23 de abril é o dia de São Jorge e do seu companheiro dragão

No Brasil, antes de 2008, o feriado de 23 de abril era comemorado apenas no município do Rio de Janeiro, pois São Jorge é o padroeiro desta cidade, até que foi instituído feriado estadual de acordo com a Lei 5198/08, de 05 de março

Dia de Tiradentes, Dia da Polícia Civil, Dia do Índio, Dia da Terra. Todos chegam primeiro em abril. Finalmente, chega o Dia de São Jorge, o santo protetor, ou auxiliar, intercedendo em inúmeras doenças. Mas o que se sabe de São Jorge e seu Dragão, além dele ser a melhor mascote que alguém poderia ter? Nada e tudo, desde o tempo em que ele foi “condecorado” como santo, até sua queda de posto em 1964, São Jorge não se deixou abater em momento algum, deixando diversas histórias e lendas pelo mundo, com coisas totalmente sem noção até as mais lindas.

Algumas curiosidades a respeito do moço/santo/ São Jorge:
O dia de São Jorge é o dia de seu falecimento – O Imperador de Roma Diocleciano mandou degolar São Jorge em 23 de abril, porque o santo não negou sua fé no cristianismo.
São Jorge também é homenageado no dia 3 de novembro – Neste dia foi reconstruída a Igreja dedicada ao Santo em Lida (Israel), onde estão seus restos mortais. Ela foi erguida a mando do Imperador de Roma, Constantino I. A bandeira da Inglaterra usa a Cruz de São Jorge, mas São Jorge não é o padroeiro da Inglaterra – O Papa Leão XII substituiu em 1893 São Jorge por São Pedro como seu padroeiro, mas São Jorge é padroeiro de Londres, de Genova e Moscou, é também padroeiro da Cavalaria do Exército Brasileiro, ou seja, é um Santo Guerreiro.

O Papa Paulo VI em 1963 rebaixou São Jorge para santo menor de terceira categoria (na hierarquia católica) – Seu culto, então, seria opcional nos calendários locais e não mais em caráter universal. Não na Igreja Universal. Em 2000 o Papa João Paulo II (que se dizia carioca) o restaurou a relevância do santo. A invocação de São Jorge é pela saúde dos animais domésticos. – aí tem minha total adoração, junto com São Francisco de Assis.
Geórgia tem este nome por causa do santo.
Na Catalunha o dia de São Jorge é como se fosse o dia dos namorados.
Os ortodoxos comemoram no dia 6 de maio.
Na Bulgária o Dia de São Jorge é feriado nacional.

Alguns búlgaros rolavam nus no orvalho da manhã do Dia de São Jorge -Eles acreditam que o orvalho da manhã é abençoado pelo santo, então eles andam pelos pastos e prados e coletam o orvalho, lavam seus rostos, mãos e pés por boa sorte. E, em algumas partes rurais do país, era costume rolar nu no orvalho. Sei.
Ainda, para os búlgaros é um dia mágico e que todos os feitiços malignos podem ser quebrados. – E que o santo garante uma boa colheita. Mas todos vestidos, por favor!

Diz a lenda que Jorge, um jovem guerreiro montado no cavalo branco, enfrentou um terrível dragão numa pequena cidade, que era sempre atacada pelo animal, que morava num lago próximo e fazia dezenas de vítimas com seu hálito de fogo. Para que a população inteira não fosse destruída pelo dragão, a cidade oferecia vítimas jovens ao bafo ardente, que eram sorteadas a cada ataque.
Uni duni tê, salamê minguê, um sorvete colorê, o queimado vai ser VO-CÊ!

Certo dia, chegou a vez da filha do rei, a sorteada da vez, que foi levada pelo seu pai, canalha, diga-se, em prantos até a margem do lago. De repente, apareceu o jovem guerreiro Jorge e matou o dragão, salvando a princesa. Na verdade, fez coisa melhor, não o matou, mas o domou até que ficasse totalmente submisso. Dessa maneira, o dragão foi levado pela jovem numa corrente para dentro da cidade.

Ali, o valoroso herói informou que vinha de Capadócia, chamava-se Jorge e acabara com o mal em nome de Jesus Cristo, levando a comunidade inteira à conversão. E todos acreditaram e viveram felizes para sempre. Menos o Dragão, que ficou conhecido entre seus amigos como “brasinha, chaminha ou bafinho”. Nessa época não se falava em bullying.

A figura de São Jorge também é cultuada pelas religiões afro-brasileiras, como a Umbanda. Neste caso, São Jorge é sincretizado na forma do orixá Ogum. Ogum é o guerreiro, general destemido e estratégico, é aquele que veio para ser o vencedor das grandes batalhas, o desbravador que busca a evolução. Defensor dos desamparados, segundo a lenda, Ogum andava pelo mundo comprando a causa dos indefesos, sempre muito justo e benevolente. Ele era o ferreiro dos orixás, senhor das armas e dono das estradas. Acredito que os pedágios não foram criados por ele. Pedágio é coisa do capeta, não de santo.

Nani Humor: São Jorge e o Dragão
São Jorge e seu parça: amigos para sempre

Temos inúmeras datas e motivos para comemorar esse dia 23 de abril passado, pois o Dragão de São Jorge não é só um animal fictício, é mais que uma lenda, é mais que um punhado de músicas, é mais que a salvação, é a mascote do cara que salvou a princesa do fogo e mau hálito eternos!

Diz a tradição que as manchas apresentadas pela lua representam o milagroso santo e sua espada, pronto para defender aqueles que buscam sua ajuda. Hoje é dia de lua cheia, sem dragão, espadas ou bafo quente. Apenas a lua e sua luz magnífica envolvendo nossa Terra. Sem preces, sem pressa.

Por

paula.toom@oestadorj.com.br

Jornalista, tradutora, revisora e redatora. Tem 3 cachorros, 3 gatos fixos e mais um monte ao seu redor. Cuida para que eles não sejam abandonados pelas sarjetas. É editora-chefe das colunas que você lê aqui.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e