América Latina pode ter 14 milhões de pessoas em insegurança alimentar

A inflação global de produtor básicos, agravada pela guerra da Ucrânia, ameaça deixar 14 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar na América Latina, quase 50% a mais que o número atual, segundo divulgou nesta terça-feira o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA).

Atualmente, há 9,7 milhões de pessoas nesta situação na região, de acordo com o PMA, que tenta minimizar a escassez de alimentos com importações de produtores de países como Argentina e México, segundo indicou Lola Castro, diretora do braço regional da agência, em entrevista coletiva. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e