América Latina não apresenta estratégia comum na COP26

Furacões que devastam ilhas inteiras do Caribe ou secas cada vez mais extremas: a América Latina é uma das regiões mais vulneráveis à crise climática, participa da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26) sem uma estratégia comum e com compromissos assimétricos.

Talvez a única reclamação justa seja exigir, mais uma vez, que os países ricos financiem diretamente o combate às mudanças climáticas e que desembolsem os US$ 100 bilhões anuais aos países com menos renda que concordaram em contribuir para o Acordo de Paris. Efe

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e