A culpa não é só da estrada

Por que as estradas ainda não estão cem por cento? Sempre ouvimos nos jornais a situação das estradas, que em sua maioria estão péssimas. Dá para entender que no cenário atual, na crise que vivemos hoje o investimento nas entradas sejam menores, mas, não devem parar e que já deveria ter sido feita por governos anteriores. Todo mundo tem sua parcela de culpa.

Mas, não podemos responsabilizar só a falta de investimentos, como sinalização,  “crateras” no meio da pista, os motoristas também tem sua parcela de culpa. As combinações bebida e volante e excesso de velocidade contribuem para o aumento das estatísticas.  Nesse feriado de Corpus Christi andando pelas estradazinhas de Minas Gerais, reparei que nas entradas das cidades  encontrei policiais fazendo blitz.   

Temos que lembrar que não estamos nas estradas da Europa, onde você pode colocar sua Ferrari para  correr a mais de 200 km/h.  Seria um sonho dirigir numa estrada a 200 por hora mas, infelizmente aqui ainda não estamos preparados para isso e por vários aspectos. Precisamos melhorar a  educação dos motoristas e um governo que entenda melhor a legislação de transito. Uma coisa é certa a mudança não é simples.  

Por

diretoria@oestadorj.com.br

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e