ANP: preço da gasolina comum cai pela nona semana consecutiva

O Rio de Janeiro apresenta o maior valor por litro de gasolina comum: R$ 7,133

O preço médio da gasolina comum no Brasil apresentou a nona queda semanal consecutiva. Na prática, o combustível está 2,8% mais barato nas bombas. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgados nesta sexta-feira (7). Mais de 4,6 mil postos de combustíveis no país foram consultados e os valores correspondem ao período de 2 a 8 de janeiro.

Atualmente, o preço médio da gasolina é de R$ 6,596. Já na última semana de dezembro o custo registrado nas bombas dos postos era de R$ 6,618. A redução no valor do combustível acontece desde a semana de 7 a 13 de novembro, quando o litro do produto era vendido, em média, por R$ 6,754 ao consumidor final.

Na prática, o resultado já representa uma queda de 2,8% no valor da gasolina para os brasileiros. Segundo o economista da FGV, Joelson Sampaio, o resultado é promissor mesmo o percentual não sendo tão alto.

“Só pelo fato de não estar aumentando em um ambiente de inflação alta já é um cenário positivo. Isso ajuda bastante [o consumidor]. Vamos seguir na expectativa que o valor reduza ainda mais”, disse.

O Rio de Janeiro apresenta o maior valor por litro de gasolina comum: R$ 7,133. No estado fluminense, segundo a ANP, o preço pelo combustível pode chegar a R$ 7,899. O Acre aparece como o segundo lugar do Brasil com o maior custo do produto, com preço médio de R$ 7,024.

O etanol também apresentou uma ligeira queda no período analisado pela Agência em relação à semana anterior. O preço passou de R$ 5,063 por litro para R$ 5,051. É a quarta semana consecutiva de redução do valor do combustível. Em novembro, o preço estava em R$ 5,128.

O preço médio do gás de cozinha no Brasil, o GLP de 13kg, ficou em R$ 102,55, apresentando uma leve alta nas últimas semanas. No Mato Grosso, o preço médio do gás é R$ 122,35.

Por fim, o óleo Diesel registrou um preço médio de R$ 5,344 entre 2 e 8 de janeiro. O valor do combustível, usado principalmente por caminhoneiros, se manteve estável nas últimas três semanas. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e