Adaptação do quadrinho brasileiro ‘O Doutrinador’ tem boa recepção do público

‘O Doutrinador’, que teve sua data de estreia mudada várias vezes, ganhou fãs ao chegar finalmente aos cinemas no mês passado.

O filme nacional, com direção de Gustavo Bonafé e Fábio Mendonça, foi produzido em parceria pela Downtown Filmes, Paris Entretenimento, Paris Filmes, canal Space, Universo Guará e Telecine Productions.

Criado por Luciano Cunha, o personagem que estrela ‘O Doutrinador’ é do quadrinho de mesmo nome, o qual em breve também chegará a tela da TV, em uma produção do canal Space Brasil.

Foto: Divulgação

Com auxilio do autor no roteiro, o filme ‘O Doutrinador’ teve algumas mudanças em relação ao HQ, mas mantendo a essência do quadrinho de Luciano Cunha.

No papel principal o ator Kiko Pissolato, que interpreta Miguel, um agente federal que conhece os podres do sistema brasileiro e que depois de sofrer uma tragédia sai na busca de vingança, usando o manto de um vigilante mascarado. Que começa a combater a corrupção, o que causa grande temor aos corruptos.

‘O Doutrinador’ é drama, repleto de ação, onde uma boa dose de crítica social é incluída através da história do vigilante mascarado que busca punir corruptos e acabar com a corrupção no Brasil. Decido a fazer justiça com as próprias mãos, punindo de políticos até grandes empresários que enriqueceram de forma ilícita.

Vale destacar que o sucesso do personagem está não somente abrindo portas para produções do tipo no Brasil, mas ajudando a criar uma nova visão para o cinema brasileiro. Como o uso do filme em forma de marca, assim indo além das salas de cinema, com a produção de camisas temáticas até bonecos de ação.

Por

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e