Argentina diz que negociação com FMI não inclui “salto cambial”

O presidente do Banco Central da Argentina, Miguel Angel Pesce, disse nesta quarta-feira que as negociações de seu país para refinanciar uma bilionária dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI) não incluem a possibilidade de um “salto cambial” que depreciaria a moeda nacional, o peso.

“Era clássico nos programas do FMI pedir aos países que fizessem ajustes nas taxas de câmbio ou saltos cambiais no início dos programas. Isso não está presente nas negociações que estamos tendo”, disse Pesce na conferência anual da União Industrial Argentina (UIA), maior entidade patronal do país. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e