Aéreas cancelam quase 700 voos em um dia nos EUA devido à escassez de mão de obra

Na Europa, os recentes problemas nos aeroportos foram atribuídos à falta de trabalhadores, já que muitos deles foram demitidos durante a pandemia

As companhias aéreas dos Estados Unidos cancelaram quase 700 voos nesta segunda-feira (27), enquanto lutam para acompanhar o aumento na demanda de viagens em meio à falta de funcionários, de pilotos a tripulantes.

O total de cancelamentos de voos às 07h07 (horário de Brasília) era de 669, de acordo com o site de rastreamento de voos Flightaware.com. Quase 860 voos foram cancelados no domingo.

Delta Air Lines, United Airlines e Republic Airlines tiveram mais de 100 cancelamentos cada, enquanto o American Airlines cancelou 51 voos no início de segunda-feira.

As empresas não responderam imediatamente a um pedido de comentário.

Na Europa, os recentes problemas nos aeroportos foram atribuídos à falta de trabalhadores, já que muitos deles foram demitidos durante a pandemia e abandonaram o setor ao optarem por esquemas de trabalho flexíveis e outras ocupações.

Até mesmo a agência de aviação dos Estados Unidos, a FAA, enfrenta escassez de mão de obra.

A FAA aceitou na semana passada pedido da United para temporariamente reduzir voos no aeroporto de Newark. A companhia aérea citou no pedido obras no aeroporto e problemas com pessoal de controle de tráfego aéreo.

A Airlines for America, um grupo comercial, disse na sexta-feira que a FAA precisa garantir uma equipe adequada de controle de tráfego aéreo para evitar mais interrupções nas viagens de verão. CNN

Por

contato@oestadorj.com.br

Webjornal Oerj - O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e