Ataque a ônibus militar deixa pelo menos 13 mortos na Síria

Pelo menos 13 militares sírios foram mortos em um ataque a bomba à beira de uma estrada, enquanto o ônibus no qual estavam cruzava uma ponte no centro de Damasco durante o horário de pico da manhã de quarta-feira (20), informou a televisão estatal.

A TV estatal síria postou em sua conta do Telegram imagens da cabine carbonizada do ônibus, e equipes de resgate puderam ser vistas removendo partes de corpos. O canal informou que pelo menos 13 pessoas morreram e três ficaram feridas.

Dois dispositivos explosivos dispararam enquanto o ônibus estava na ponte Hafez al-Assad, disse, acrescentando que um terceiro dispositivo foi desativado por uma unidade de engenharia do exército no que as autoridades disseram ter sido uma explosão “terrorista”.

Houve vários ataques este ano a veículos do exército no leste da Síria por supostos militantes do Estado Islâmico que ainda operam na extensa área do deserto.

As Nações Unidas afirmam que pelo menos 350.000 pessoas foram mortas durante uma guerra civil que começou há uma década.

As explosões em Damasco são raras desde que as forças leais ao presidente Bashar al-Assad assumiram o controle dos enclaves rebeldes ao redor da cidade. Com a ajuda da presença militar da Rússia e das milícias xiitas do Irã, Assad agora controla a maior parte do país.

Pelo menos 11 civis mortos

Pelo menos 11 civis foram mortos, também nesta quarta-feira (20), em um bombardeio do exército sírio em áreas residenciais da cidade de Ariha controlada pelos rebeldes, disseram testemunhas e equipes de resgate.

O bombardeio ocorreu logo após a morte dos militares em Damasco. Entre as vítimas estavam várias crianças em idade escolar, testemunhas e funcionários médicos no enclave da oposição. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e