Sobre: Cristiane Lopes

* Jornalista e especialista em Gestão Cultural. Amante da cultura e das artes.

Postagens recentes por Cristiane Lopes

Venda de hambúrguer de picanha, sem picanha, gera polêmica entre consumidores

Recentemente uma rede de fast-food colocou à venda um hambúrguer de picanha, mas, sem picanha. Atitude que gerou polêmica, pois o ingrediente principal estava somente no molho. Imagine você uma promoção de creme de açaí, cor de açaí, preço de açaí,  mas apenas com a essência artificial do produto. Amo açaí e confesso que me sentiria profundamente enganada se me deparasse com tal situação. Mas percebo que os consumidores estão atentos, em poucos dias o assunto movimentou as redes, chegou até os ouvidos do PROCON, e o restaurante retirou a novidade do cardápio voluntariamente. 

Interessante como a opinião das pessoas em um mundo conectado faz diferença. As pessoas estão atentas ao que ocorre no mundo. Não há mais tolerância para inconformidades, injustiças, ou propagandas com conteúdos enganosos. Vender um produto, onde a presença dele não é real, engana as pessoas. O restaurante, ao ser questionado, alegou que o sanduíche não era de...

Leia mais

Não misture as redes

Muitas pessoas têm um negócio e optam por divulgá-lo por meio das redes sociais. No entanto, muita gente não consegue separar o pessoal do profissional. Mas essa separação é muito importante para manter a visibilidade do negócio, e o foco dos clientes nos produtos ou serviços comercializados.

Com o início da pandemia, as redes sociais projetaram de forma significativa os empreendedores. O fechamento de lojas físicas abriu muitas portas para vendas pelas redes. Daí a importância de ter uma rede focada apenas no negócio, sem misturar as coisas. Os clientes buscam informações e feedbacks pra tomarem decisão sobre aderir ou não a determinado produto e serviço. Quando as redes estão misturadas, com publicações de cunho pessoal, há uma perda significativa do interesse dos clientes. Além disso, é preciso ter um cuidado com a marca, criando uma logo e imagem de perfil para destacar o profissionalismo.

Alguns...

Leia mais

Estamos preparados para a retirada total das máscaras?

Até 2020, não tinha o costume de ver ninguém andando de máscaras por aí. Minha observação nesse sentido sempre me remetia a países orientais, onde as pessoas têm o costume de usar máscaras para proteger o outro de qualquer doença transmissível pelo ar. Não havia pensado antes que o mundo todo adotaria esta prática para se proteger de uma doença tão mortal como a covid-19. Elas foram chegando aos poucos aos estados brasileiros e, por fim, estavam estavam presentes nos cenários do nosso dia a dia.

Com o avanço da vacinação pelo Brasil e a redução de mortes, aos poucos as máscaras estão sendo retiradas. Ao ar livre várias cidades brasileiras, a começar por São Paulo, já não exigem mais o seu uso. O estado de de São Paulo desobrigou no dia 16 de março o também uso da máscara em locais fechados. Com exceções para o...

Leia mais

Telefones burros

Em 2003, quando trabalhava em uma empresa de telefonia, tinha um telefone 3310 da Nokia. Ele era simples, sem internet, mas atendia bem os propósitos a que se destinava. Às vezes passava horas em ligações com amigos. Esse era o motivo de ficar mais tempo nele, mas não ultrapassava uma hora. Ele não tomava tanto de meu tempo, então todo o resto era dividido entre trabalho, faculdade, família e amigos. Tenho certeza de que se o apresentasse à minha filha de 11 hoje, ela ficaria assustada achando que ele estivesse faltando alguma coisa. Ou alguns aplicativos.

Conhecidos como "tijolos", os telefones, que fazem basicamente ligações, alguns permitem ouvir rádio, eram muito presentes no final da década de 1990 e início de 2000, estão ressurgindo e conquistando o coração das pessoas. Os números de vendas são difíceis de encontrar, mas um relatório afirma que as vendas globais estavam próximas...

Leia mais

Crescimento acelerado no mercado de tecnologia

A revolução na tecnologia trouxe ao país mais de 85 mil novas vagas. Desde o início da pandemia, houve um aumento de mais de 670, somente em São Paulo, na busca por profissionais que lidam com tecnologia. No Brasil os profissionais mais procurados são desenvolvedor, analista de sistemas, analista de suporte e analista de business intelligence. Além das grandes oportunidades, o setor de tecnologia tem passado por uma reformulação nas formas de trabalho. Antes apenas o escritório abrigava, mas com a pandemia o espaço ultrapassou fronteiras e agora não mais importa estar presente em um mesmo espaço.

Espaço para os qualificados

Uma galera cada vez mais jovem tem encontrado espaço na área, em busca de propósito e desafios e não apenas de dinheiro. Uma empresa de identificação digital, registrou163 mil contratações online em 2020, um aumento de 87,09...

Leia mais

Comentários recentes por Cristiane Lopes

    Sem comentários por Cristiane Lopes yet.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e