Sobre: Leny Espinola

* Radialista, Fotógrafa e Palestrante Motivacional.

Postagens recentes por Leny Espinola

Vou casar de qualquer jeito

Muitos padres e pastores estavam com suas agendas cheias e as celebrações eram em hípicas, fazendas, hotéis, praias, deques e até em um pasto. Mas desde 18 de março, com as Igrejas fechadas por causa da pandemia, praticamente todas as cerimônias foram canceladas ou remarcadas para o início do ano que vem. "A situação estava uma tristeza. Eles atenderam muitas noivas chorando, desesperadas pelos sonhos adiados. Mas você sabe que noiva também é uma maravilha para ter ideia, não é."

E foi um telefonema de uma noiva cheia de ideias que levou um padre para um drive-in. Sim, ele já pode colocar no currículo que celebrou um casamento com distanciamento social, convidados dentro dos carros e sorteio de buquê pela placa dos veículos. "Na hora do beijo, pedi uma salva de buzinadas", brincou o padre.

"Fiquei noiva em dezembro do ano passado, o planejado era um...

Leia mais

Black Friday 2020. Será um bom negócio?

Em um ano marcado pela crise sanitária, a Black Friday pode representar uma chance de as empresas reconquistarem consumidores. 7 em cada 10 internautas brasileiros dizem ter deixado de comprar algo neste ano por conta da pandemia. Entre quem pretende aproveitar as promoções, a maior parte quer comprar por canais digitais e vê a data como uma oportunidade de se presentear.

Os dados são da pesquisa Black Friday 2020, elaborada pela área de Inteligência de Mercado. O levantamento ouviu 1,7 mil pessoas para traçar as tendências de consumo para a data deste ano. Em 2019, o varejo online brasileiro faturou R$ 3,2 bilhões na Black Friday, segundo dados da EbitNielsen.

68% dos entrevistados dizem ter o costume de fazer compras na data. Para 2020, uma parcela de 42% tem planos de comprar. Entre os que não sabem (35%) ou não pretendem comprar (23%), 8 em cada 10 mudariam de ideia se...

Leia mais

Desenhar objetivos e trabalhar por eles

Steve Jobs voltou à gigante de tecnologia Apple em 1997. A companhia havia acabado de cortar 30% da equipe, operava em prejuízo e o próprio Jobs falava que em poucos meses estaria completamente quebrada.

Todos sabem como essa história terminou: Jobs transformou a empresa e morreu em 2011, deixando um legado de produtos inovadores, como o iPhone.

A meta de Jobs era transformar a companhia que ele fundou em um sucesso. Objetivos são ótimos: inspiram, motivam e dão significado à vida. Mas a única forma de realmente obter o sentimento de dever cumprido é esquecer dessas metas e focar nas tarefas.

Jobs almejava atingir seu objetivo, mas o que realmente queria era o trabalho. Ou seja: esforço, perseverança, noites maldormidas e todos os riscos envolvidos. Quando você quer o trabalho, todo dia é um dia bem-sucedido.

O empresário e inventor cortou 70%...

Leia mais

Você tem uma mente empreendedora?

Ter um negócio próprio e começar a empreender é o sonho de muita gente. Porém, existe um diferencial que pode destacar algumas pessoas neste meio concorrido: a mente empreendedora. Isso porque ter dinheiro ou uma ideia inovadora muitas vezes podem não ser suficientes para fazer um negócio ter sucesso. Para isso, é preciso pensar como empreendedor! Confira a seguir 7 sinais de que você tem uma mente direcionada para o empreendedorismo:

Você é autoconfiante

Uma mente empreendedora é também autoconfiante. Isso significa que alguém com capacidade para empreender consegue reconhecer seus pontos fortes sem ser arrogante e trabalhar os pontos fracos para que eles não atrapalhem seu desempenho. Uma pessoa com mente empreendedora tem a capacidade de manter-se aberta às críticas construtivas e sugestões que possam melhorar o trabalho sem deixar de confiar em si mesma, transmitindo uma imagem de segurança e confiabilidade.

Boa parte delas abrem seus próprios negócios, vale dizer, por necessidade e para superar o desemprego ou aumentar a renda, segundo dados do Sebrae. São mulheres que buscam independência financeira e, em muitos casos, uma forma de sustentar a família inteira. Entre 2017 e 2019, o número de mulheres chefiando lares brasileiros subiu de 38% para 45%. Além da dificuldade de acesso à crédito para seus negócios (mesmo com nível de inadimplência menor do que os homens), empreendedoras enfrentam, ainda, outras barreiras sociais e econômicas. Soma-se ao cenário, atualmente, mais um obstáculo: a pandemia. De acordo com dados levantados pela startups e gestores empresariais, 78% das pequenas empresas terão seu faturamento reduzido em 30% e apenas 15% delas estavam preparadas para um momento como esse.

Em 2016, Ruth (nome fictício) trabalhando como atendente de laboratório e ganhando menos de R$ 1.000, foi diagnosticada com depressão e transtorno de ansiedade sendo internada...

Leia mais

Comentários recentes por Leny Espinola

    Sem comentários por Leny Espinola yet.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e