2019 – Tendência da moda a partir de agora: roxo

Primeira sexta-feira do ano e estamos aqui de novo. Quantas coisas aconteceram em uma semana. O ano acabou, o novo presidente foi empossado, o verão realmente começou com temperaturas de 40 graus. Parece que o ano começou acima da expectativa. O mercado reage favorável a “nova era” como citou a ministra da mulher, família e direitos humanos, Damares Alves, referindo-se ao mandato do presidente.

Ela se empolgou tanto que já determinou que a partir de agora a moda será rosa e azul, as cores características de meninas (rosa) e meninos (azul). Faltou dizer que todos os filhos que nascerem a partir de agora deverão usar roxo (mistura de rosa e azul) para consolidarem a volta do antigo modelo da família brasileira, o roxo é misterioso e místico, sendo a cor apropriada para um local de meditação.

Pode ser uma cor depressiva e melancólica, se usada em excesso. E com a formação de novos modelos de famílias, isso foi diminuindo, pois essas crianças que eram deixadas de lado acabaram em novos lares e recebendo amor, mas isso é assunto para outra pauta.

Acredito que ela deverá sugerir a Estação Primeira de Mangueira a trocar seu verde pelo azul. Já imaginaram a Mangueira entrando na Sapucaí e o narrador anunciando: lá vem a Azul e Rosa da Mangueira. Será o máximo!

Damares resolveu entrar para o hall das estilistas de plantão que sugerem a roupa e a cor que se deve predominar na estação. Resta saber se a moda acompanhará apenas o verão ou todo o mandato do presidente. Depois do tiro no pé da ministra, ela voltou atrás e se retratou sobre o infeliz pronunciamento de posse.

A verdade é que não é a cor da roupa que determina a opção sexual de alguém. A ministra em minha opinião deu uma tremenda bola fora. 40 milhões de brasileiros esperam do governo exatamente o oposto do que seu candidato derrotado nas eleições falou sobre o presidente eleito e ela me vem com um discurso provocativo e inflamado.

Ok, ela deve estar vivendo uma catarse sem precedentes por se tornar ministra num momento delicado de nossa história. Ela sabe que junto com grandes poderes vêm grandes responsabilidades, portanto, cuidado com o que fala para não criar um clima hostil entre o povo brasileiro que ainda se recupera do último ano politico. Vamos ter mais tato e acima de tudo cuidado com as palavras. Elas já foram muito maltratadas pelos antecessores.

Espero que o ano seja de recuperação. Que os políticos que iniciaram junto com o presidente possam realmente dar um pouco de sua contribuição para melhoria do país. Quero acreditar que sairemos do caos para a luz, mesmo que em forma homeopática, mas que enxerguemos a luz em breve.

Desejo todo o sucesso do mundo para o presidente e sua equipe e que o trabalho seja feito para todos. Não votei nele, mas quero que dê certo. Afinal, sou brasileiro e quero ter muito orgulho e muito amor.

Por

Jornalista e comentarista esportivo. Moro em Niterói há 22 anos. Fã de cultura e esportes. Ex-editor em jornais na cidade do Rio de Janeiro. Atualmente me dedico à interatividade cultural. Acredito na importância da divulgação por todos os meios da cultura nesse país.

Comentários estão fechados.

http://api.clevernt.com/0d18126b-b33f-11e7-bb95-f213f22ad24e