Ataque em hospital deixa cinco pessoas mortas nos Estados Unidos

Cinco pessoas foram mortas em um ataque a tiros ocorrido nessa quarta-feira (1º) em um hospital em Tulsa, no estado de Oklahoma, nos Estados Unidos, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O atirador está entre os óbitos confirmados.

“Podemos confirmar que 4 pessoas morreram, incluindo o atirador, na situação de tiro ativo no campus do hospital St. Francis”, declarou o Departamento de Polícia de Tulsa.

Mais tarde, a polícia local atualizou o número de mortes, confirmando uma quinta vítima.

“Agora temos 5 mortos, incluindo o atirador, na situação do atirador ativo no Edifício Natalie no Campus do Hospital St. Francis”, tweetou a polícia.

As autoridades atenderam a uma ligação sobre um homem armado com um rifle no Natalie Medical Building, um prédio de consultórios médicos no campus do Hospital St. Francis, de acordo com uma postagem no Facebook do Departamento de Polícia de Tulsa.

“Neste momento, podemos confirmar que o atirador está morto”, disse a polícia no post, embora não esteja claro se ele foi abatido pelos policiais ou se cometeu suicídio.

Após a ocorrência, o prédio foi evacuado e os agentes da polícia local iniciaram uma varredura por todo o hospital para localizar se haveria outras “ameaças adicionais”.

“Cena catastrófica”

A polícia passou por “vários andares” limpando o prédio e evacuando as vítimas, disse o policial Richard Meulenberg, acrescentando que há “centenas de quartos e centenas de pessoas dentro do prédio”.

“Estamos tratando isso como uma cena catastrófica agora”, disse Meulenberg.

Foi criado um local de reunião para familiares e amigos na Memorial High School, a oeste de LaFortune Park, acrescentou a polícia.

O presidente Joe Biden foi informado sobre o tiroteio, disse um funcionário da Casa Branca.

A governo americano está monitorando de perto a situação e entrou em contato com autoridades estaduais e locais para oferecer apoio.

“Só sabia que era um tiroteio”

Debra Proctor estava em outro prédio, no campus do hospital, para uma consulta médica, quando ouviu as sirenes da polícia.Quando ela saiu, os socorristas estavam alinhados em todos os lugares, disse ela.

Proctor, que é enfermeira há mais de 40 anos, disse que foi uma cena “chocante”.

“A polícia estava por toda parte no estacionamento, subindo e descendo os quarteirões ao redor”, disse Proctor. “Eles ainda estavam chegando quando eu estava saindo.”

Kalen Davis, uma residente de Tulsa, estava esperando no trânsito por volta das 17h, hora local, quando viu vários carros de polícia no local do crime.

Em um vídeo que ela compartilhou com a CNN, as autoridades podem ser vistas correndo em direção a um prédio com suas armas em punho. Dois policiais são vistos tirando armas longas de seus porta-malas enquanto mais veículos de emergência correm para o local.

“Eu só sabia que era uma situação de tiroteio porque vi policiais correndo com rifles”, disse Davis, 45. “Foi quando me emocionei.”

CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e