A cada novo dia, um novo golpe cibernético

A criatividade dos criminosos faz surgir novos golpes constantemente

Quando menos esperamos, nos deparamos com uma nova modalidade nas redes sociais, ou aplicativos de mensagens. Na semana passada, ao passear por uma de minhas redes sociais, me deparei com uma mensagem no story de uma amiga que sigo. A mensagem dizia que uma amiga dela estava de mudança para os Estados Unidos, e por este motivo vendia alguns móveis, estando então ela responsável pela venda, solicitando aos interessados que a acionassem via mensagem direta na própria rede social.

A seguir era possível visualizar fotos de alguns eletrodomésticos com valores abaixo. Como eu já tinha me deparado com exatamente a mesma mensagem, resolvi falar com minha amiga para alertá-la, até porque não sabia se ela estava ciente da situação. No entanto, tomei o cuidado de acioná-la por outra rede social, imaginando que aquela estivesse hackeada. Como imaginei, ao acioná-la, ela confirmou que sua rede social estava hackeada e que inclusive já tinha feito um boletim de ocorrência.

Admito que fiquei assustada. Quando ouvimos falar de golpes, por vezes nos sentimos distantes de qualquer possibilidade de chegar até nós. Mas ao alertar alguns amigos, sobre o ocorrido, uma delas me retornou que cada dia tem notícia de que o golpe tem atingido cada vez mais pessoas conhecidas dela. Desde a data então passei, por precaução, a conferir diariamente o meu story para verificar se não há nenhuma comunicação que eu não tenha realizado.

Ao elaborar mais e mais estratégias para surrupiar o dinheiro das pessoas, talvez os golpistas pensem que o mundo digital não tenha lei. Pelo contrário, invadir dispositivo de uso alheio, conectado ou não a rede de de computadores é crime sujeito a pena de prisão.

Sempre tomo o cuidado de não aceitar o convite para amizades ou seguidores de pessoas desconhecidas. Também não clico em links desconhecidos. São fatores que podem nos resguardar de alguns perigos. Claro que com as inovações que acontecem constantemente não nos libertará de todos, mas podem ajudar a nos resguardar nas redes sociais, ou aplicativos de mensagens. Mas caso algum golpe chegue até nós, o primeiro passo é abrirmos um boletim de ocorrência para nos respaldarmos, uma vez que poderemos ser responsabilizados por termos a posse da conta e para que os verdadeiros culpados sejam punidos.

Todo cuidado é importante para que o crime não domine o meio digital. Cada denúncia é importante para coibir o crime que cerca o livre acesso das pessoas as redes.

Por

cristiane.lopes@oestadorj.com.br

* Jornalista e especialista em Gestão Cultural. Amante da cultura e das artes.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e