Arte e tecnologia no cenário LGBTQI

Exposição Pina discute as mutações dos corpos

Uma experiência interativa onde a arte e a tecnologia são ferramentas para discutir identidade, corpo e representação. Essa é a temática da exposição – PINA – do artista Alexandre Pinheiro. Com o cenário LGBTQI fortemente expresso em seus trabalhos, o público terá acesso a técnicas de fotografia em realidade virtual e realidade aumentada realizados a partir de 2016 pelo artista. A exposição, que acontece na Estação das Artes, no Centro de Barra Mansa, faz parte do edital de contratação de artistas do Programa de Ocupação promovido pela Fundação Cultura de Barra Mansa. A abertura é nesta quinta-feira, dia 12, às 19H.

Segundo Alexandre, a tecnologia usada para criação das obras é um dos caminhos para se discutir, por exemplo, as transformações desses corpos. Com composições surreais e obras alteradas, o artista consegue retratar uma anti-realidade em que tudo é exatamente como é nesse contexto: corrupções, mutações, e falhas incluídas. Durante a exposição, o público poderá interagir com as obras por meio da realidade aumentada fazendo uso da câmera do celular.

“Quando comecei meu trabalho artístico, na maioria das vezes, eu estava fazendo algo errado, ia cancelar ou jogar fora um trabalho de horas, mas aí eu pensei: ‘espera, isso funciona!’ E são esses trabalhos que estarão a mostra na Estação das Artes. Alguns mais recentes, outros mais antigos, mas todos perseguindo a relação modular que pode existir entre humano x máquina.”, disse o artista.

De Barra Mansa, artista Alexandre Pinheiro (PINA) traz sua vivência na cena LGBTQI fortemente expressa em seus trabalhos. Como forma de deboche problematiza a identidade do corpo humano e suas representações, Experimentador audiovisual, desenvolve projetos na área da fotografia, vídeo, performance e instalação. Ele, que estudou por três anos engenharia, depois ingressou na fotografia de publicidade, atualmente margeia no campo da fotografia e suas tecnologias em seu estúdio em Barra Mansa. Expôs coletivamente oito vezes em cinco países diferentes, Brasil, França, Itália, Rússia e Estados Unidos. Individualmente, uma vez. Produziu coletivamente 3 peças de teatro e participou de 3 festivais de cinema, selecionado para 1 prêmio {festival do minuto UBM} e 1 menção honrosa no Museu de Arte Moderna de Resende.

SERVIÇO

“Exposição Pina”

Dia: 12 de setembro a 05 de outubro

Abertura: 19h às 21h

Visitação: Segunda a Sexta de 08H30 às 16H30

Local: Estação das Artes – Barra Mansa

Endereço: Rua Orozimbo Ribeira, s/n – Centro

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.