Alexandre de Moraes: investigados tiveram acesso a autos do inquérito das fake news

A operação deflagrada na semana passada incluiu a busca e apreensão de computadores, celulares e tablets de empresários e ativistas digitais ligados ao bolsonarismo

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou em nota divulgada na noite de segunda-feira que os investigados no inquérito que apura a disseminação de fake news e ataques ao STF, assim como seus advogados, tiveram acesso integral aos autos da apuração.

Alguns dos investigados, como o blogueiro Allan dos Santos, acusaram o ministro de não ter permitido o acesso ao processo e disseram que, dessa forma, não têm clareza do que estão sendo acusados.

A operação deflagrada na semana passada incluiu a busca e apreensão de computadores, celulares e tablets de empresários e ativistas digitais ligados ao bolsonarismo e acusados de produzirem e financiarem notícias falsas. Entre eles, Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, Edgard Corona, da rede de academias Smart Fit, a ativista Sara Winter e Allan dos Santos, além do ex-deputado federal e presidente do PTB, Roberto Jefferson.

Outros oito parlamentares bolsonaristas, seis federais e dois estaduais de São Paulo, foram convocados a depor. Esta semana, os alvos da operação da semana passada também estão sendo chamados a depor. Reuters

Por

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e