Após terremoto, hospital haitiano está lotado e sem suprimentos suficientes

O primeiro-minsitro do país, Ariel Henry, declarou estado de emergência na ilha do Pacífico por um mês e pediu união em solidariedade

Após um terremoto de magnitude 7,2 atingiu o Haiti na manhã deste sábado (14), e deixar ao menos 227 mortos, o administrador do Hopital Saint Antoine, localizado em Jeremie, no sul do país, distante aproximadamente 293 km da capital Porto Principe, disse que a unidade está lotada e até o momentento não recebeu nenhum comunicado do governo federal.  

“Estamos sobrecarregados. Há muitas pessoas chegando, muitas pessoas. Não temos suprimentos suficientes. No momento, não podemos contar quantos são, mas o serviço de emergência está completamente cheio e tivemos para instalar tendas (médicas) no pátio”, declarou  o administrador do hospital.

O Mapa de Terremotos do Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), continua verificando tremores secundários, com o maior até o momento com magnitude de 5,2.

O primeiro-minsitro do país, Ariel Henry, declarou estado de emergência na ilha do Pacífico por um mês e pediu união em solidariedade. 

“Ofereço minhas condolências aos parentes das vítimas deste violento terremoto que causou várias perdas de vidas humanas e propriedades em várias regiões do país”, Henry publicou no Twitter.

“Apelo ao espírito de solidariedade e compromisso de todos os haitianos, a fim de formar uma frente comum para enfrentar esta situação dramática que vivemos atualmente”, finalizou.

CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e