5 dicas para comprar roupas sem exagerar

Listamos alguns para você que, em especial, é daqueles que não resiste a levar diversas sacolas cheias para casa depois de uma volta no shopping

É uma dificuldade muito grande passar em frente a uma loja, se apaixonar por diversas peças e resistir a não levá-las para casa. Mesmo com diversas marcas incentivando o consumo consciente — já que isso impacta diretamente no meio ambiente — é praticamente impossível controlar o consumismo.

Diversos fatores podem nos ajudar a não exagerar na hora das compras. Listamos alguns para você que, em especial, é daqueles que não resiste a levar diversas sacolas cheias para casa depois de uma volta no shopping. Veja só!

1. Saiba o que tem no seu guarda-roupa

Quantas vezes você já se viu na seguinte situação. Há um compromisso no final de semana, seu armário está cheio de peças novas e você exclama aquela famosa frase: não tenho roupa!

Pois bem, se você é daqueles que já tem mais espaço no guarda-roupa e, mesmo assim, sempre volta com algo para casa, o melhor a ser feito é sempre saber o que, de fato, ainda é útil no seu ármario. É bem provável que, lá no fundo, esteja guardada aquela camisa branca, aquele vestido preto ou um belo par de sapatos que já combina com tudo.

Deste modo, além de evitar o acúmulo de roupas em casa, você também consegue economizar mais dinheiro e ainda continua esbanjando estilo por aí.

2. Conheça o seu verdadeiro gosto

Em muito casos, o estilo expressa a personalidade da pessoas e, pelo fato de sermos seres mutáveis, é normal, em alguns momentos, querer renovar o guarda-roupa.

Nesses casos, a primeira coisa que fazemos é comprar alguma peça de roupa, que muito provavelmente será usada uma única vez. Por isso, vale muito a pena investir naquelas peças que além de ficarem ótimas com diversas combinações, são a sua cara!

Sabendo quais são as suas preferências, será muito mais fácil evitar exageros na hora das compras.

3. Tente resistir a liquidações

Para aqueles que possuem o consumismo desenfreado correndo nas veias, é muito difícil resistir às liquidações durante o ano todo. Por isso, mesmo que aquelas famosas de “queima de estoque” gritem aos olhos, é preciso pensar se vale a pena comprar.

Uma boa alternativa é aproveitar as melhores promoções de roupas Black Friday e investir em peças versáteis e que combinem com tudo. Isso não significa que você não possa comprar uma peça mais extravagante e diferente, contudo, vale a pena analisar se você fato precisa daquele look.

4. Analise a qualidade das peças

Quando você põe em mente que precisa de determinada peça de roupa, é muito mais fácil se apegar somente à estética do que à qualidade do produto. Nessas ocasiões, a chance de você gastar dinheiro à toa é enorme!

Por isso, mesmo que você tenha se apaixonado por determinada estampa, ou cor de roupa, veja se aquela peça vale o valor que está sendo cobrado. Caso valha, não exite em adquiri-la, mas se a qualidade for muito inferior a outras peças do mesmo preço, vale a pena repensar a compra.

5. Controle o cartão de crédito

Ao mesmo passo que o cartão de crédito pode ser uma grande amigo nosso, é muito importante saber controlá-lo para não cair em roubadas, principalmente, se você é daqueles que compra por impulso.

Por isso, sempre que for sair de casa para ir às compras, pensem em quanto poderá ser gasto, sem que isso prejudique o seu orçamento. Caso você ainda precise usar o cartão de crédito, estipule um valor mensal para não se complicar futuramente.

Além dessas recomendações básicas, vale sempre lembrar que antes de realizar qualquer compra, é muito importante pesquisar antes de fechar qualquer negócio. Assim, você só tem a ganhar.

Por

Webjornal O Estado RJ > No ar desde 28/05/2007 > Promovemos o Projeto Futuro Jornalista.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e