relacionamos, com quem escolhemos a vida, como nossos filhos serão ou são, como escolhemos nossos dirigentes, como nossos animaizinhos se comportam....

Leia mais

Silvestre, selvagem, quem liga?

Chico é uma capivara que, há uns anos atrás, foi para o Texas, EUA, e lá foi domesticada para ser um bichinho de companhia! Uma capivarinha, que com 2 míseros anos na época, foi pega, provavelmente num pantanal aqui no Brasil, e foi pros states ganhar a vida ilegalmente. Chico é um meninão, e lá fica assistindo à TV, roendo os móveis e tendo uma vida nada normal. Quem disse que isso é fofo é mais imbecil do que aqueles que fazem leis para poderem ter leões na garagem. Isso não é nada certo, é uma quantidade de aberrações dignas de um filme de terror. Até Freddy Krueger tremeria com tamanho pesadelo.

Enquanto isso, aqui na terra sem lei, ou cheia de leis, uma pressão política acontece para que se deixem de criar animais silvestres como pets vai vingar? Outro dia recebi um material muito interessante de uma ong e que...

Leia mais

Comentários recentes por Paula Toom

    Sem comentários por Paula Toom yet.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e